PC é preferido pelos mais velhos, jovens escolhem Mac

Por , em 26.04.2011

Um comercial de televisão ficou notório nos Estados Unidos nos últimos anos. Era da empresa de computadores Macintosh, criadora da Apple. O comercial mostrava uma cena associando um jovem de 20 anos a um laptop e um “coroa” a um PC (da Microsoft), computador que se massificou nos nãos 90. E um site de assistência técnica e dicas para usuários dos Estados Unidos, Hunch, afirma que esse estereótipo realmente se confirma.

A equipe de pesquisadores da Hunch fez um levantamento entre os 338 mil usuários que foram auxiliados pelo site. O questionário perguntava, entre outros tópicos, a “lealdade” dos usuários aos computadores: enquanto 52% se declararam devotos do PC, apenas 25% se disseram adeptos do Mac.

É muito difícil mudar do Windows para um Mac?

Comparando estes dados com as informações sobre os usuários, a Hunch traçou um perfil psicológico e social dos pesquisados. 67 % dos usuários de Mac são formados, enquanto este índice está em 54% entre os seguidores do PC. Os que usam Mac são 80% mais propensos ao vegetarianismo. Usuários de PC, nos EUA, foram retratados tendo hábitos mais como roupas convencionais, refrigerantes populares, jornais conservadores e filmes da cultura americana tradicional. A faixa de usuários do Mac, por outro lado, prefere roupas de grife moderna, limonada, jornais de linguagem mais dinâmica e filmes indie.

Mais importante que estes dados, verificou-se que os usuários da Microsoft estão há mais tempo na condição de compradores de computadores e internautas, ou seja, são os primeiros usuários. De maneira geral, afirma-se que o Mac é computador de jovens, que viveram a adolescência na última década e não estavam inseridos na primeira fase histórica dos computadores, entre os anos 80 e 90. [CNN]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

13 comentários

  • Marte:

    Moderadores: cadê a resposta que deixei para as abobrinhas postadas aqui?

  • Glauco:

    Rodrigo Paim,
    O Linux só não combina com jogos se vc não instalar o Wine.

  • Glauco:

    Erick,
    O Mac não 🙂

  • Marte:

    Sobre esse artigo:
    Ops 1: “Era da empresa de computadores Macintosh, criadora da Apple.”
    é o contrário: a empresa Apple é a criadora do Macintosh.

    Ops 2: “… a “lealdade” dos usuários aos computadores: enquanto 52% se declararam devotos do PC, apenas 25% se disseram adeptos do Mac.”
    Há um deslize aqui. Um Mac dificilmente vai para a assistência técnica, o que justificaria o universo menor nessa pesquisa.
    Sim, a plataforma PC tem um número muito maior de usuários, mas se o quesito é “lealdade” à plataforma, não há comparação (licença para usuários do Commodore Amiga e do MSX, que saíram de cena).

    Ops 3: “verificou-se que os usuários da Microsoft estão há mais tempo na condição de compradores de computadores e internautas, ou seja, são os primeiros usuários”
    Não contando com o uso do computador em meios corporativos, vejo um tropeço. Quem escreveu isso não tem o menor conhecimento da História da computação pessoal, que foi, praticamente, sacramentada pela Apple com o seu lendário Apple II. Além disso, a Apple criou um marco na informática, e por que não dizer, na História da humanidade, com o lançamento do Macintosh.

    O Macintosh é o berço de toda a tecnologia que utilizamos hoje, como a interface gráfica, mouse, ícones, DTP – editoração eletrônica –, edição de imagem, ilustração digital, edição de áudio, edição de vídeo, multimídia e navegação na internet. Esta última, na verdade, nasceu no ambiente Unix, com o ViolaWWW e posteriormente o Mosaic, mas esse último foi o pai do Netscape Navigator, figurinha fácil nos Macs no início dos anos 90.

    Sobre alguns comentários:
    Ops 4: Se você for incrementar um PC tal como um Mac “de fábrica” a diferença de custo fica irrelevante. E mesmo assim, não se conseguirá num PC a excelência do Mac. A revista norte-americana PC Magazine fez esse teste e constatou que a diferença no custo ficava abaixo dos US$ 200 e muito nobremente admitiu que o PC incrementado não ficou “redondo”.

    Ops 5: A filosofia do Macintosh, em curtas palavras é mais ou menos essa:
    “Se você é designer, desenhe. Se você é músico, componha. Se você é arquiteto, projete. Deixe o hardware por conta dos nossos engenheiros” (que são os geniais).
    Pode-se incrementar um Mac, sim. Mas em 98% dos casos não será necessário: ele já vem prontinho, basta ligar na tomada.

    Além do hardware, pode-se fazer outras firulas via software, inclusive em linha de comando: quem for chegado ao ambiente Unix, vai se sentir no sétimo céu.

    E o que é mais importante: num Mac o hardware e software formam uma única entidade. Quem é usuário de Mac sabe do que estou falando, é uma coisa que beira a magia.

    Ops 6: O Mac tem pré definições como qualquer computador – o Default –. Mas você pode fazer o que quiser nos arquivos de Preferências que ele obedece direitinho.

    Ops 7: Chamar um Mac de ordinário é um absurdo. Para quem ainda não sabe, os Macintoshes são considerados “instrumentos de precisão”. São computadores de verdade, poderosos, mas com uma interface lúdica, atraente e algumas vezes infantil – mas a intenção é séria, visa não apavorar o usuário comum –.
    E para tirar a prova dos nove, experimente abrir a CPU de um Mac qualquer e olhe o seu interior: você verá uma obra de arte da engenharia.

    Ops 8: Sou usuário de PC há muitos anos. E acho que conheço profundamente a plataforma: montar, desmontar, virar do avesso e fazer dar cambalhotas é mole. Passei por quase todos os sabores do DOS, do Windows e até do OS2/Warp. Mas ao comprar o meu primeiro Mac descobri um universo que não imaginava existir. E é um universo muito, muito bacana.

    • Gray:

      A interface gráfica não nasceu na Apple, mas na Xerox. O primeiro computador a user interface foi o Xerox Star, que a Apple copiou descaradamente.

    • Heroi:

      Gray, a Apple não copiou, ela implementou.

      Quando Steve Jobs foi conhecer o que estava sendo feito nos laboratórios da Xerox Palo Alto não perdeu tempo em contratar a turma que estava fazendo acontecer e mudou todo mundo para a Apple.

      O primeiro computador a ter esse arsenal todo – de interface, ícones, menus suspensos,…– foi o Lisa (nome da filha de Jobs), mas era absurdamente caro para a época.

      O Macintosh foi a versão comercial desse computador.

  • Rodrigo Paim:

    Não depende da idade em si, mas do uso.

    Eu por exemplo, adoro jogos, destes de verdade, como BFBC 2, MW2 ou NTW, então tem de ser um PC, e dos bons, e com Windows, já que Linux e jogos não se combinam.

    Linux ou Microsoft, PC ou Mac, a questão aqui não é qual é o melhor, mas sim qual se adapta melhor a você, consumidor.

  • Erick Edgard:

    Glauco, não é não tenho liberdade de programa-lo criar funções, e o mac se vc alterar funções vc não consegue pois ele te bloqueia. Os cachorrinhos se mentem obedientes, só não mudam para pc porque gastaram uma fortuna em uma maquina, que nem imediata assistência tem no Brasil. O pc com um pouco de conhecimento em hardware vc mesmo pode fazer a manutenção.
    E o mac.

  • Muc:

    Sei lá, aquela aparência dos macs faz parererem ordinários, parece que são de plástico barato.

  • Glauco:

    Erick,
    Ah, e o Windows não é Sistema Operacional de cachorrinhos tb???

    Linux Slackware neles!!

  • Erick Edgard:

    Sou adepto do pc, é mais barato posso modifica-lo de acordo com minhas necessidades. Enquanto o mac, saem pré configurados e muito caros. O mac obriga o usuário a seguir pré definições, e o faz perder total direito de manipular o hardware e o software. Resumindo Mac é para quem não tem opinião própria, e que costa de obedecer o que os outros querem. Quem usa mac é como se fosse um cachorrinho, abana o rabo e obedece!

  • Lucas:

    apple: ODEIO!
    Microsoft: tá pro gasto!
    Sony: a marca perfeita, AMO!

  • Zeo:

    Há um erro na frase “Era da empresa de computadores Macintosh, criadora da Apple.”, na verdade deveria ser “Era da empresa de computadores Apple, criadora do Macintosh.”. Apple é o nome da empresa, Macintosh é um dos modelos de computadores desenvolvidos pela mesma, do qual deriva os atuais Mac’s.

Deixe seu comentário!