Um humano infectado com vírus de computador

Por , em 27.05.2010

Mark Gasson é um maluco que conseguiu se infectar com um vírus de computador. Mas não se sinta mal por ele – ele mesmo implantou o vírus em seu organismo.

O que Gasson tentou é fazer é provar um conceito – quando nós tivermos implantados chips de identidade sob nossa pele (sim, é exatamente isso que Mark alegou), um vírus poderia corromper o equipamento, assim como outros materiais que estejam sob nossa pele (marca-passo, por exemplo).

Então se você (ainda) não tinha uma razão para deixar que alguém colocasse um chip sob sua pele pode adotar a desculpa do vírus. [Gizmodo]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 4,00 de 5)

12 comentários

  • Cleyson:

    UBUNTU: Linux for free humans!

  • Cristiano M. Magalhaes:

    Se o firmware do chip for baseado no Linux, vírus nenhum vai infectar.

  • Heitor:

    Jorge de Melo. Você não é muito esperto, né? O cientista pode simplismente ter mudado o rumo da indentificação pessoal na história humana e você esta considerando ele um incompetente. Isso sim é a verdadeira incompetência a qual você se refere.

  • igor:

    boa matéria! só não entendo como um marca-passo pode pegar vírus.
    Eu pensei: ” ah, vai dizer que hoje em dia marca-passo tá vindo com wi-fi hahahaha”

    • Henrique Martins:

      Muito interessante isso demonstra que temos que nos preocupar
      demais,afinal em um computador, firewall e anti virus ajudam na proteção contra vários virus.
      Mas, em se tratando de arquivos e senhas é uma coisa,com a vida humana e outra tem de ser proteção total.

  • Eddy:

    O conceito do vírus não está longe da verdade. Somente o enfoque está equivocado na minha opinião.
    O centro de ataque, o disco duro é o ADN.
    Tanto pensamentos como alimentos modificados vão pouco a pouco desvirtuando a máquina humana.
    Neuropeptidos (ou neuropeptidios, neurotransmissores) cumpren esta função de informar ao sistema que “decisões” our “ordens” devem ser cumpridas. Desencadeando ações concretas no corpo físico. Ações que terão a mesma qualidade dos pensamentos que o portador permita imperar sobre si.

    Qual é o antivírus? Eu acho que amor e consciência entre outros elementos.

    Se esperar sentado, talvez já não consiga se levantar.
    AGORA É A HORA DE VIVER CONSCIENTE. Somente isso, já afeta positivamente a “MATRIX”.
    Permanecer enfocados.

  • Eduardo:

    Isso de sermos identificados com chips é um absurdo. Uma hora isso vai ser imposto a nós, e vamos ter que nos mobilizar politicamente de verdade.

  • Jorge de Melo:

    Tá, prova de conceito… tudo bem, eu entendo. Mas que parece o cúmulo da incompetência, ah isso parece, sim.

    (A crítica foi endereçada ao Mark Gasson)

  • Stuv:

    Muito legal e esquisito.
    Como o autor disse, aí está um motivo pra não deixar niguém “enfiar” um chip desse em você.
    Só não entendi uma coisa no video, porque ao fundo há um Dalek? hehe

    PS.: Pra quem não sabe, Daleks são os principais inimigos do personagem principal de uma série que foi refilmada recentemente pela BBB. O nome da série é Doctor Who, e conta as aventuras de um Senhor do Tempo (Time Lord – um alien que pode viajar pelo tempo e espaça), acompanhado sempro por uma mulher humana.

  • Natalia Rodrigues:

    Só deixo colocarem um chip em mim se ele vier com o Avast! instalado. [2]

  • Douglas Miranda:

    Só deixo colocarem um chip em mim se ele vier com o Avast! instalado.

  • Cecilia:

    Experimento ótimo. Nunca tinha pensado em como escapar dos futuros chips (q nem os novos GPS para animais)

Deixe seu comentário!