Visões de anjos descritas na Bíblia podem ter sido sonhos lúcidos

Publicado em 1.01.2012

Cientistas que estudam o sono afirmam que muitas das visões angelicais e outros encontros religiosos descritos na Bíblia provavelmente são “produtos de sonhos lúcidos espontâneos”.

Em um estudo americano, 30 voluntários foram instruídos a realizar uma série de exercícios antes de acordar, ou exercícios de lucidez durante a noite, para que tivessem experiências extracorpóreas com anjos. Metade obteve sucesso.

Para ser mais específico, os voluntários tiveram que tentar recriar a história de Elias, o profeta que está no Tamuld, na Bíblia e no Alcorão. Em uma das histórias no Livro dos Reis, da Bíblia, Elias foge para o interior e dorme sob um junípero (uma árvore), exausto e pronto para morrer. Subitamente, um anjo o chacoalha e o manda comer. Ele olha em volta e, para sua surpresa, vê um pedaço de pão assado e uma jarra de água. Ele come e volta a dormir.

O líder da pesquisa, Michael Raduga, afirma que esse evento foi escolhido entre muitas outras passagens bíblicas que envolvem visões durante a noite porque “em termos de resultados verificáveis, anjos são a escolha ideal, já que a cultura ocidental oferece uma imagem bem estabelecida (asas, roupas brancas, auréolas)”.

A pesquisa, que ainda não foi publicada, oferece suporte para outros pesquisadores de visões religiosas. Mas vale lembrar que muitos encontros com anjos, descritos nos livros religiosos, aconteceram durante o dia, o que sugere que poderiam não ser sonhos.

Sonhando com Elias

Durante as quatro semanas do estudo, 24 dos participantes afirmaram ter pelo menos um sonho lúcido. Eles foram instruídos a tentar se “separar do corpo” toda vez que estavam semiacordados ou acordados durante a noite. Se eles conseguissem sonhar que haviam se separado do corpo, deveriam procurar por anjos em suas casas. Se não conseguiam ter a experiência, podiam voltar a dormir e tentar na outra noite.

15 dos 24 participantes que tiveram sonhos lúcidos afirmaram conseguir recriar a história do profeta durante suas experiências de sonho, em parte ou completa. 9 conseguiram sonhar com a comida e o anjo, enquanto 6 sonharam apenas com o anjo.

Raduga, que possui alguns livros práticos de como ter sonhos lúcidos, criou o experimento para testar sua teoria de que muitos dos encontros milagrosos são decorrentes desse estado de sonho real. Se ele conseguisse fazer com que as pessoas tivessem esse tipo de experiência religiosa realística, poderia provar que eles são apenas produtos da imaginação.

Encontros angelicais

Aqueles que tiveram sucesso em enxergar anjos descreveram os encontros para os pesquisadores. Um deles, identificado como Anton M., recorda uma das vezes em que conseguiu se separar do corpo: “Eu deixei meu corpo e chamei meu ‘guia’, e ele veio na forma de um anjo. Eu pedi para ele algumas bolachas e água. Ele logo me deu. Eu comi tudo, experimentando cada sensação do paladar com satisfação. Eu retornei para meu corpo e logo adormeci”.

Apesar do trabalho do grupo de Raduga não ter sido revisado ou publicado ainda, outros pesquisadores acham os resultados interessantes e sugestivos.

Hobson afirma que a ideia dos encontros religiosos como sonhos lúcidos não é nova. “Willian James, o grande e muito tolerante filósofo-psiquiatra, escreveu um livro em 1912 com o título ‘Variedades de Experiências Religiosas’, no qual ele afirma que muitas visões eram provavelmente aparições em sonhos”.

“E há também a história de Emmanuel Swedenborg, professor sueco, que ficou sem dormir, e não demorou muito para que anjos aparecessem e dissessem para que ele fundasse a Igreja da Nova Jerusalém”, comentou Hobson.

Já Ursula Voss, professora de psicologia dos sonhos e do sono na Universidade de Bonn, na Alemanha, concorda que alguns encontros religiosos são produtos da mente humana, “mas teorias diferentes também são possíveis”. Se as visões são fruto da imaginação, ela argumenta que eles não aconteceriam durante um sonho lúcido, mas seriam exemplos de “alucinações hipnagógicas”, que acontecem pouco antes da pessoa dormir, quando o cérebro está mais apto ao poder das alucinações.

Brigitte Holzinger, psicóloga que não esteve envolvida no estudo, afirma que muitas histórias bíblicas aconteceram durante o dia; assim, provavelmente não foram sonhos.

“O que podemos aprender com isso é que precisamos de uma definição melhor para sonhos lúcidos, e a partir daí distinguir eles de outras formas de transe, visões e até alucinações”, diz.[LiveScience]

Autor: Bernardo Staut

é estudante de jornalismo e interessado por povos, culturas e artes.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

357 Comentários

  1. Na verdade Germano,a paz a qual Jesus se referiu era uma paz interior e não física.Uma vez ele citou em João 8:32 “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”,ou seja,ele se referiu a paz de Deus que excede todo o entendimento e que guarda o nosso coração e os nossos sentimentos(Filipenses 4:7).Agora,você me pergunta “Sim,mas a profecia não se cumpriu porque o povo de Israel não teve paz”,porém,ele cita novamente em João1:11 e 12 “Veio para o que era seu,e os seus não o receberam.Mas,a todos quantos o receberam,deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus,aos que creem no seu nome”.Em outras palavras,a profecia se cumpriu a quem creu,como foi dito no último versículo que eu acabei de citar;alguns judeus não creram e por isso não receberam a paz de que Jesus falou.
    Jesus não prometeu paz neste mundo,mas,sim,quando ele voltasse e acabasse com as injustiças que vemos nos dias de hoje.Aí fica o meu conhecimento,Germano,sobre o que você falou.Obrigado.Valeu!

    Thumb up 2
  2. Se pagássemos apenas esses fatos bíblico, sem conhecer a Bíblia como um todo, realmente poderíamos concluir que tais eventos poderiam ter sido sonhos. Porém, como qualquer outro livro que se lê, é errado tirarmos conclusões sem conhecermos a mensagem que é passada ou apenas lendo alguns capítulos ou páginas (na caso da Bíblia, alguns versos isoladamente do contexto). Quando se conhece as Escritas como um todo ou quando a mensagem que ela passa é compreendida juntamente com seu objetivo, torna-se completamente descartável a possibilidade de tais homens terem sonhados com anjos.
    Um dos eventos que refutam essa teoria de sonho lúcido na Bíblia pode ser conferido no livro de Daniel.
    Este profeta teve visões e também contato com anjos. Como poderiam ser sonhos lúcidos essas visões, das quais previram e descreveram o advento dos impérios Babilônico, Medo-Persa, Grego e Romano?
    Existem várias outras profecias que se cumpriram, como o nascimento e morte de Cristo, e outras que estão acontecendo em nossos dias, tais como o surgimento do sistema global atual e suas crises.
    Enfim, embora realmente sejam consistentes estes estudo sobre experiências extra-corpórea, eu desacredito completamente desse “provável” evento ter ocorrida com as pessoas da Bíblia.

    http://www.ultimolivro.blogspot.com.br

    Thumb up 1
    • uma profecia não se cumpriu

      a de que Jesus traria a paz para o povo de Israel

      e é por isso que os judeus esperam o messias até hoje
      para eles Jesus foi só mais 1 apostolo

      Thumb up 0
  3. Se deus existe,quem o criou,de onde ele veio, tem alguma prova de que deus realmente existe ? Sempre que pergunto isso as pessoas repondem: você é a prova de que deus existe, se deus não existe nós não estariamos aqui e todo aquele papo de sempre, mas isso não responde minhas perguntas.Não se sintam ofendidos, afinal, não estou criticando os cristãos, só quero poder entender melhor esse assunto.

    Thumb up 5
    • olá mariana, você só entenderá se realmente quiser conhecer, pois envolverá fé primeiramente, depois virá experiencias reais na vida. não adianta eu falar várias coisas pra você (ou outras pessoas também falar) pois como disse, depende de você querer…essa sua indagação é motivada em querer conhecer ou é uma indagação critica??? se for critica você NUNCA entenderá este assunto. para proveito melhor (não quero ser proselito aqui), vai um link interessante para esses tipos de indagações, dá uma olhadinha lá, é bem legal. http://novotempo.com/namiradaverdade/

      Thumb up 4
    • Olha, você não pode sair por ai perguntando na internet. Esse é um tipo de coisa que você entende com outras pessoas, com as experiências da vida sabe Mariana, é tudo questão de observação. Passe mais tempo aperfeiçoando sua capacidade de observar o jeito que a vida é. Como acontecem as coisas erradas na hora certa. Isso tudo é incrivel.

      A internet nem sempre tem todas as respostas. Pq aqui, tem muita mentira, muita especulação. Mas a resposta mesmo, você encontra em você mesma, nas suas experiencias de vida.
      é só observar.

      Quer começar a entender? Leia “A cabana” de William P. Young e O “Alquimista” de Paulo Coelho.

      Beijos, e por favor, leve o meu comentário a sério. Eu tb estive passando por essas duvidas mas esses livros me ajudaram a voltar ao meu eixo. rs
      E não vai ser fácil; Por isso existem muitas pessoas descrentes de Deus.

      Thumb up 2
    • “O alquimista” *

      Thumb up 1
    • Muito boas as explicaçoes de voces,sem envolverem religiao,e é verdade é só observar,quando voce acha quê não tem saida e sem soluça,o destino nos leva para alguma(direçao) soluçao,é só quêrer entender a vida…

      Thumb up 1
  4. Eu já defendi essa teoria em minha monografia de especialização em 2001. Onde estão os meus créditos?

    Thumb up 0
  5. Alemanha
    Inicio do século 20

    Durante uma conferência com vários universitários, um professor da Universidade de Berlim desafiou seus alunos com esta pergunta:
    “Deus criou tudo o que existe?”

    Um aluno respondeu valentemente:
    “Sim, Ele criou.”

    “Deus criou tudo?”
    Perguntou novamente o professor.
    “Sim senhor”, respondeu o jovem.

    O professor respondeu,
    “Se Deus criou tudo, então Deus fez o mal? Pois o mal existe, e partindo do preceito de que nossas obras são um reflexo de nós mesmos, então Deus é mau?”

    O jovem ficou calado diante de tal resposta e o professor, feliz, se regozijava de ter provado mais uma vez que a fé era um mito.

    Outro estudante levantou a mão e disse:
    “Posso fazer uma pergunta, professor?”

    “Lógico.” Foi a resposta do professor.

    O jovem ficou de pé e perguntou:
    “Professor, o frio existe?”

    “Que pergunta é essa? Lógico que existe, ou por acaso você nunca sentiu frio?”

    O rapaz respondeu:
    “De fato, senhor, o frio não existe. Segundo as leis da Física, o que consideramos frio, na realidade é a ausência de calor. Todo corpo ou objeto é susceptível de estudo quando possui ou transmite energia, o calor é o que faz com que este corpo tenha ou transmita energia.
    O zero absoluto é a ausência total e absoluta de calor, todos os corpos ficam inertes, incapazes de reagir, mas o frio não existe. Nós criamos essa definição para descrever como nos sentimos se não temos calor”

    “E, existe a escuridão?”
    Continuou o estudante.
    O professor respondeu: “Existe.”

    O estudante respondeu:
    “Novamente comete um erro, senhor, a escuridão também não existe. A escuridão na realidade é a ausência de luz.
    A luz pode-se estudar, a escuridão não!
    Até existe o prisma de Nichols para decompor a luz branca nas várias cores de que está composta, com suas diferentes longitudes de ondas.
    A escuridão não!
    Um simples raio de luz atravessa as trevas e ilumina a superfície onde termina o raio de luz.
    Como pode saber quão escuro está um espaço determinado? Com base na quantidade de luz presente nesse espaço, não é assim?
    Escuridão é uma definição que o homem desenvolveu para descrever o que acontece quando não há luz presente”

    Finalmente, o jovem perguntou ao professor:
    “Senhor, o mal existe?”

    O professor respondeu:
    “Claro que sim, lógico que existe, como disse desde o começo, vemos estupros, crimes e violência no mundo todo, essas coisas são do mal.”

    E o estudante respondeu:
    “O mal não existe, senhor, pelo menos não existe por si mesmo. O mal é simplesmente a ausência do bem, é o mesmo dos casos anteriores, o mal é uma definição que o homem criou para descrever a ausência de Deus.
    Deus não criou o mal.
    Não é como a fé ou como o amor, que existem como existem o calor e a luz.
    O mal é o resultado da humanidade não ter Deus presente em seus corações.
    É como acontece com o frio quando não há calor, ou a escuridão quando não há luz.”

    Por volta dos anos 1900, este jovem foi aplaudido de pé, e o professor apenas balançou a cabeça permanecendo calado…

    Imediatamente o diretor dirigiu-se àquele jovem e perguntou qual era seu nome?

    E ele respondeu:
    “ALBERT EINSTEIN.”

    Thumb up 6
    • De novo esta estória cheia de erros de lógica e criminosamente atribuida a Einstein, o qual nunca fez a universidade de Berlim?

      Thumb up 1
    • Ziron, só dois pontos para rebater o que escreveu e, pelos vistos, as alegações de Albert Einstein (se é que ele disse mesmo isto…).

      1ª – Hoje em dia descobriu-se no espaço algo a que os chamou “matéria escura”. Ela é mensurável através de vários métodos.
      http://pt.wikipedia.org/wiki/Mat%C3%A9ria_escura

      2º – Tomando por exemplos que o escuro, o frio, o silencio, etc são o estado repouso (digamos que estados neutros) das coisas, então o mal é também pertence a essa categoria.
      Para haver luz, som, calor, etc é necessário energia, actividade, “vontade”. Logo Deus, logicamente, criar o comportamento neutro que é o Mal e não o Bem. Assim a nossa natureza é má. O que nos torna bons são as leis, a moral e o bom senso porque, acredite amigo, se não houvessem leis, aquilo que muitos defensores da anarquia pretendem, o mundo viveria num caos em que a mais pequena discusão dava origem a uma morte e ninguém se importava com isso. Por isso, DEUS CRIOU O MAL, embora não propositadamente.
      Ficou à responsabilidade dos seres vivos decidir que tipo e quantidade de energias pretende despender para não se deixar cair no lado neutro e escolher ficar no lado mais energético (O Bem).

      Thumb up 2
    • Achei muito bom esse comentário.

      Thumb up 0
  6. Esse Marco Aurélio tá se achando o que com esses comentários tolos, sem sentido? fica julgando os “coitados” crentes, mas não olha para si mesmo. Está desrespeitando pessoas pelas suas crenças, julga o deus dessas pessoas como assassino, mas não observa o tipo de palavras que fala!!!! se voce tivesse o poder com certeza voce seria um tirano impiedoso. como diz o ditado: “a boca fala do que está cheio o coração.” ainda quer julgar os outros senhor-sabe-tudo-perfeitão???

    Thumb up 0
    • Sem querer defender ninguém.
      Todo julgamento deve ser feito com base em provas consistentes e materiais (de preferência). Marco Aurélio deve ter encontrado essas provas para fazer seus comentários incisivos. Com certeza, não teve muito trabalho, pois, qualquer um tem uma Bíblia e nela estão todas as provas de tudo que necesitamos para provar uma coisa ou outra.
      Em nome de Deus o homem sempre fez, sempre fará como continuam fazendo todas as falcatruas e males ao próximo.

      Thumb up 0
    • E quem disse que a Bíblia contém o que é correcto?
      Esse é o grande problema.
      Com toda a certeza que quem se baseia na Bíblia para apresentar provas… é o mesmo do que quem se baseia num livro da Disney para provar que os cães podem voar depois de comer amendoins…
      (que me desculpem a comparação, mas foi o que me surgiu…)

      Thumb up 2
    • e se estiver correta? não julgue uma coisa pelo que voce acha, mas o que ela diz no todo. nao se pode ignorar isso. sempre terá pessoas defendendo isso ou aquilo. mas sempre tem aqueles que acham que seu pensamento é superior ao dos outros, os outros são fracos por que acreditam nisso ou naquilo, etc (aquela velha conversa que nós já sabemos). quem quiser acreditar, acredite, quem não quiser, também tem seu espaço. só não podemos colocar a culpa em deus onde o erro é nosso. deus dá a liberdade a cada um, ele não precisa provar nada pra ninguem, nao compare os pensamentos dele com os nossos. nao o julgue achando-se com o dono da razão pois somos um peçacinho deste imenso universo. esquecemos que tem muita coisa que a gente nao conhece ainda!!!

      Thumb up 0
    • Gleiton, não afirmo peremptoriamente que está errada. Mas também NINGUÉM pode afirmar que está certa. N entanto que se a linguagem que lá predomina é figurativa.

      Por outro lado, muitas das “profecias” que lá estão escritas só se conhecem depois… de acontecerem.
      As pessoas concluem que aquilo que se passou foi aquilo que estava escrito mesmo que não hajam muitos pontos comuns entre a escrita e o acontecimento. A mente humana tem esta capacidade elástica e adaptativa que leva a fazer relacionamentos entre factos que podem não ser relacionados.

      Longe de mim querer ter razão ou pensar que só eu tenho a razão. Seria algo extremamente arrogante e estúpido da minha parte. No entanto nada me pede de alertar as pessoas para possíveis incongruências em que nunca pensaram.
      Se quiserem acreditar que TODA a história do Homem está escrita na Bíblia, que sejam felizes assim. Se quiserem viver mais dentro da realidade, em que há pessoas más e que se dermos a outra face elas não vão perder a oportunidade de nos matar, então convém começar a raciocinar uma pouco (não custa):
      Compreendo que sair da sua zona de conforto mental e psicológico e ter receio que o mundo delas afinal não é assim tão bonito como idealizavam pode ser complicado. Mas a meu ver julgo que isso nos coloca mais preparado para enfrentar esta vida.
      O facto de admitirmos que a Bíblia pode não ser aquilo que se espera não impede que tentemos levar a cabo os seus ensinamentos. E neste aspecto eu nada tenho a dizer porque acho que a Bíblia (ou as religiões) transmitem bons princípios de vida social mas que hoje em dia torna alguns deles inadequados à nossa sociedade por estarem desactualizados.

      Thumb up 0
  7. Discutir com quem não quer aceitar a verdade, é como jogar pérolas aos porcos… desculpem a minha franqueza!!

    Thumb up 1
  8. Cristo morreu para salvar os pecadores,Thor desceu a terra para acabar com os gigantes de gelo.Os pecadores existem e os gigantes de gelo nao. Em quem eu devo acreditar?

    Thumb up 3
    • em shiva ou no coelhinho da páscoa, eu prefiro o coelhinho, afinal chocolate e presente são melhores que a maioria desse deuses crueis/bondosos, rsrsrsr

      Thumb up 1
  9. O que a maioria nao entende, tango criacionistas como evolucionistas eh que grande parte do que esta escrito nA Biblia de fato nao aconteceu, eh tudo simbologia, e os que interpetam mais errado sao os protestantes que leem tudo so pe da letra.

    Thumb up 1
    • concordo …
      a Biblia ta errada, traduzida errada, interpretada errada e manipulada
      não poderia existir tantas religiões com doutrinas diferentes seguindo o mesmo livro

      Thumb up 2
    • Óla pessoal falou de protestante, eis-me-aqui.
      Gostaria de relata, afirma e confirma que a biblia sagrada ela é inerrante, tudo que esta escrito a muitas coisas aconteceu e ainda vão acontecer. Quero falar para GIIH que quando for questionar algo da bíblia e se referir aos prostestante, que saiba muito bem debater sobre o assunto em questão pelo seu depoimento ainda falta aprender. precisa de umas aulas de hermeneutica,exgese,interpretações biblicas para não falar besteira, um pouco de historia biblica, cultura, ler o texto e contexto biblico, saber definir proficias,simbologia,tipos e antipos na biblia.Para terminar diz a biblia Giih:Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;(2 Timóteo 3:16-isso prova que ela é verdadeira.Outra : Não desprezeis as profecias.
      (1Tessalonicenses 5:20) desprezar as profecias é um pecado, cuidado!, vou para por aqui, tenha argumentos e provas para debater.Leia a bíblia.

      Thumb up 0
    • Olá.

      Quando alguém faz algo que não está dentro das suas possibilidade costumamos ter dois ditados:
      1º – Para quem não tem asas, estás a lançar-te de muito alto;
      2º – Estás a dar um passo maior que as pernas;

      O mesmo lhe digo a si.
      Quer então dizer que o senhor “relata, afirma, e confirma” que a bíblia sagrada não erra.
      Eu pergunto-lhe desde já, como é que o senhor tem tanta certeza?
      O senhor estudou hermenêutica, exegese e interpretações bíblicas? Onde? Por cursos na internet? Repare que todas essas áreas não são exactas. Elas baseiam-se essencialmente nos pensamentos humanos, ou seja, naquilo em que eles acreditam ou conhecem (esse conhecimento, por exemplo, pode estar errado assim como as suas crenças).

      Vejamos;
      HERMENÊUTICA – “A hermenêutica é um ramo da filosofia e estuda a teoria da interpretação… A hermenêutica tradicional – que inclui hermenêutica Bíblica – se refere ao estudo da interpretação de textos escritos, especialmente nas áreas de literatura, religião e direito” – http://pt.wikipedia.org/wiki/Hermen%C3%AAutica
      Como pode ver esta área é apenas uma forma filosófica de compreender as coisas.

      EXEGESE “é estudo do significado das palavras à luz do tempo e do lugar onde originalmente foram escritas” – (http://www.monergismo.com/textos/comentarios/manual_exegese.pdf)
      Logo aqui, a frase “à luz do tempo e do lugar onde originalmente foram escritas” diz tudo sobre a fiabilidade que devemos ter sobre o que foi escrito na altura. Eles simplesmente não tinham os conhecimentos necessários para determinar a origem dos fenómenos que testemunharam. Por outro lado o cunho pessoal dos tradutores, copiadores, contadores de histórias, etc. tiveram uma grande influência no resultado final da impressão dos textos da Bíblia.
      Por exemplo, por motivos de discussões deste tipo, vi-me obrigado a confirmar algumas passagens que foram referidas. Constatei que o texto em brasileiro tinha diferenças com o mesmo texto em português. O âmago da questão estava lá, mas a forma de o expressar e escrever era diferente no uso das palavras (sinonimas, por exemplo e até de tampos verbais).
      Se estas diferenças existem da mesma língua, imagem entre línguas diferentes.

      INTERPRETAÇÕES BÍBLICAS – Depositar confiança nelas é quase o mesmo que acreditar que a história do Capuchinho Vermelho aconteceu e tem passado de pais para filhos…

      A Escritura PODIA TER SIDO proveitosa para ensinar, para debater, para corrigir, para instruir em justiça nos tempos em que o Rei, Imperador, etc eram equiparados a Deus e por isso ele fazia as suas leis. Leis feitas em seu proveito, não tenha dúvidas. Aliás, isso ainda acontece hoje nas ditaduras e nos países com um sistema político opressivo.
      As leis e o que está escrito na Bíblia são muitas vezes formas de impor uma vontade pelo medo. O medo de pecar, o medo de ir contra a palavra do Senhor. No fundo muitos dos ditos Cristãos, Muçulmanos, e membros de outras religiões, acabam por levar a cabo os “ensinamentos” não pelo verdadeiro respeito que têm ao seu Deus mas mais pelo medo que Lhe têm. Se virmos as coisas por esta perspectiva, os crentes acabam por ser prisioneiros e até escravos de uma entidade superior que aparentemente a ameaça e castiga pêra se portarem bem, do que respeitá-la por ela lhes dar os conhecimentos necessários mas deixá-los à vontade para viver felizes e livres, sem o peso do pecado sobre os ombros.
      Por outro lado, aquilo que para uns é pecado, para outros é banal. Ora se Deus é um, como é que ele aceita esta disparidade de pensamento? Porque é que ele não se manifesta a esses povos de forma a que eles passem a seguir o Seu conceito de “Bem”

      Eu já li a Bíblia. Não toda, evidentemente. Fiz a minha interpretação. Li lá questões interessantes que nunca vi serem discutidas e tirei algumas conclusões.
      Tenho pena que pessoas como o senhor só consigam debater estes temas socorrendo-se de passagens da Bíblia e que acabam as conversas com a frase “Leia a Bíblia.
      Isso demonstra de alguma forma que esse tipo de pessoas (os crentes) não usam a sua inteligência e saber para debater mas sim aquilo que alguém lhes diz (ou disse).

      Eu sei que esta conversa não era comigo mas por vezes há atitudes de soberba (um pecado) e de falta de humildade (outro pecado) que me tiram do sério por querem fazer dos outros pessoas totalmente incultas e sem direito a abordar determinados temas.

      Por falar em pecados. Sabe dizer-me quantos são?

      Thumb up 3
    • Muito bom.

      Thumb up 1
    • Pôxa! Ferando Ramos. Copieu seu comentário e arquivei. Nota máxima! Parabéns.

      Thumb up 0
    • eu não sou ateu não cara …
      só considero impossivel um livro com tanto poder sobre uma nação, não ser manipulado por um sistema maior que o povo,
      para seguir de forma cega os seus interesses através do medo
      digo isso de TODAS as religiões
      ainda mais antigamente quando nem todos tinha acesso a Biblia … é complicado

      Thumb up 0
    • Castor;
      hoje todos têm acesso à Bíblia, porém, ninguém quer lê-la. Os líderes religiosos sabem disso e tiram proveito dessa situação. O pior de tudo isto é o fanatismo; esse câncer não tem cura.

      Thumb up 0
  10. Pessoas confundem discussão de textos bíblicos com discussão religiosa. A religião é cega, não vê o mundo e tão pouco enxerga a realidade.
    Discutir um texto bíblico é colocá-lo em confronto com a realidade e buscar entendê-lo.

    Thumb up 0
  11. Depois vem um moderador do HS dizer que está limitando comentários criacionistas!!!
    Pô! Então não coloque contextos e artigos religiosos! Pois temos direito de deixar nossos comentários… e, quem quer sabe o meu; basta ler meus comentários(se tiver paciência). Ops! Desde que “alguém” do HS já não tenha excluídos!

    Essas mudanças do Hs podem acabar afastando muitas pessoas… Inclusive eu!

    Existem vários tipos de sonhos… e, revelações raras (quase transe). Há exemplos que prefiro me limitar por enquanto.

    Thumb up 0
    • Eu entendo que devam ser limitado desde que sejam proselitismo copia e cola da bíblia, ai fica chato, creio que se for levantado um tema sério acaba sendo postado, do mesmo jeito que ataque “chulos” contrários devam ser cortados. Nnguém que esta aqui esta afim de ouvir baboseira de ninguém criacionistas ou não.

      Thumb up 0

Envie um comentário

Leia o post anterior:
heart_beat
Batimento cardíaco acelerado pode indicar doença cardíaca

Um aumento no nível ...

Fechar