Usina solar: a maior do mundo cozinha os pássaros em pleno voo

Por , em 23.02.2014
hsfwecyazm3spgly2hye

Enquanto a maior usina solar do mundo (que nós já mostramos nesta matéria) é a realização de um dos sonhos mais ousados de ambientalistas do mundo todo, ela também tem suas falhas. Ainda que não polua o ar, como fazem as termelétricas movidas a carvão, ou seja necessária a inundação de grandes espaços para formação de barragens, como no caso das hidrelétricas, o Ivanpah Solar Electric Generating System (em tradução livre, Sistema Gerador de Energia Solar Ivanpah) está matando pássaros como o mostrado na foto acima – e isto já estava previsto.

Usina solar queima pássaros

As aves que sobrevoam o local não resistem às ondas de calor emitidas pelos mais de 300 mil espelhos reunidos na planta de 12 quilômetros quadrados, que chegam a 537 °C, ou seja, mais de cinco vezes o necessário para ferver a água. As imagens do pássaro que parece ter sido literalmente queimado vivo foram divulgadas pela corporação BrightSource Energy, uma das empresas que administram o projeto – além dela, também estão no acordo a NRG Energy e o Google.

O jornal “The Wall Street Journal” e um relatório mensal da própria companhia produtora de energia já apontam que este vai ser um dos efeitos colaterais da instalação, que fica em terras federais ao sudoeste de Las Vegas, perto da fronteira dos estados da Califórnia e Nevada, nos EUA. Foram investidos US$ 2,2 bilhões na construção que, além dos espelhos enorme controlados por computador, ainda tem três torres de 140 metros de altura, nas quais a água vaporiza e alimenta turbinas geradoras de energia.

Quando os espelhos convergem para as caldeiras que ficam em cima das torres, eles se transformam em um raio da morte gigantesco. Tudo o que passa pelos feixes de luz concentrados encontrará morte certa – é como uma criação de algum supervilão de desenho animado.

A Comissão de Energia da Califórnia diz que a perda da vida selvagem – e outros problemas ambientais graves associados à ela – é aceitável porque “os benefícios que o projeto proporcionará substituem esses impactos”. Segundo a comissão, a usina produzirá energia suficiente para abastecer 140 mil casas quando alcançar sua potência máxima, evitando a emissão de 400 mil toneladas métricas de dióxido de carbono por ano. Tal valor equivalve à retirada de 72 mil veículos da estrada. Mesmo assim, ambientalistas afirmam que os benefícios podem não ser tão claros.

Maior usina solar do mundo é inaugurada nos Emirados Árabes Unidos

Um porta-voz da BrightSource, Joe Desmond, garante que a empresa confia na habilidade da tecnologia de operar como planejado, não matando tantos dos animais, e que o problema será resolvido. Porém, a planta para a construção de outra instalação da companhia perto de um parque nacional no condado de Riverside, também na Califórnia, foi contestada pelo Serviço de Proteção à Vida Selvagem dos EUA, já que eles temem que a nova usina possa matar espécies ameaçadas de extinção.

“Quando você tem novas tecnologias, não se sabe quais vão ser os impactos”, afirmou o diretor regional adjunto para as aves migratórias da agência federal, Eric Davis. “Estamos tentando descobrir o quão grande é o problema e o que podemos fazer para minimizar a mortalidade de aves”.

Para colocar ainda mais lenha na fogueira, biólogos dizem que as aves podem estar confundindo o mar de espelhos com um lago, o que estaria as atraindo para esta miragem mortal.

Ao longo de um mês, onze pássaros foram encontrados feridos ou mortos no local desértico, que raramente tem dias sem sol escaldante. Anteriormente, enquanto a usina ainda estava em fase de testes, outras dezenas de aves foram encontradas mortas, que iam de falcões até andorinhas. [Sploid, Oddity Central]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

9 comentários

  • Eric Viana:

    Nenhuma tecnologia geradora, incluindo ai as ditas “limpas”, tem impacto zero no ambiente… Fica claro isso.
    Acredito que o uso de ultrassom possa ajudar nesse afastamento da vida selvagem. Mesmo assim apoio a energia solar pelo impacto reduzido perante termoelétricas e hidroelétricas que poluem e desequilibram de uma forma mais intensa.

    • Sandro F.:

      Oi Eric,apesar de concordar com vc em relação a poluição causada pelas termelétricas e a esse dispositivo de ultrassom na usina solar, é até verdade que as hidrelétricas tem sim um potencial para poluição devido ao fato das áreas submersas para represar a água usada nelas conterem grande biodiversidade porém se as mesmas hidrelétricas fossem construídas em áreas com biodiversidade pequena o impacto ambiental seria pequeno ou até mesmo nulo.O potencial energético das hidrelétricas é considerável!

    • Cesar Grossmann:

      Um dos impactos ambientais das usinas hidrelétricas é a geração de metano. Toda a massa vegetal submersa sofre degradação anaeróbica, e produz muito metano. E o metano é um dos gases de efeito estufa…

  • Dan Bastos:

    Espero que resolvam esse problema com as aves, porque assim a ciência poderá está dando um grande passo favorável à preservação do meio ambiente. To torcendo!

  • Gustav:

    Sei que é maluquice, mas será que colocando sons que os afaste em frequências audíveis apenas para os pássaros não seria uma solução?

    • Marcelo Ribeiro:

      Boa idéia. Há aparelhos que fazem isto usando sons com aves de rapina como gaviões e águias. Poderiam fazer o mesmo nas usinas eólicas que também matam muitos animais como morcegos e pássaros.

    • Euter Pádua:

      Cara eu pensei exatamente a mesma coisa quando estava lendo e ia postar isso… Se eles quiserem eles podem instalar aparelhos sônicos que afastem aves da região.

  • Gustav:

    Essa usina é um grande avanço para a geração de energia limpa, é uma pena que isso esteja acontecendo, mas tenho certeza que esse problema poderá ser resolvido.

  • Lucas Noetzold:

    não deve ser tão complicado de fazer uma tela, mesmo a esta altura, só creio que possa ser pior aprisionando pássaros. sei lah

Deixe seu comentário!