A dificuldade de viver com TOC

Por , em 12.11.2008

Todos temos nossas pequenas manias. Na maioria elas são inócuas e foram cultivadas depois de algum tempo tendo, na mente, certos pensamentos repetitivos. Mas quando podemos dizer que estas manias se tornam uma doença?

Uma pessoa que mostra muitas obsessões e compulsões rituais: repetições, evitações, obsessões com dúvidas, preocupações excessivas, medo, desconforto, aflição, etc., ao ponto que isso prejudique as suas vidas diárias, talvez sofram de Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) e devem procurar um psiquiatra.

Exemplos de TOC comuns são os da limpeza, que leva a múltiplas lavagens e da dúvida, com verificações compulsivas. Preocupações com simetria, acúmulo de coisas inúteis, culpas (religião) e superstições também são comuns.

Abaixo segue um filme curta metragem de pouco mais de 5min que aborda este tema.

Quando começam as legendas em inglês, leia-se:

Eu sou um pouco excêntrico. Por isso algumas vezes as coisas não vão bem.

Mas eu não me preocupo com isso.

Por que como há um local certo para tudo ao meu redor deve haver um local certo para mim em algum lugar deste mundo.

(Encontra o folheto no chão que diz: Procura-se pessoa para trabalhar com tratamento de fraturas.)

Sim, em algum lugar deste mundo. É nisso que eu acredito. [Pastel de Vento, UFRGS]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!