Sentiu-se enjoado com “Avatar”? Teste a sua visão 3-D

Por , em 4.05.2011
Quando os primeiros filmes em 3-D começaram a invadir os cinemas, a jornalista Suzanne Kantra estava animada para levar os filhos para ver a novidade com os próprios olhos. As crianças adoraram os novos efeitos, mas ela nem tanto. Kantra percebeu que os efeitos 3-D só lhe davam dor de cabeça.

Ela então procurou o médico Dominick Maino, professor de pediatria e de visão binocular da Faculdade de Optometria de Illinois, Estados Unidos. Kantra descobriu o que lhe afligia: ela tinha um dos sintomas de um problema de visão binocular, que interfere na visualização em 3-D e também causa tontura, náusea e falta de percepção de profundidade.

E o problema não é raro: afeta cerca de 16% das pessoas, mas poucos se dão conta que possuem problema de visão em 3-D. Maino lembra que a visão binocular não serve apenas para assistir a filmes. Problemas na visão binocular podem afetar sua capacidade de se concentrar em uma página durante a leitura ou na bola durante a prática de esportes, ou ainda enquanto dirige um carro ou anda de bicicleta.

A maioria dos exames oftalmológicos não avaliam sua visão binocular. Porém, existe um teste simples e barato chamado de “Brock String”, que pode ser feito em casa para ver quão bem os olhos trabalham juntos.

Para realizar o teste, tudo que você precisa é de um pedaço de corda que meça aproximadamente o comprimento do seu braço. Dê um nó no meio, e depois um nó a cerca de 5 a 10 cm de cada extremidade. Segure a corda perto do seu nariz, com o nó mais próximo a cerca de 5 cm do nariz. Verifique se o seu dedo não está obscurecendo sua linha de visão e você está pronto para começar.

Primeiro, verifique quantos nós você enxerga quando olha para o nó do centro. Você deverá ver um só. Se você vir dois, pode ser sinal de visão dupla ou diplopia. Consulte seu oftalmologista.

Em seguida, verifique quantas cordas você enxergar ao se concentrar no nó central. Você deverá ver duas, atravessando o nó no meio. Se você não vir as duas, é sinal de que não é capaz de enxergar em 3-D.

Se você consegue ver as duas cordas, o próximo passo é determinar onde as cordas se cruzam. Se elas passam pelo nó central, seus olhos provavelmente funcionam bem juntos e você não encontra dificuldade em ver 3-D. Se elas se cruzam na frente do nó central, você tem “excesso de convergência”. E se, ainda, você enxergar a cruzamento na parte de trás do nó central, você tem a “insuficiência de convergência.”

(Ficou confuso? Aqui está uma simples, embora um pouco chata, demonstração de vídeo do teste).

Felizmente, estes problemas podem muitas vezes ser corrigido com óculos ou visão terapêutica optométrica. Por isso, faça o teste “Brock String” para ver como anda a sua visão. Se você fizer parte do grupo dos 16%, procura seu oftalmologista e deixe de sentir náuseas toda vez que for ao cinema. [DigitalLifeMSN]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

8 comentários

  • maycon:

    glaco…
    ele falou que os filmes SÓ PASSAM EM 3-D
    LARGA DE SER BURRO!

  • Zoron:

    Cybergirl, então….te convido a ir ao cinema, topa?

  • Anderson Fernandes:

    Na verdade o link dovideo realmente faltou, mas se clicar no link de origem da matéria, lá tem o link do video, mas para facilitar, aqui está: http://www.youtube.com/watch?v=EGlCVTdNqfw

  • Andrew:

    “(Ficou confuso? Aqui está uma simples, embora um pouco chata, demonstração de vídeo do teste).”

    Cade o video? (Ctrl+C – Ctrl+V ?)

  • PredadorXD:

    Eu não consigo enxergar em 3D nos cinemas, tenho uma cicatriz no fundo do olho esquerdo que bloqueia parte da visão deste olho. E mesmo assim tenho que pagar um absurdo para assistir filmes que só são exibidos em 3D.

    • Glauco:

      Ué, então pare de assistir filmes 3D, oras!

    • cybergirl:

      Glauco,
      o cara falou q tem que pagar para assistir filmes que SÓ são exibidos em 3D (isso é normal em algumas cidades com poucas salas de cinema). Ele prefere assistir meio borrado e pagando a mais do que não assistir.
      Do jeito que eu sou cinéfila, eu faria a mesma coisa.

    • Zoron:

      Oi, então te convido para ir ao cinema juntos. Vamos?

Deixe seu comentário!