Ratos-toupeiras-pelados, além de serem imunes ao câncer, não envelhecem

Por , em 29.01.2018

O rato-toupeira-pelado é um animal incrível que vem sendo estudado pelos cientistas há um bom tempo.

Ele parece ter todo o tipo de superpoder: pode ser atingido com ácido e não sentir dor, pode sobreviver por longos períodos de tempo sem oxigênio, possui dentes que funcionam como ferramentas multitarefa e tem uma percepção sensorial incrível. Além disso, é imune ao câncer e vive quase dez vezes mais do que seus outros parentes roedores.

Agora, os pesquisadores descobriram que esses animais aparentemente também não envelhecem. A longevidade inacreditável dos ratos-toupeiras-pelados parece ser devido ao fato de que suas chances de morrer não aumentam com a idade.

A cada aniversário, o mesmo presente: maior chance de morte

A vida é dura para a maioria dos mamíferos – quanto mais velhos e espertos eles ficam, menos podem aproveitar toda essa sabedoria.

A matemática é simples: o risco de morte aumenta continuamente com a passagem do tempo.

A taxa de mortalidade em mamíferos geralmente segue o que chamamos de Lei de Gompertz-Makeham, uma equação que descreve o aumento das chances de morte com o envelhecimento de um indivíduo.

Nos seres humanos, o risco de mortalidade duplica quase todos os anos após os 30. Para os ratos-toupeiras-pelados, no entanto, nada muda. Segundo a pesquisadora Rochelle Buffenstein, vinculada à empresa Calico, o braço antienvelhecimento do Google, isso vai contra tudo o que sabemos em termos de biologia de mamíferos.

Os super-heróis

Buffenstein estuda esses animais há mais de 30 anos, tendo documentado cuidadosamente todas as mortes que ela presenciou.

Depois de estudar os registros de 3.299 ratos-toupeiras, a pesquisadora descobriu que o risco de mortalidade permaneceu de 1 em torno de 10.000 para o resto da vida dos roedores.

Esses bichos atingem a maturidade sexual aos seis meses de idade. Com base no seu tamanho, sua expectativa de vida útil em laboratório deveria ser de cerca de 6 anos, mas alguns vivem mais de 30.

“Nossa pesquisa demonstra que os ratos-toupeiras-pelados não envelhecem da mesma maneira que os outros mamíferos. De fato, mostram pouco ou nenhum sinal de envelhecimento, e seu risco de morte não aumenta nem mesmo quando eles já passaram em 25 vezes sua idade de maturidade reprodutiva”, resumiu Buffenstein.

Segredo da longevidade

As descobertas recentes reforçam o que muitos cientistas já sabiam: que os ratos-toupeiras-pelados são animais excepcionais que podem aprofundar nossa compreensão dos mecanismos biológicos da longevidade.

De uma maneira geral, eles são muito bons em viver. Já descobrimos algumas das possíveis estruturas por trás dessa imunidade impressionante, mas a verdade é que não sabemos direito por que esses animais são tão melhores que nós quando se trata de saúde.

Sem dúvida, os roedores precisam continuar sendo examinados para que possamos descobrir seus segredos.

Um artigo sobre o estudo foi publicado na revista eLife. [ScienceAlert]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (22 votos, média: 4,55 de 5)

1 comentário

  • Jefferson Viana:

    Bom, junta os genes dele com os dos tardigrados, colocamos no nosso genoma, pronto, seremos quase imortais

Deixe seu comentário!