Agora você pode ter um médico robótico

Publicado em 30.01.2013

original

Recentemente, a iRobot Corp, líder no fornecimento de soluções robóticas, anunciou que seu robô RP-VITA de presença remota recebeu autorização da Administração de Drogas e Alimentos (FDA, na sigla em inglês) dos EUA para uso em hospitais.

O RP-VITA é o primeiro robô de navegação autônoma e presença remota a receber liberação do FDA. O equipamento permite que médicos consultem pacientes remotamente, garantindo que estejam no lugar certo na hora certa, e tenham acesso às informações clínicas necessárias para tomar medidas imediatas.

RP-VITA

O RP-VITA é um esforço conjunto entre os dois líderes da indústria, a iRobot e InTouch Health.

O robô combina as tecnologias mais recentes de navegação autônoma e mobilidade desenvolvidas pela iRobot, com as melhores tecnologias de telemedicina e integração de registro eletrônico de saúde desenvolvida pela InTouch Health.

A iRobot projeta e constrói robôs de todos os tipos, que podem ajudar as pessoas a encontrar maneiras mais inteligentes de limpar a casa ou protegê-las de perigos. Domésticos ou militares, todos apresentam sistemas de inteligência e conceitos avançados de navegação, mobilidade, manipulação e inteligência artificial.

A InTouch Health é líder no fornecimento de soluções de telemedicina para aplicações de alta acuidade, nas quais os médicos são obrigados a tomar medidas clínicas imediatas. Seu sistema abrange gerenciamento de dados clínicos, imagens médicas, suporte técnico 24 horas, serviços de consultoria clínica e mais. Implantado em seis continentes, mais de 10% de todos os hospitais dos Estados Unidos, incluindo 13 dos principais centros de excelência em neurociência, usam o sistema de telemedicina InTouch.

O RP-VITA possui uma facilidade de utilização sem precedentes. Ele mapeia o seu próprio ambiente e utiliza uma série de sensores sofisticados para se movimentar de forma autônoma no espaço ocupado, sem interferir com as pessoas ou outros objetos.

Usando uma interface iPad, o médico pode “visitar” um paciente, e se comunicar com a equipe do hospital e os pacientes em um único clique, independentemente da sua localização.

Uso em hospitais

A autorização da FDA especifica que o RP-VITA pode ser usado para monitoramento ativo de pacientes em pré-operatórios, perioperatórios (período de tempo que vai desde que o cirurgião decide indicar a operação e comunica ao paciente até que este último retorne, depois da alta hospitalar, às atividades normais) e pós-cirúrgicos, incluindo operações cardiovasculares, neurológicas, avaliações de pré-natal, psicológicas e exames críticos de saúde.

“A autorização da FDA a um robô que pode se mover com segurança e de forma independente através de um ambiente hospitalar caótico e exigente é um marco tecnológico significativo para as indústrias robótica e de saúde”, disse Colin Angle, presidente e CEO da iRobot. “Há muito poucos ambientes tão difíceis de lidar quanto ao de uma UTI lotada ou de um departamento de emergência. Tendo atravessado este limiar da tecnologia, o potencial de autonavegação de robôs em outros mercados e para novas aplicações é virtualmente ilimitado”.

“As soluções de presença remota provaram o seu valor na área médica há bastante tempo”, comentou Yulun Wang, presidente e CEO da InTouch Health. “O RP-VITA passou por testes rigorosos, e estamos confiantes de que sua facilidade de uso e conjunto único de recursos vai permitir novas aplicações e usos clínicos”.

A autorização para a utilização do RP-VITA só se aplica aos EUA. Não há previsão para a disponibilização da tecnologia em outros países, mas, dado que o Conselho Federal de Medicina proíbe até mesmo consultas telefônicas ou via internet, este avanço pode demorar bastante para chegar ao Brasil.[BusinessWire, CFM, ZeroHora]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 25 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

3 Comentários

  1. pra mim é uma situação emocionante, no sentido exato do termo, imaginar um robô andando no chão bem ao lado de sua maca. sempre achei os robôs umas criaturas muito simpáticas e até bem pouco tempo conviver com um que se move com total autonomia parecia um cenário de pura fantasia, e fico feliz por essa realidade vir a tona bem na improvável época do meu nascimento.

    Thumb up 0
  2. Muitos pacientes necessitam de muitos médicos. Ao invés de muitos robos e poucos médicos.

    A destruição cada vez mais de importantes laços e vinculos humanos. Quem sabe um dia não também iremos substituir maridos, mulheres, amigos, por robos?

    Uso de tecnologia tudo bem. Mas usar a tecnologia de modo a substituir o homem… muito muito questionável. Empreeitas de Empresas de Tecnologia que este é o ‘peixe’ deles. E não de fato uma iniciativa de Academicos da Area Médica.

    Todavia uma tendencia sem duvida para o futuro

    Thumb up 2

Envie um comentário

Leia o post anterior:
gay_2464794b
Homossexuais assumidos podem ser menos estressados

"Sair do armário" po...

Fechar