As baratas realmente podem sobreviver a uma explosão nuclear?

Baratas são um dos insetos mais durões que existem por aí. Além de assustarem até os marmanjos mais corajosos, elas são muito resistentes e há um boato que diz que elas poderiam sobreviver a um ataque nuclear. Será?

As baratas estão por aí a cerca de 300 milhões de anos, a muito mais tempo do que nós, o que mostra que seu “design” é de sucesso. A idéia de que elas poderiam sobreviver a uma explosão nuclear é plausível por causa da resistência dos bichos.

Elas podem ficar sem comer por cerca de um mês, se reproduzem rapidamente e em grandes números (o que é uma vantagem evolucionária que espécies como nós, que se reproduzem lentamente, não temos). As baratas também possuem alta resistência a radiação – mas isso só as ajudaria a suportar a radiação remanescente da explosão. Se uma delas estivesse próxima a explosão, ela seria torrada como qualquer um de nós.

Esses insetos também se adaptam a uma enorme variedade de condições e podem até desenvolver tolerância contra alguns tipos de veneno.

Então, pelo que sabemos, as baratas poderiam ser a única coisa viva a sobrar após uma explosão nuclear. Os Mythbusters, os Caçadores de Mitos da Discovery Channel, testaram esse mito em no episódio 97 e descobriram que as baratas poderiam sobreviver a 10 vezes a radiação que nós, humanos, agüentamos.

Mas uma espécie de besouro, conhecida como besouro-de-farinha, conseguiu superar a marca das baratas – então os caçadores detonaram o mito.

Mesmo assim, há cerca de 4mil espécies de baratas se esgueirando e correndo pelas cozinhas do mundo. Então mesmo que o mundo inteiro sofresse ataques nucleares, é bem possível que algumas delas ainda permanecessem intactas. [Life’s little mysteries]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

22 respostas para “As baratas realmente podem sobreviver a uma explosão nuclear?”

    • a bomba em si mataria a barata também. o texto diz sobre a exposição à radiaçao e aí sim, a barata absorve cerca de 11 vezes menos radiação que os humanos, então os danos no seu metabolismo são evidentemente menores também.

  1. Nenhum ser vivo é blindado o bastante para aguentar o estouro de uma explosão nuclear. A pergunta aqui é clara. Numa explosão nuclear, a temperatura derrete tudo e o poder de destruição põe cidades abaixo. Imagine o corpinho de uma barata, que só numa chinelada se desmancha todo.

  2. adoro baratas,tenho 20 em casa,cada uma tem um nome,gladiadora,monarca,deca,lola,rena,tina,kiqui,luco,momo,jotalhão,puca,gg,hp,zona,bento,poco,lelinha,chocolate,magrão,magrela

  3. É verdade que só as baratas sobreviveriam a um desastre nuclear?

    por Texto Guilherme Gonçalves

    É mentira. Tudo indica que esse mito tenha nascido na década de 1960, com o relato nunca confirmado de que baratas teriam sobrevivido às bombas atômicas jogadas sobre Hiroshima e Nagasaki.

  4. Olá a todos !
    Sempre se disse que as baratas resistiriam a ataques nucleares
    mas não seria tão sómente porque elas habitam fendas de difícil acesso ?
    Alguém sabe de experiências para ver até que nível de radiação uma barata aguenta ?
    Abraços

  5. A verdade é que as baratas em especial as domesticas rapidamente se iram extinguir na região, porque? porque sem os humanos para criarem detritos, elas não se conseguiram adaptar e morreriam de fome.

  6. Antigamente,agente pisava na barata e ela simplesmente estourava e acabava morrendo,hoje em dia elas evoluiram q/ ao se pisar em uma barata ela elastece o corpo absorvendo a pressão, aumentando as chances de sobreviverem.

  7. Enquanto o DNA humano e outros animais maiores não suportam danos maiores que 1% sofridos por efeito da ressonacia das ondas radioativas provenientes da explosão nuclear, as baratas podem suportam danos de ateh 90% no seu DNA total.

Deixe uma resposta