10 tramas de vilões que os governos reais tentaram

Por , em 6.02.2016

Sabe quando você escuta uma história tão maluca que pensa que só pode ser inventada? Não é o caso das dez tramas abaixo, que realmente ocorreram e foram protagonizadas por governos que queriam agir como vilões da ficção.

10. Japão tentou incendiar os EUA utilizando balões intercontinentais

tramas malucas que os governos ja tentaram 10
Pouco antes da Segunda Guerra Mundial, cientistas japoneses lançaram balões para medir as correntes de vento sobre o Oceano Pacífico. Eles descobriram a corrente de jato, que atravessava o Pacífico a 9.000 metros de altura.

Mais tarde, Japão e EUA ficaram nos lados opostos do campo de batalha. Com a informação que tinham acabado de conseguir, os japoneses decidiram lançar balões cheios de dispositivos incendiários esperando que eles alcançassem as florestas americanas e começassem enormes incêndios, dificultando o esforço de guerra do inimigo.

No final de 1944, centenas destes balões de fato chegaram a América. Considerando o que os japoneses esperavam alcançar, o dano foi mínimo. Mas pelo menos uma tragédia ocorreu: uma mulher grávida e cinco de seus filhos morreram.

Os EUA não queriam que a população civil ouvisse falar dos balões, porque isso poderia causar pânico em massa. Assim, o governo suprimiu essa informação, conseguindo acabar com o projeto japonês quando bombardeou as fábricas que faziam o elemento necessário para flutuar os balões.

9. Os nazistas tentaram construir uma fortaleza armada

tramas malucas que os governos ja tentaram 9
Lembra da fortaleza de concreto do filme “Capitão América: O Primeiro Vingador”? Os nazistas realmente tentaram construir um troço intimidante parecido com aquilo.

A construção se deu entre 1943 e 1944 pela Organização Todt, grupo de engenharia nazista. La Coupole deveria ser uma base subterrânea gigantesca a partir do qual os nazistas constantemente bombardeariam Londres com foguetes V-2. Felizmente, a base foi inutilizada antes que pudesse se tornar operacional.

Parte da estrutura ainda existe com um domo de concreto apontando de uma colina. De lá, engenheiros nazistas iriam supervisionar o lançamento de foguetes a partir de uma torre blindada. Os Aliados ficaram cientes da base antes de sua finalização, no entanto, atacando-a durante a construção e forçando os nazistas a abandonarem o projeto.

8. Os israelenses roubaram seus próprios navios dos franceses

tramas malucas que os governos ja tentaram 8
O governo de Israel uma vez roubou seus próprios navios de guerra dos franceses, que haviam embargado o país. Na época, a França era fornecedora de armas a Israel, e uma grande parte do equipamento militar que os israelenses precisavam ficou presa na Europa, incluindo cinco barcos com anti-mísseis navais, o primeiro do seu tipo no mundo, que eram fundamentais para Israel.

Logo, o governo do país do Oriente Médio decidiu roubar seus próprios barcos do porto francês de Cherbourg, com ajuda de um magnata do petróleo norueguês, que criou uma empresa fictícia para comprá-los.

Israel definiu a data do assalto para a noite de Natal de 1969, quando a segurança do porto não estaria trabalhando. Marinheiros israelenses chegaram a Cherbourg, onde se juntaram a outras tripulações e se esconderam debaixo do convés. A partir da França, navegaram os barcos parando em locais estratégicos para reabastecimento ao longo dos 3.000 quilômetros. Como todo o plano ocorreu na véspera de Natal, demorou dois dias até que alguém percebesse que os navios tinham desaparecido.

7. Os EUA tentaram usar armas nucleares para perfurar poços de petróleo

tramas malucas que os governos ja tentaram 7
É até difícil imaginar que os EUA tentaram extrair petróleo e gás usando explosões nucleares, mas isso realmente aconteceu. Foi em 1960, quando tudo que era atômico estava na moda.

Logo, surgiu o Programa Plowshare, uma tentativa de determinar se armas nucleares poderiam ser usadas para fins industriais. Em 1967, o primeiro teste de codinome “Gasbuggy” foi realizado no Novo México a mais de 1.200 metros de profundidade. Imediatamente, houve um aumento na produção de gás natural, o que levou a mais testes. Em 1969, o Projeto Rulison detonou uma bomba nuclear 2.500 metros no subsolo. Quatro anos mais tarde, o Projeto Rio Blanco foi executado.

No início da década de 1970, no entanto, a opinião pública se voltou contra as armas nucleares. Além disso, mesmo que o poço de petróleo ou gás fosse totalmente utilizado durante 25 anos, as receitas geradas não chegavam perto de cobrir o custo da explosão. Então, esses esquemas malucos foram abandonados.

6. Os EUA tentaram expor vietnamitas escondidos na selva com herbicidas

defoliant-spray-run
Você já deve ter ouvido falar do Agente Laranja (mistura de dois herbicidas) e os efeitos mutagênicos que eles tiveram em crianças vietnamitas, por conta da fabricação apressada que os EUA fizeram da substância durante a guerra contra o país asiático. Mas porque era exatamente os americanos pulverizaram o Agente Laranja tão liberalmente no Vietnã? O que eles estavam tentando fazer?

Acontece que os EUA, frustrados pela capacidade dos vietnamitas de se esconder nas selvas do país, decidiram expô-los através do desfolhamento da floresta com químicos. A Operação Ranch Hand correu de 1962 a 1971 e se estendeu a partes do vizinho Laos, onde os vietnamitas às vezes iam para escapar dos americanos.

Enquanto grande maioria dos 20 milhões de toneladas de herbicidas pulverizados sobre o Vietnã foi Agente Laranja, os EUA também usaram outros herbicidas. A operação foi apenas parcialmente bem-sucedida. Apesar de seu escopo e objetivos audaciosos, os norte-vietnamitas continuaram a se esconder bem, atormentando os americanos na selva.

5. Os nazistas tentaram destruir a economia britânica com toneladas de dinheiro falso

Public domain image, royalty free stock photo from www.public-domain-image.com
Parte de um plano secreto chamado de Operação Bernhard, este esquema envolveu falsificar notas britânicas perfeitas e injetá-las na economia do país, provocando inflação e desestabilizando o Reino Unido na guerra.

Mais de 160 prisioneiros judeus nos campos de concentração foram forçados a trabalhar no projeto. Foram impressos mais de £ 100 milhões em notas. Eventualmente, os nazistas deram o dinheiro falso para seus espiões gastarem no estrangeiro. Os britânicos responderam a essa trama simplesmente retirando qualquer nota maior do que £ 5 de circulação, o que resolveu o problema com folga. Valores maiores só começaram a circular novamente 30 anos depois.

4. Os EUA enganaram o sistema de correio nazista para entregar propaganda antinazista

tramas malucas que os governos ja tentaram 4
Em uma operação hilariante da Segunda Guerra Mundial, a agência de espionagem dos Estados Unidos conseguiu fazer os nazistas entregarem propaganda antinazista usando seu próprio sistema de correio.

O plano original era enviar secretamente cartas com propaganda antinazista escondida através da Suíça para a Alemanha. Porém, poucas cartas conseguiriam ser entregues dessa forma. Para que chegassem a mais pessoas, os EUA bombardearam os trens de correio alemães, colocando sacos de cartas neles para os próprios alemães entregarem aos cidadãos do seu país.

Isso foi em 1945, e deu muito trabalho – os pacotes de correio tinham que replicar perfeitamente os usados na Alemanha, e precisavam ser plausíveis para não serem descartados. Apesar da guerra já estar quase acabando, a operação surtiu algum efeito, visto que as cartas iniciaram grandes rumores sobre um grupo de resistência antinazista na Alemanha.

3. Soldados nazistas cercaram uma cidade soviética fingindo ser a polícia secreta soviética

tramas malucas que os governos ja tentaram 3
Quando os nazistas invadiram a União Soviética, o avanço foi rápido. No entanto, ainda havia infraestruturas críticas que eles queriam desesperadamente e que estavam fora de seu alcance. Por exemplo, os campos de petróleo em Maikop. Hitler pessoalmente ordenou a apreensão desses campos para alimentar a máquina de guerra alemã.

O responsável por isso foi Adrian Von Folksam, alemão de origem russa que comandou um destacamento das forças especiais alemãs. Em julho de 1942, ele e seus 60 homens se vestiram como a NKVD, a polícia secreta soviética, dirigiram veículos russos capturados e chegaram a Maikop, onde Folksam apresentou-se ao comandante geral como “Major Turchin de Stalingrado”.

Em 8 de agosto, eles espalharam confusão e pânico dizendo às pessoas que Maikop estava sendo abandonado. Um grupo de soldados alemães assumiu o posto telegráfico local e aumentaram o temor geral ao educadamente recusar pedidos de oficiais para falar com seus superiores. No final, os alemães capturaram os campos de petróleo, mas os soviéticos conseguiram danificá-lo primeiro, deixando-o sem condições de funcionamento por um ano.

2. Os EUA montaram uma organização multinacional secreta na Europa que saiu do controle

tramas malucas que os governos ja tentaram 2
Em “Missão Impossível – Protocolo Fantasma”, o chefe do MI6 cria uma organização secreta que sai do controle e torna-se uma “supervilã”. Após a Segunda Guerra Mundial, algo parecido ocorreu envolvendo os EUA. A CIA montou uma organização na Europa para servir como uma rede de agentes secretos para resistir aos soviéticos se eles tomassem a Europa.

Gladio, a rede italiana, acabou se tornando uma organização terrorista tomada pelo ódio ao comunismo. Embora os fatos sobre essa história ainda não sejam claros, a Gladio tem sido associada a uma tentativa de assassinato do Papa, atentados terroristas e até mesmo uma infiltração nos níveis mais altos do governo italiano. Depois de várias revelações obscuras, o grupo foi finalmente desmantelado.

1. Os EUA tentaram usar manipulação climática para vencer a Guerra do Vietnã

tramas malucas que os governos ja tentaram 1
Além de usar herbicidas para expor soldados vietnamitas escondidos nas selvas, os EUA também tentaram usar modificação climática para ganhar a Guerra do Vietnã.

Esse programa, que durou de 1967 a 1972, era tão secreto que seu nome foi alterado várias vezes quando pessoas que não tinham autorização para saber dele ouviam seu código atual.

O que os EUA fizeram foi usar iodeto de prata nas nuvens para causar chuvas e estender as monções no Vietnã. Obviamente, isso era muito prejudicial para o país, ao causar estragos como a destruição de pontes e linhas de abastecimento através das montanhas e selvas.

A operação não funcionou muito bem. Além disso, uma vez que o programa foi revelado, houve um clamor público tão grande que um tratado da ONU foi ratificado proibindo especificamente a modificação climática como um método de guerra. [Listverse]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 5,00 de 5)

1 comentário

  • Andrew Matheus:

    Realmente , o governo pode se tornar um grande inimigo quando necessário!

Deixe seu comentário!