Células-tronco podem ser a cura da calvície no futuro

Fios de cabelo (setas) formados por células-tronco pluripotentes induzidas ,derivadas de células-tronco epiteliais

A ideia de usar de células-tronco para inverter a queda de cabelo ao regenerar folículos capilares não é nova. No entanto, até agora, ninguém tinha conseguido criar um número suficiente de células estaminais geradoras de folículos.

Entra Xiaowei “George” Xu, da Universidade da Pensilvânia (EUA), e seus colegas, que inventaram um método para converter células adultas em células-tronco epiteliais, a primeira vez que alguém conseguiu esse feito em seres humanos ou ratos.

As células estaminais epiteliais, quando implantadas em ratos imunocomprometidos, regeneraram diferentes tipos de células da pele humana e folículos de cabelo, e ainda produziram haste capilar estruturalmente reconhecível, levantando a possibilidade de que podem, eventualmente, permitir a regeneração do cabelo em seres humanos.

Xu e sua equipe, que inclui pesquisadores dos departamentos de Dermatologia e Biologia da Universidade da Pensilvânia, bem como do Instituto de Tecnologia de New Jersey (EUA), começaram com células da pele humanas chamadas fibroblastos dérmicos.

Ao adicionar três genes, as células foram convertidas em células induzidas pluripotentes estaminais (iPSCs, na sigla em inglês), que têm a capacidade de se diferenciar em todos os tipos de células do corpo.

Os pesquisadores, então, as converteram em células-tronco epiteliais, normalmente encontradas na base dos folículos pilosos.

Eles usaram procedimentos que outras equipes de pesquisa já haviam trabalhado para fazer a conversão das iPSCs. Controlando cuidadosamente os fatores de crescimento das células, Xu mostrou que podia forçá-las a gerar um grande número de células-tronco epiteliais. No estudo, o protocolo da equipe conseguiu transformar mais de 25% das iPSCs em células estaminais epiteliais em 18 dias.

Quando os pesquisadores misturaram as células obtidas no estudo com células dérmicas indutivas de folículos de ratos e enxertaram a mistura na pele de animais imunodeficientes, estes produziram epiderme funcional (as camadas mais externas de células da pele) e folículos estruturalmente semelhantes aos folículos capilares humanos.

“Esta é a primeira vez que alguém fez quantidades escaláveis de células-tronco epiteliais que são capazes de gerar o componente epitelial dos folículos pilosos”, disse Xu. Segundo ele, essas células têm muitas aplicações potenciais, como cicatrização de feridas, produtos cosméticos e regeneração do cabelo.

Dito isto, as células-tronco epiteliais do estudo ainda não estão prontas para uso em seres humanos.

Um folículo piloso contém células epiteliais, um tipo de célula que reveste os vasos e cavidades do corpo, assim como um tipo específico de célula-tronco adulta chamada de papila dérmica. “Quando uma pessoa perde cabelo, perde os dois tipos de células. Resolvemos um grande problema, o componente epitelial do folículo piloso. Precisamos descobrir uma maneira de também fazer novas células papilas dérmicas, e ninguém solucionou essa parte ainda”, explica Xu.

Além do mais, o processo que os pesquisadores usaram para criar iPSCs envolve a modificação genética de células humanas com genes que codificam proteínas oncogênicas (e podem levar a tumores), e por isso precisa de mais refinamento. No entanto, não só Xu, mas outras equipes estão trabalhando com células-tronco e regeneração do cabelo, por isso talvez não demore para uma solução comercial ser criada. [MedicalXpress]

Por: Natasha RomanzotiEm: 29.01.2014 | Em Bem-estar, Principal  | Tags: , ,  
Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

Uma resposta para “Células-tronco podem ser a cura da calvície no futuro”

Deixe uma resposta