Rocha aparece misteriosamente ao lado de sonda da NASA em Marte

Por , em 22.01.2014

Cientistas da NASA ficaram perplexos com a maneira repentina com que uma rocha branca, que não se parece com nada que já viram antes, apareceu em imagens tiradas semanas atrás pela sonda Opportunity em Marte.

A sonda está pousada em uma área de planície marciana conhecida como Meridiani Planum há uma década, explorando a borda de uma cratera em busca de sinais de que houve água no passado no planeta.

Outra sonda, a Curiosity, está pousada no lado oposto de Marte desde 2012 para uma missão mais ambiciosa: procurar ambientes marcianos que foram habitáveis no passado.

Por enquanto, no entanto, os cientistas estão concentrados em uma questão mais imediata.

No último dia 8 de janeiro, quando se preparavam para usar o braço robótico da Opportunity para investigação científica, a sonda enviou uma foto da sua área de trabalho que mostrava, inesperadamente, uma rocha branca e brilhante onde apenas uma passagem estéril tinha aparecido em uma foto tirada duas semanas antes.

A sonda está presa fotografando a mesma região de Marte há mais de um mês devido ao mau tempo. Segundo o cientista da missão Steve Squyres, a rocha é branca ao redor da borda, e vermelha escura no meio.

Os cientistas têm duas teorias sobre como a pedra chegou lá. Eles suspeitam que a rocha foi retirada no chão por uma das rodas da sonda, ou que foi depositada ali após um meteorito ter caído nas proximidades. “Só nos movemos um metro ou dois de distância [nos últimos dias], e eu acho que a ideia de que de alguma forma nós misteriosamente sacudimos a rocha com uma roda é a melhor explicação”, disse Squyres.

De qualquer maneira, a pedra, apelidada de “Pinnacle Island”, está fornecendo um bônus inesperado para a ciência.

“Nós temos tirado fotos de ambos as partes da rocha, e os primeiros dados sobre a composição da parte vermelha chegaram ontem. Não se parece com nada que já vimos antes. É muito rica em enxofre e em magnésio, e tem o dobro de manganês que já vimos em qualquer coisa em Marte”, explica Squyres. “Eu não sei o que isso significa. Estamos completamente confusos, e todo mundo na equipe está discutindo sobre o que pode ser”.

A Opportunity está em Marte há muito mais tempo do que foi originalmente planejado – uma missão de três meses. A NASA disse que, com uma velocidade máxima de apenas 0,08 km/h, a partir de 15 de janeiro de 2014, a sonda havia coberto pouco mais de 38 quilômetros no planeta. [Reuters, Independent]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 4,00 de 5)

17 comentários

  • Francisco Assis Gurgel Gurgel:

    eu achei mas parecido com um acessório do roubo que se desprendeu ou caiu como plásticos de isolamento dos cabos ou conexão ou outro material a bordo da sonda, nada de religioso ou ETE.

  • silvio cicoti:

    O que eles estão estranhando não é a pedra ter aparecido, mas “Não se parece com nada que já vimos antes”;
    Como um robô que está a tanto tempo não identificou essa composição localmente?
    O meu chute, é algum impacto de meteorito que jogou fragmentos de rocha próximo
    ao robô.

  • Renan carlos:

    Já li em alguns lugares que por causa da baixa pressão atmosferica de marte os ventos são fracos naquele planeta.

  • Herculano Costa:

    no filme apolo 18 aparece tambem na lua estas formaçoes e fala q sao tipo acaros portanto formas devida sem agua dai pode parecer exagerado mas no planeta terra por exemplo temos os escorpioes q tambem sao animais q nao dependem de agua pra viver, duvidoso ,
    mas possivel

  • Rafaela Martins:

    Concordo com seu comentário Cesar Grossmann. Seria impossível a hipótese do vento. Também analisei como é a Opportunity, e na primeira imagem, podemos ver a parte traseira da sonda e as rodas ficam em baixo daquela “aba” traseira. Na segunda imagem podemos ver que a sonda está mais afastada, ela andou para frente, portanto eu descarto a hipótese da ação mecânica da sonda. Se reparar também já havia uma forma no solo exatamente onde está a pedra na segunda imagem, e do mesmo contorno, isso indica que por muito tempo essa pedra esteve ali, foi retirada e recolocada. Mas realmente não imagino como isso aconteceu. Não pode ter sido a sonda porque o braço dela está na parte dianteira.

  • franobre:

    A hipótese da movimentação das rodas do veículo, para mim, não se sustenta. Pode-se observar que todas as pedrinhas existentes na imagem anterior estão exatamente no mesmo lugar na foto seguinte. Ou seja, o cenário é exatamento o mesmo, todas as pedras estão no mesmo lugar, então a roda do veículo só movimentou uma pedra?! A hipótese do meteoro, pela mesma razão, também não se sustenta, pois o pretenso meteoro jogou somente uma pedra para aquele lugar!? O mais estranho é que a pedra é escancaradamente diferente das outras em seu entorno, o que reforça o descarte da hipótese das rodas do veículo tê-la levantado.

    • Cesar Grossmann:

      Franobre, você parece estar pensando em um robô arrastando a pedra, mas pode ser outra coisa, como a pedra estar em uma posição, o robô passa por cima dela, e a pedra é jogada longe pela pressão da roda.

      Acontece quando você está andando de bicicleta ou carro em estradas de terra, com bastante pedras. O pneu passa por cima da pedra e, pela compressão, acaba arremessando as pedras longe. Guardadas as proporções, acho que foi o mesmo.

  • Rodney Brentel:

    A NASA disse que, com uma velocidade máxima de apenas 0,08 km/h, a partir de 15 de janeiro de 2014….
    Alguém acredita mesmo que andando nessa velocidade, a roda da Opportunity conseguiria retirar do solo uma rocha desse tamanho e projetá-la onde fotografado?
    Acho que alguém dessa NASA tá de sacanagem ou pensa que o resto do mundo é imbecilizado.

    • Cesar Grossmann:

      Uma rocha “deste tamanho”? Sabe de que tamanho estamos falando? Do tamanho de uma rosquinha.

      Outra coisa, a massa do rover é de 185 kg. A gravidade de Marte é menor, mas mesmo assim o peso do robô é considerável.

  • Filipe Alves:

    Parece ter outro fragmento da mesma rocha misteriosa um pouco mais a esquerda,mas como o opportunity pode ter retirado a rocha do chão se movendo a 0,08 km/h,mesmo a gravidade sendo de 3,7 m/s2

    • Cesar Grossmann:

      “Chutando” a pedra. Ele poderia subir só em um lado da mesma, causando uma força radial que ejetou a pedra de debaixo do rover, lançando ela alguns centímetros adiante, no campo de visão das câmeras.

  • Cristiano Moreira:

    Isso não pode ter sido impulsionado pelo vento? Ou ter sido deslocado pela ação mecânica do robô? Eu quero informações interessantes, coisas que realmente estão acontecendo ou existam, chega de especulações e de faz de conta. As teorias religiosas são bem mais interessantes!

    • Breno de Oliveira:

      elas são criadas para ser, Cristiano

    • Cesar Grossmann:

      Cristiano, não poderia ser o vento, já imaginou como um vento consegue carregar aquela pedra daquele tamanho e deixa no lugar pedras menores que você pode ver ali.

      Pode ser deslocado pela ação mecânica do robô, aliás esta é a hipótese que os engenheiros e cientistas da NASA estão achando mais provável, dá uma olhada no texto.

      Não existem teorias religiosas.

    • Rubens:

      Olá Cristiano, o que você quis dizer com “As teorias Religiosas são bem mais interessantes”? Ao que me consta, o clero em geral é um bando de desinformados á esse respeito cientifico. Mas gostaria que me explica-se melhor essas teorias, fiquei curioso a esse respeito.
      Abraços
      Rubens

    • Henrique Sadao Kajino:

      Impossível ser o vento. a densidade do ar marciano é muito inferior a terrestre, até mesmo uma tempestade lá não consegue deslocar muito além de poeira.
      A estranheza é a pedra ser bem diferente, eu estou com a teoria de restos de um meteoro q caiu próximo ao local. A densidade rarefeita do ar marciano ajuda a explicar a falta de marcas de entrada (na atmosfera) da pedra

    • Eduardo Araújo:

      Realmente uma coisa que devemos apurar: Quem jogou lixo no chão ? Aposto que foi um fumante… (não parece uma bituca de cigarro enrolada?)… A Nasa deveria identificar o meliante, inclusive com o CPF, para que a multa de R$157,00 seja aplicada. Para mim, foi aquele mesmo cara, o tal de Cidônio, o que mandou construir o monumento com seu rosto lá em Marte ( http://www.acemprol.com/rosto-de-marte-t5492.html )

Deixe seu comentário!