O medo de que o desodorante causa câncer de mama é mesmo infundado?

Publicado em 16.01.2012

Você já recebeu algum daqueles emails terríveis contando que os desodorantes causam câncer de mama? Esses rumores se baseiam em alguns produtos que contém químicas conservantes que agem como o hormônio estrógeno. Esse hormônio é conhecido por provocar alguns cânceres de mama, principalmente aqueles perto das axilas, onde os antitranspirantes são aplicados.

Agora, um novo estudo diz que sim, há evidências de presença desses químicos em 99% das amostras de tecidos cancerígenos de mulheres com câncer de mama, mas muitas delas não usavam desodorantes. Muitas das marcas nem contém mais os químicos apontados como possíveis cancerígenos.

Os químicos inimigos são os do tipo parabenos, muito utilizados em cosméticos. Eles estão também nas maquiagens, cremes hidratantes e produtos de cabelo.

O estudo incluiu 40 mulheres com câncer de mama que escolheram fazer mastectomia. Os pesquisadores analisaram quatro amostras do tecido retirado de cada mulher. Elas vieram de várias regiões do peito, incluindo a da axila.

99% das amostras tinham evidências de pelo menos um parabeno, com 60% revelando cinco. Não houve evidência de que os parabenos tiveram algum papel na localização do câncer ou se o estrógeno foi o causador.

Você deveria então tentar produtos livres de parabenos? O novo estudo não comprova que produtos de beleza causam câncer de mama. Mas, “o fato de que os parabenos estavam presentes em tantos tecidos cancerígenos justifica investigações posteriores”, afirma Philippa Darbre, da Universidade de Reading.

“Apesar da exposição aos parabenos como causa de câncer de mama ser uma possibilidade, não há informação suficiente para concluirmos isso como um fato”, comenta a médica Katherine B. Lee. “O estudo sugere que se há uma relação entre os parabenos e o câncer de mama, é uma complexa”.

Mas ela sugere que você não tenha medo dos seus cosméticos. “Mais pesquisas são necessárias, mas se você está preocupada, existem produtos naturais sem parabenos”.

Marisa Weiss não acha que se deveria arriscar quando o assunto é câncer de mama. Ela, que é presidente e fundadora da breatcancer.org, é uma sobrevivente do câncer. “Existem parabenos em muitos produtos de uso pessoal que podem agir no corpo de diferentes maneiras e ficar lá”, comenta. “Nossos tecidos podem ser reservas de químicos como esses”.

“Antes a salvo do que preocupada”, ela afirma. “Evite produtos que contém ingredientes que ativam hormônios, como os parabenos. Eu uso coisas que são boas o suficiente para comer”.

Mas alguns críticos do novo estudo não pensam da mesma maneira. Linda Loretz, que é diretora de um conselho que representa algumas indústrias mundiais de produtos pessoais e de beleza nas questões toxicológicas e de saúde, revisou o estudo. “Os níveis de parabenos não estão correlacionados com a localização o tumor, estrógeno, ou qualquer atributo do câncer de mama, então é difícil encontrar algo com sentido real nessas descobertas”.

“Esse estudo enfatiza a tolice de querer culpar um consumidor específico não apenas pela exposição a certos químicos, mas por essa exposição ser responsável por uma doença específica”, afirma Jess Stier, do Centro Nacional por Políticas Públicas de Pesquisas, dos Estados Unidos. De acordo com ele, a pesquisa não apresenta nenhuma ligação entre os desodorantes e o câncer de mama.

Dana Mirick, do Centro Fred Hutchinson de Pesquisas do Câncer, em Seattle, concorda. Mirick e seus colegas publicaram um estudo em 2002 em que analisaram o uso de antitranspirantes e o risco de câncer de mama.

“O estudo presente, em que níveis de parabenos foram encontrados mesmo sem o uso de produtos nas axilas, parece estar de acordo nossos resultados antigos, principalmente o fato de que o uso de produtos nas axilas não parece ter uma contribuição significante para o desenvolvimento de câncer de mama”, afirma Mirick.

Mas Sharima Rasanayagam não está tão certa. Ela é diretora de ciência na Fundação do Câncer de Mama, em São Francisco, Califórnia. “Esse estudo oferece outra peça no quebra-cabeça entre os parabenos e sua ligação com o câncer de mama”.

“Nós sabemos que os parabenos são mímicos do estrógeno, e por isso continuamos preocupados com nossa exposição através de produtos como os cosméticos”, finaliza Rasanayagam. [WebMD]

Autor: Bernardo Staut

é estudante de jornalismo e interessado por povos, culturas e artes.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

9 Comentários

  1. Acho que o texto deveria começar explicando a grande diferença entre desodorantes e antitranspirantes (produtos diferentes com finalidades diferentes). Nunca recebi nenhum email alertando sobre perigos relacionados ao uso de desodorantes (alergias, manchas na pele e outros possíveis problemas geralmente são mencionados nos rótulos do produtos). Agora com relação aos “antitranspirantes” já recebi vários, inclusive de citando o nome de pesquisadores e de instituições reconhecidas internacionalmente. Ora, enquanto os desodorantes apenas neutralizam os odores os antitranspirantes “fecham” completamente os poros por onde deveriam sair o suor e as toxinas expelidas pelo corpo. Imaginem esse “liquido sujo, tóxico e cheio de bactérias sempre preso dentro das glândulas (uso diário do antitranspirante)… Será reabsorvido pelo organismo ou ficará retido e causando inflamações e outros problemas principalmente próximos as axilas?

    Thumb up 0
  2. ja tive cacer de mama, parei de usar desodorantes com aluminio, uso somente bicabornato de sodio ou polvilho granado, agora vou experimentar leite de magnesia

    Thumb up 0
  3. Alem do parabeno tem também o cloridóxido de alumínio que provoca demência.

    Thumb up 1
  4. Outro agente a se considerar: alumínio!presente em antiperspirantes e muitos desodorantes!
    Nem que haja influência negativa de 1%, e seguramente há, deveria ser suficiente para se proibir o uso desses produtos!

    Thumb up 2
  5. não é o desodorante em si, os antitranspirantes é que são agentes no cancer de mama.

    explicação: as axilas, planta dos pés, parte de trás do joelho e virilhas, são os pontos que o pessoal mais reclama do mau cheiro, este, por sua vez, acontece porque o suor também é uma forma de eliminação de toxinas, estas, quando em contato coma pele e suas bacterias, produz um odor deveras desagradável. Voltando ao cancer, se não tu não deixares as toxinas sairem, elas ficaram depositadas naquela área, fazendo com que o corpo mande anticoros para tentar elimina-las, quando isso não acontece (quase todos os casos) forma-se um cisto em volta, como se fosse um abcesso interno, só que não dá pra segurar pra sempre, até porque a cada dia tem mais e mais toxinas e o movimento dos braços também não colabora. no final das contas, o cisto estoura e as toxinas seguem agredindo as celulas da região.

    CONSELHO: comprar leite de magnésia (hidróxido de magnésio) para usar no lugar do desodorante, ele não vai impedir a sudorese (toxinas vão embora), mas vai limpar a área, fazendo com que não haja mau cheiro.
    No início o cheiro ainda é meio desagradavel pois toda aquela carga de toxinas acumuladas está sendo descarregada, mas em menos de um mês o cheiro ja desaparece.

    Falo por experiencia propria, comecei a usar leite de magnésia ao final de dezembro e ja não tenho mais odores, mesmo após as ativiades físicas da escola

    Thumb up 6
  6. Vou gostar muito de ver uma reportagem que se titule:
    O MEDO de que o desodorante causa câncer de mama é mesmo quem causa o câncer?
    ou
    Usar Bicarbonato de Sódio (BdS) como desodorante funciona tão bem como qualquer outro químico agressivo.
    ou
    Equilibrar o PH no corpo usando BdS elimina as condições fundamentais na difusão das células com câncer, que são perfeitamente normais no nosso corpo, apesar das farmacêuticas não quererem que essa informação se difunda?

    Thumb up 2
    • Eddy bicarbonato de sódio provoca assaduras em alguns tipos de pele,ñ somos todos iguais, o q faz bem p\ uns ñ faz bem p\ todos.

      Thumb up 2
  7. Nunca sabemos de fato o q pode nus causar mal, ´so mesmo c\ o uso contínuo dos produtos,é c\ pesquisas q as industria vão melhorando as formulas c\ os resultados , é assim desde o princípio da humanidade. Naqueles tempos antigos q ñ haviam testes ,eram por eliminações q se sabia q tal fruta ou raíz podia ser consumida, acho q muitos humanos primitivos preferiam os restos dos animais q comiam tais alimentos e continuavam vivos, esses tiveram o previlégio de expandir a raça humana pelo planeta. Mudaram os sistemas de esperimentos c\ a tecnologia, mas vemos q o q funciona mesmo é o de “usar por algum tempo, esperar o resultado, aprovar ou descartar”, mesmo q muitos morram em decorrencia disso, o q conta são os resultados finais.

    Thumb up 2

Envie um comentário

Leia o post anterior:
_57837167_57837166
Encontrada a cor exata da Via Láctea

Já pensou em como é ...

Fechar