Finalmente está pronta maior usina solar flutuante do mundo

Está em funcionamento, na China, a maior usina solar flutuante do mundo, com capacidade de 40MW. Essa geração de energia é suficiente para abastecer uma cidade com 15 mil residências.

O projeto foi instalado a província de Anhui, num lago onde havia uma mina de carvão desativado. Com a usina, a China avança na produção de energia limpa – projetos flutuantes são vantajosos porque se aproveitam de água e terra que até então não tinham utilidade.

A água esfria naturalmente o sistema e a temperatura ambiente, o que melhora a geração de energia e limita danos a longo prazo causados pelo calor. A opção por sistemas flutuantes também evita que se ocupe espaço em regiões densamente povoadas, o que, na China, é um problema em particular. Atualmente, o país abriga mais de cem cidades com populações de, pelo menos, um milhão de pessoas cada uma.

China na dianteira

Embora tenha sido, no passado, uma das maiores poluidoras em todo o mundo no âmbito das emissões de carbono e das mudanças climáticas, a China virou a página com seriedade. Agora, tornou-se um líder mundial na adoção de energias renováveis em busca de um futuro mais verde e sustentável. Esse tipo de compromisso deve ser estendido a todos os países; ao mesmo tempo em que se intensificam as mudanças climáticas, as tendências e mudanças prejudiciais também avançam. Os três últimos anos foram palco de variações de temperatura assustadoras.

O futuro da humanidade está ligado diretamente ao futuro das energias renováveis. Felizmente, inovações como esta – uma planta solar flutuante na China – provam que há incontáveis formas de abordar o problema e reverter a situação de forma prática e efetiva. [Futurism]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 5,00 de 5)
Curta no Facebook:

Deixe uma resposta