12 “primeiros” dos Jogos Olímpicos de Londres

Falta menos de uma semana para os Jogos Olímpicos de 2012, que acontecem em Londres (Reino Unido) de 27 de julho a 12 de agosto. A expectativa é de que cerca de 10.500 atletas de 192 países e 13 territórios participem das Olimpíadas. E ela promete muitos ineditismos e avanços. Confira alguns deles:

1 – Primeira cidade a sediar os Jogos pela terceira vez

Tendo anteriormente sediado os Jogos em 1908 e 1948, Londres provou ser uma excelente anfitriã, já que em breve terá hospedado as Olimpíadas mais vezes do que qualquer outra cidade. Se tudo der certo, certamente ela não terá problemas em conquistar o Comitê Olímpico pela quarta vez.

2 – Primeiro local a ser concluído: o velódromo

O primeiro local a ser totalmente completo do Parque Olímpico foi o velódromo Velopark, uma pista de ciclismo gigante em ambiente interior. O tema dos Jogos de Londres é “verde”: a organização tentou deixar tudo o mais “amigo do meio ambiente” possível. Por isso, o local é equipado para minimizar a iluminação artificial e o uso de ar condicionado, além do teto ser projetado para coletar água da chuva como uma fonte de água suplementar.

3 – Primeira transmissão em 3D

De uma perspectiva tecnológica, todos os Jogos geralmente têm uma primeira vez. As Olimpíadas foram televisionadas pela primeira vez em Berlim em 1936, em telões espalhados pela cidade. Depois eles entraram nas casas de famílias (apenas em Londres em 1948), seguido pelos primeiros jogos televisionados internacionalmente em 1960 nas Olimpíadas de Roma. Enquanto as Olimpíadas de 2008 foram as primeiras a serem transmitidas totalmente em HD, as Olimpíadas de 2012 serão as primeiras a serem transmitidas em HD e 3D.

4 – Primeiro time inglês de futebol competitivo desde 1960

Parte da razão pela qual a Inglaterra não se esforça para se qualificar para os Jogos há um tempo foi uma decisão de 1972 de não permitir que jogadores ditos “amadores” jogassem. Embora esses jogadores fossem capazes de competir novamente em 1984, eles simplesmente optaram por não jogar. Já este ano, eles jogarão, exatamente cem anos desde a última vez que a Inglaterra ganhou o ouro (e, antes disso, também ganhou em 1908 e 1900).

5 – Primeira vez que o futebol feminino vem em primeiro lugar

O primeiro evento a acontecer nos Jogos Olímpicos de 2012, antes mesmo da cerimônia de abertura, será o futebol feminino, o que parece ser uma forma de promover um aumento da igualdade de gênero. As mulheres da Arábia Saudita foram autorizadas a jogar pela primeira vez, depois que a comissão dos Jogos Olímpicos ameaçou proibir a equipe da Arábia Saudita por conta de discriminação de gênero.

6 – Primeira vez do esporte boxe feminino

Continuando o apoio ao atletismo feminino, as Olimpíadas de Londres também terão um novo esporte: boxe feminino. Sim! Mulheres poderão socar umas às outras à vontade, assim como qualquer macho faria. Haverá três classes de peso: peso-leve, peso-pena e peso-médio.

7 – Primeiras Paraolimpíadas em Londres

A mentalidade de igualdade continua em Londres! O movimento paraolímpico começou em 1948, ano em que os primeiros eventos não oficiais ocorreram, com veteranos da Segunda Guerra Mundial que tinham lesões da coluna competindo em uma variedade de esportes. 2012 será o primeiro evento a reconhecer oficialmente os Jogos Paraolímpicos em conjunto com as Olimpíadas, e os indivíduos com deficiência serão acomodados melhor do que nunca.

8 – Primeiro estádio de seu tipo

O estádio das Olimpíadas foi projetado em termos de eficiência: é especialmente leve e conservador. Com a capacidade de abrigar 80.000 indivíduos, foi construído com menos de 10.000 toneladas métricas de aço. “Ninguém havia construído um estádio de 80 mil lugares com uma estrutura tão leve e com impacto ambiental tão pequeno quanto o nosso”, disse o presidente da Comissão Organizadora, Lord Coe. O local possui uma infinidade de medidas para cortar o uso de energia e deve ganhar o posto de terceiro maior estádio da Inglaterra, depois de Wembley e Twickenham (se não for reduzido a fixos 60.000 lugares após os Jogos).

9 – Primeiros Jogos a enfatizar transporte público

Outra medida londrina para reduzir o desperdício de energia é incentivar o transporte público. As Olimpíadas de 2012 revelam o extrarrápido “Javelin”, feito especialmente para o propósito de transportar os espectadores dos Jogos, capaz de ir do centro de Londres ao Parque Olímpico em apenas sete minutos transportando até 25 mil passageiros em uma única hora.

10 – Primeiros Jogos “eco conscientes”

O tema dos Jogos de Londres celebra a Revolução Industrial (também conhecida como o nascimento da poluição – brincadeira) com um espírito de ambientalismo total: Londres será a primeira cidade-sede a medir sua própria pegada de carbono durante os Jogos, além de ter projetado estádio e acomodações “verdes”.

Os cinco temas principais da estratégia ambiental dos Jogos de 2012 são mudança climática, biodiversidade, resíduos, inclusão e vida saudável. A escolha de materiais mais simples e mais duráveis em vez da inovação com construção de infraestrutura temporária ajudou a cidade a reduzir as emissões de carbono em cerca de 100 mil toneladas, o equivalente a 65 mil carros fora da estrada por 12 meses. Além disso, uma área verde de 250 hectares será desenvolvida em Londres. Será o maior parque urbano da Europa, pensado para durar mais de 150 anos.

A Vila Olímpica de Londres terá modernas instalações educacionais, clínicas de saúde, creches e academias espalhadas ao longo de quase 25 hectares de novos parques e pátios abertos, que mais tarde beneficiarão a população. As residências dos atletas serão convertidas em 2.800 novas casas, sendo que cerca de 50% delas são designadas como habitação a preços acessíveis.

A vila também possui um monumento escultural de arquitetura grandiosa, a Estação Elevatória de Águas Residuais do Parque Olímpico, instalação dourada com tons suaves de roxo que funcionará como um sistema de esgoto ultramoderno inteiramente no subsolo. Com isso, os organizadores asseguram estar no caminho da realização do primeiro evento mundial “verdadeiramente sustentável”.

11 – Primeiras medalhas olímpicas grandes e pesadas

As 2.100 medalhas criadas para as Olimpíadas de Londres em 2012 são as mais pesadas e maiores medalhas de jogos de verão que vão chacoalhar no pescoço de um atleta até hoje, com 400 gramas e 85 milímetros de diâmetro e 7 milímetros de espessura cada uma.
Projetadas pelo britânico David Watkins, a frente das medalhas tem um ícone sobreposto sobre o rio Tâmisa de Londres, e linhas geométricas que supostamente representam a energia da cidade. Nas costas, a deusa grega Nice aparece fora do Estádio Panatenáico de 1896 (dos primeiros jogos olímpicos), representando o espírito do jogo.

Enquanto as medalhas de ouro parecem perfeitas para serem derretidas e transformadas em um bom pedaço de joia, elas têm na verdade apenas 1,34% de ouro, com 92,5% da medalha sendo de prata, e o resto de cobre. Apenas os Jogos Olímpicos de Inverno em Vancouver em 2010 vencem as medalhas de 2012 em tamanho e peso (o dobro). O recorde anterior de medalhas de jogos de verão era dos Jogos Olímpicos de Barcelona, em 1992, que pesavam 231 gramas cada.

12 – Primeiros Jogos seguros contra antidoping

Os cientistas encarregados de antidoping dos Jogos Olímpicos de Londres disseram que esse ano será o mais difícil para fraudes até o momento. Um novo teste para detectar droga no sangue pode ser implantado pela primeira vez, além da confirmação de um novo teste para hormônios de crescimento humanos. O laboratório responsável terá como objetivo realizar cerca de 6.000 testes durante os jogos.

Conhecido como doping de sangue autólogo, essa prática aumenta o número de células vermelhas do sangue e dá um impulso substancial a resistência de um atleta, permitindo-lhe transportar mais oxigênio. Vários concorrentes de alto nível olímpico foram acusados desse doping ao longo dos últimos 30 anos, mas os cientistas não conseguiram desenvolver um teste eficaz para apontar a falha. Isso pode estar prestes a mudar.

Além disso, os Jogos Olímpicos de 2012 serão os primeiros jogos a usar um “passaporte biológico” para tentar impedir fraudes de drogas. O Comitê Olímpico Internacional confirmou que alguns concorrentes no ciclismo, remo, atletismo e triátlon estarão usando os passaportes, que são um registro da fisiologia de um atleta com base em marcadores chave no seu sangue.

O passaporte não impede totalmente fraudes, mas os cientistas que trabalham no campo estão confiantes de que o conceito pode ajudar a manter os Jogos Olímpicos de Londres livres de drogas, pois eles captam mesmo mudanças imperceptíveis em um concorrente.

E lembra da Estação Elevatória de Águas Residuais do Parque Olímpico? Ela pode ter mais de um uso: o esgoto, em vez de simplesmente transportar resíduos, pode servir também como “acusador” de atletas que trapaceiam com substâncias dopantes.
Cientistas citam exemplos rigorosos onde pesquisadores monitoram o uso de drogas ilícitas através de análise química de águas residuais de forma precisa e reprodutível. No que se trata de tempo para testes de drogas antes da competição, os funcionários da Vila se sairiam melhor acompanhando passivamente o esgoto que flui dos banheiros do parque para criar “perfis químicos” e fazer testes mais específicos e direcionados do que testando cada atleta.[Listverse, SuaPesquisa]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

3 respostas para “12 “primeiros” dos Jogos Olímpicos de Londres”

  1. Em recentes pesquisas os londrinos não se demonstram entusiasmados com as Olimpíadas. Mas ultimamente fica difícil de acreditar que eventos deste porte (como copa do mundo) tragam realmente benefícios a médio prazo para o país sede. Assim como os britânicos, acredito muito mais na geração de dívidas internas devido custo da infra-estrutura necessária para acomodar o evento do que as benesses prometidas ao povo. Vide Grécia!

Deixe uma resposta