Facebook obriga você a atazanar seus amigos sem seu conhecimento

Publicado em 30.07.2012

Isto é uma propaganda e não um compartilhamento voluntário

Você pode não saber, mas o Facebook está usando você para fazer propaganda para os seus usuários sem o seu consentimento. Este recurso, fonte de renda para o site, pode causar situações embaraçosas para você.

Certamente você já notou links que seus amigos curtem e surgem no seu feed de notícias como na imagem acima. Mas pouco tempo atrás ele tinha que ativamente compartilhar para isto ocorrer. Agora basta ele curtir algo pela internet que, caso o item seja de um anunciante pago do Facebook, seus amigos o enxergam em seus próprios feeds de notícias.

Mas qual é o problema?

Quando você compartilha está voluntariamente querendo mostrar aquilo para os seus amigos do Facebook. Quando você curte você está apenas deixando o autor saber que você é mais um dos que gostou do que viu ou leu.

Digamos que você curtiu algo que possa ser embaraçoso para a sua reputação — portanto algo que você não quer que seus amigos fiquem sabendo — como um clipe do Justin Bieber, por exemplo. Se o Bieber estiver pagando o Facebook para que promova seus produtos, seus amigos ficarão sabendo, em seus feeds de notícias, e ficará evidente que você tem a alma de uma garota de onze anos para sua humilhação.

Em outras palavras você está compartilhando algo involuntariamente, sem saber disso e sem o seu consentimento.

Como bloquear os anúncios do Facebook?

Infelizmente eu não posso bloquear automaticamente todo o lixo que meus amigos curtem por aí mas ao menos eu posso controlar se eles enxergam ou não meus gostos duvidosos. Basta seguir os passos abaixo.

Para bloquear os anúncios sociais do Facebook você vai até suas configuração de privacidade:

Autor: Marcelo Ribeiro

Amante do mergulho e da fotografia (com exceção das da própria cara) é patologicamente viciado em ficção científica, seriados, filmes e todo tipo de nerdices.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

7 Comentários

    • Faço parte de seu time.Já recebi vários convites mas me mantenho firme no meu velho e bom Orkut.Sem falar que acho um desrepeito do Facebook não traduzir suas páginas para o idioma de cada país.

      Thumb up 2
  1. Muito importante demonstrar como o Facebook lida com a privacidade! Mas achei esse texto dramático demais e sem muita interpretação quanto ao uso “correto” da internet e as ferramentas que já existem há algum tempo. Virou mais piada falando do Justin Bieber do que conteúdo preciso. Como qualquer outro assunto, os escritores devem ter certo cuidado para que, no final das contas, a informação ajude, e não atrapalhe.

    “Quando você compartilha está voluntariamente querendo mostrar aquilo para os seus amigos do Facebook. Quando você curte você está apenas deixando o autor saber que você é mais um dos que gostou do que viu ou leu.

    Digamos que você curtiu algo que possa ser embaraçoso para a sua reputação — portanto algo que você não quer que seus amigos fiquem sabendo — como um clipe do Justin Bieber, por exemplo. Se o Bieber estiver pagando o Facebook para que promova seus produtos, seus amigos ficarão sabendo, em seus feeds de notícias, e ficará evidente que você tem a alma de uma garota de onze anos para sua humilhação.”

    Oi? Sério que é essa a mentalidade de compartilhar/curtir? Tenho uma sugestão melhor: se você quiser dizer ao autor que realmente curtiu o texto, deixe um comentário ou mande uma mensagem a ele (se comentar no site com o perfil do Facebook a msg pode aparecer na rede).

    Não é segredo algum que TUDO o que você curte chega ao conhecimento dos seus amigos. Como? O Ticker, que fica à direita da página principal de quem não desativou a ferramenta. Ali, você vê atualizações sobre curtidas, comentários e compartilhamentos dos seus amigos. A ferramenta tá ali faz algum tempo. Então se você quer esconder que gosta de Justin Bieber, NUNCA curta QUALQUER material sobre ele.

    A única coisa que vem piorando (em nosso ponto de vista) é o quanto as ações dos usuários são expostas a seus amigos (e às vezes a terceiros). Mas, até aí, NINGUÉM é obrigado a colocar informações na internet, então quem curtiu um clipe do Justin Bieber fez isso ciente da possibilidade de ser zoado, amado, beijado, empalado etc.

    Outra coisa: A página que você indicou fala principalmente de curtidas em páginas e serve para os ads do Facebook. Por exemplo: Se uma empresa tem um anúncio e o seu amigo tem essa opção ativada e curte a página de tal empresa, pode aparecer um anúncio dela com ‘Marcelo Ribeiro curtiu isso’. Eu não vi nada falando do feed de notícias, então tudo o que você curtir poderá ser visto pelos outros, principalmente amigos que ficam ligados no Ticker (se confirmadamente outros problemas de privacidade forem resolvidos com isso, por favor me avise).

    PS: Todo mundo sempre pôde saber dos seus gostos duvidosos, caso você tenha curtido páginas estranhas, já que em seu perfil há a lista completa de tudo o que você curte. Essas páginas só não serão vistas se você mudar a privacidade para que apenas você veja. Mas aí eu pergunto: salvas exceções, que sentido faz usar uma rede social digital se é pra ficar expondo um monte de informações pessoais a você, e apenas você?

    Thumb up 31
    • Na verdade, o correto seria: Que sentido faz ficar expondo um monte de informações pessoais para os outros?

      Thumb up 20
    • Ah, muito bem colocado, Kelcey, principalmente levando em conta o descuido das pessoas. Eu não vejo problema em compartilhar certas informações, mas é preciso ter muuuita cautela, tanto pra ter uma rede social mais “limpa” quanto pra haver mais segurança (nego fica dando check-in o tempo todo no Foursquare, por exemplo)…

      Thumb up 4

Envie um comentário

Leia o post anterior:
waterlessearth_woodshole_960-e1337360435419
Pesquisa sugere falhas na teoria sobre a formação da Terra

Novo estudo sugere q...

Fechar