Pílula de cortisol pode ajudar a curar fobias

Por , em 26.04.2011

Segundo um novo estudo, pílulas compostas de um hormônio do estresse (cortisol) podem ajudar a combater ansiedade e medos nas pessoas.

Cada vez mais os psicólogos clínicos tratam fobias usando a “terapia de exposição”, na qual um paciente é exposto repetidamente a cenários assustadores de uma maneira controlada. Dessa forma, essas novas memórias (nais quais não há razão para se assustar) substituem gradualmente as memórias de medo.

Recentemente, essas técnicas foram “aumentadas” com a realidade virtual. Os pacientes podem assistir a versões tridimensionais simuladas por computador das situações que lhe assustam.

A fim de melhorar ainda mais a terapia de exposição, pesquisadores resolveram testar um hormônio conhecido como o cortisol. Este composto, liberado pelo cérebro humano durante o estresse, pode afetar o aprendizado, talvez ajudando as pessoas a gerar novas memórias que possam interferir com as passadas.

40 pessoas diagnosticadas clinicamente com acrofobia, ou medo de altura, participaram do estudo. Elas foram submetidas a três sessões de terapia de exposição, baseadas em realidade virtual, que simularam um andaime subindo até um outdoor.

Uma hora antes de cada sessão, metade dos voluntários tomou um comprimido de cortisol e a outra metade recebeu um placebo. Nem os participantes nem os pesquisadores sabiam quem tinha tomado o que.

Cerca de quatro dias após a última sessão, e depois de cerca de um mês, os cientistas analisaram as respostas de medo dos pacientes com base em questionários e medições da condutância elétrica da pele (uma indicação de estresse).

Em ambas as análises, os voluntários que tomaram cortisol tiveram significativamente menos ansiedade do que os que não tomaram o comprimido.

Os pesquisadores concluíram que o cortisol, que afeta funções da memória em certos roedores, também afeta o aprendizado e a memória de processos que ocorrem durante a psicoterapia em pacientes com fobia.

Os resultados indicam que a psicoterapia pode ser reforçada com a farmacoterapia. Porém, mais estudos são necessários para explorar esse potencial terapêutico do cortisol no tratamento dos transtornos de ansiedade, por exemplo, outros tipos de fobias e transtorno de estresse pós-traumático. [LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

3 comentários

  • ie:

    O House usa cortisol na 7 temporada e tema em dizer que é vicodin.Só para acharem que ele voltou com o vicio. O que isso tem a ver com matéria???? nada. lol

  • Elizabeth:

    Quem fez esse estudo não pensa nos efeitos colaterais?
    Melhor viver com fobias do que com Síndrome de Cushing, provocada pelo excesso de cortisol.

    Grande parte dos “cientistas” parece se dedicar mais a enriquecer as indústrias farmacêuticas do que pensar no bem estar das pessoas a longo prazo.

  • Sheik:

    Mas o cortisol abaixa o sistema imune, destroi massa muscular, aumenta a glicemia e resistência a insulina, ou seja dificulta o emagrecimento. Depois de uma terapia com cortisol o cara vai ter que ir direto pra academia perder o peso adiquirido.

Deixe seu comentário!