10 fotos que fazem nosso planeta parecer arte abstrata

Por , em 6.12.2012

Nosso planeta é cheio de paisagens de tirar o fôlego: oceanos, montanhas, florestas, geleiras e muito mais. Mas, quando vistas do espaço, estas paisagens se tornam tão incríveis que é difícil distingui-las de arte.

A NASA publicou recentemente um e-book gratuito chamado Earth as Art (em português, “A Terra como Arte”), que reúne imagens de satélite de todo o globo feitas em um período de vários anos.

Você pode conferir aqui 10 destas imagens:

Himalaia, no centro da Ásia

Picos cobertos de gelo da cadeia de montanha na parte oriental do Himalaia criam uma colcha irregular entre os principais rios do Tibet e do sudoeste da China.

Trincheira (Vale) das Rochosas, Canadá

O traço vermelho nesta imagem é um notável jogo de luzes e nuvens nas Rochosas canadenses. O Vale dos Mil Picos das montanhas Rochosas é um vale que começa no estado americano de Montana e se estende até o sul do território canadense do Yukon, e tem uma largura que varia entre 3 e 16 km.

Delta do rio Lena, Rússia

O delta do rio Lena se estende por 100 km no Mar Laptev e Oceano Ártico, incluindo uma extensa área selvagem protegida.

Montanhas Bogda, China

A Depressão Turpan, aos pés das montanhas Bogda, no noroeste da China, tem uma estranha mistura de lagos salgados e dunas de areia. Na parte de baixo da bacia está o lago Aydingkol, que aparece em azul nesta imagem, e, a 155 metros abaixo do nível do mar, é o terceiro local mais profundo na superfície, depois do Mar Morto e do Lago Assal.

Geleira Byrd, Antártica

Da mesma forma que os rios drenam os continentes, eles também drenam a Antártica. Nesta paisagem congelada, os rios são de gelo. Em alguns lugares, montanhas íngremes canalizam o fluxo de camadas de gelo e as comprimem em rios de gelo que se movem mais rapidamente. A geleira Byrd é um destes lugares. Na foto, ela flui da esquerda para a direita, do platô polar para a camada de gelo Ross, cobrindo uma distância de 80 km e descendo mais de 1.300 metros através de um vale profundo nas Montanhas Transantárticas.

Baía Bombetoka, Madagascar

A baía Bombetoka está localizada na costa noroeste de Madagascar, próximo à cidade de Mahajanga, onde o rio Betsiboka flui pelo canal Mozambique. Numerosas ilhas e bancos de areia se formaram no estuário devido aos sedimentos carregados pelo rio Betsiboka, bem como pelo movimento das marés.

Lago Carnegie, Austrália

O lago Carnegie, no oeste da Austrália, enche-se durante períodos em que chove mais intensamente. Nos anos secos, ele é reduzido a um pântano lamacento. Quando está cheio, ele cobre uma área de cerca de 6 quilômetros quadrados. Na imagem acima, as áreas com água aparecem em azul escuro ou preto, as plantas em sombras de verde claro e escuro, e as areias, solos e minerais aparecem em uma variedade de cores.

Dasht-e Kavir, Irã

O Dasht-e Kavir, ou Grande Deserto de Sal, é o maior dos dois maiores desertos iranianos, ocupando a maior parte do platô central do país. Localizado no centro-norte do Irã, este deserto desabitado em sua maior parte tem cerca de 800 km de comprimento e 320 km de largura. Ele é coberto com o sal que restou de um antigo mar interno, e é conhecido por seus pântanos salgados, os kavirs, que às vezes funcionam como areia movediça.

Erg Chech, Argélia

Nesta foto, vemos o mar de dunas de areia Erg Chech, localizado na região saariana ocidental da Argélia. Um erg, palavra que significa campo de dunas em árabe, é uma área grande e plana de deserto coberta com areias arrastadas pelo vento e pouca cobertura vegetal. As dunas são formadas quando grandes quantidades de areia são paradas por barreiras topográficas. As maiores dunas podem levar um milhão de anos para serem construídas. Ergs também foram encontrados em outros mundos, como Vênus, Marte e Titã, a lua de Saturno.

Garden City, Estados Unidos

Garden City, no Kansas, tem um clima de estepe semi-árido, com verões quentes e secos, e invernos frios e secos. Sistemas de irrigação de pivô central criaram esses padrões circulares próximos à cidade. Os vermelhos são de culturas saudáveis, e os com cores mais claras são de culturas que já foram colhidas.[Gizmodo]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

9 comentários

  • Evelyn Luz:

    Vi a geleira Byrd hoje no Google Maps. Achei que era algum defeito na imagem e dei um zoom próximo. Realmente é assim “puxado”. Realmente incrível.

  • Liel Pires:

    A imagem de Garden City mais parece mais com Nebraska… Confiram no Google

  • Evzen:

    Quem ficou com vontade de viajar o mundo só para presenciar estas magníficas, perfeitas e incríveis maravilhas da natureza?
    Quanto a mim, respondo sim!

  • Neto Alves:

    Gostei muito da Geleira na Antártica e as montanhas na China. Muito bonito.

  • João Alberto:

    O meio ambiente no seu estado natural parece como fractais, já o alterado pelo homem é semelhante a pixels.

    • Cesar Grossmann:

      É uma maneira de definir a atividade humana: ela aparece muito mais como figuras euclidianas (retângulos, triângulos, círculos) que qualquer outra forma. Uma sonda que visitasse um planeta desconhecido também detectaria atividade inteligente desta forma. E é por isto que por um tempo se pensou que os supostos canais marcianos (que não existem) eram evidência de uma civilização marciana…

      Quem está curioso de ver a Garden City usando o Google Maps, tem um link para ela aqui: http://goo.gl/maps/ETKqX

    • Maurílio Nepomuceno:

      A natureza também é capaz de formar figuras euclidianas…

    • Cesar Grossmann:

      Verdade, temos os círculos das crateras de meteoros, montes e montanhas com formato piramidal, ou bastante próximo disso, e a forma esférica dos corpos que atingiram o equilíbrio hidrostático. Tem também aquele fluxo de lava que criou prismas hexagonais – aliás, quando se fala em cristais, as formas são geométricas e incríveis também.

      Mas a maioria das coisas que vemos na natureza não pode ser descrita pela geometria euclidiana.

  • Helker Suardi:

    DELTA DO RIO LENA, RÚSSIA parece com um corte de tecido vista pelo microscópio ;p

Deixe seu comentário!