15 maneiras de potencializar seu metabolismo

Por , em 24.09.2011

Não! Esse artigo não lhe dá dicas de dietas malucas para perder peso em duas horas. Trata-se de maneiras simples e eficazes de deixar sua vida mais saudável e potencializar o metabolismo de seu corpo. Se isso levar ao emagrecimento, que assim seja.

Por exemplo, você pode perder peso mais rápido, melhorando o processo de queima de gordura do seu corpo. Mesmo antes de você começar a se exercitar, você pode usar muitos truques para eliminar a gordura visceral – aquela que se instala nas vísceras, entre os órgãos vitais – e começar a perder peso rapidamente.

1 – Não faça dieta!

Depois de todos esses anos, você agora descobrirá a verdade: o segredo para uma dieta bem sucedida não é comer menos, mas sim comer mais – mais alimentos com alta densidade nutricional – para mantê-lo satisfeito durante o dia todo.

Isso é importante porque a restrição de comida mata o seu metabolismo. Ela faz com que seu corpo pense: “Ei, estou morrendo de fome aqui!” – o que provoca a redução de sua taxa metabólica, a fim de reter as reservas de energia existentes. O que é pior, se a escassez de alimentos (ou seja, sua dieta extrema) continuar, você vai começar a queimar tecido muscular ao invés da gordura visceral. Seu metabolismo cai ainda mais, e a gordura passa a reivindicar um território ainda maior.

2 – Vá para cama mais cedo

Um estudo realizado na Finlândia observou pares de gêmeos idênticos e descobriu que os gêmeos que dormiam menos apresentavam maior nível de estresse e tinham mais gordura visceral. Ou seja, nada de mergulhar madrugada adentro tuitando e cuidando de sua plantação de tomates no facebook. Assim que chegar ao fim do item 15, boa noite!

3 – Coma mais proteína

Seu corpo precisa de proteínas para manter a massa muscular magra. No estudo realizado em 2006, chamado “O papel subestimado do músculo na saúde e na doença”, publicado na Revista Americana de Nutrição Clínica, os pesquisadores argumentaram que a presente dose diária recomendada de proteína – 0,36 gramas por quilo de peso corporal – foi criada utilizando dados obsoletos e é totalmente inadequada.

Os cientistas recomendam uma quantidade entre 0,8 e 1 grama por quilo de peso corporal. Adicione 85 gramas de carne magra, duas colheres de sopa de nozes ou 225 gramas de iogurte de pouca gordura a cada refeição ou lanche.

4 – Coma alimentos orgânicos o máximo que você puder

Pesquisadores canadenses relataram que pessoas que estão de dieta e apresentam alto nível de organoclorados (pesticidas poluentes, que são armazenados em células de gordura) experienciam uma queda maior do que o normal no metabolismo, talvez porque as toxinas interfiram no processo de queima de energia.

Em outras palavras, pesticidas tornam mais difícil a tarefa de perder alguns quilos. Outras pesquisas sugerem que os pesticidas podem ainda mesmo provocar ganho de peso.

É claro que nem sempre é fácil de encontrar – ou de ter dinheiro para pagar – todos os tipos diferentes de produtos orgânicos. Então, você precisa saber quando ser orgânico faz bastante diferença – e quando não é assim tão importante.

Cebola, abacate, toranja? Não é necessário. Opte pelos orgânicos na compra de aipo, pêssego, morango, maçã, nectarina, pimentão, verduras, espinafre, couve, cereja, batata… ufa! E uvas importadas, pois elas tendem a ter níveis mais elevados de pesticidas. Uma regra simples: se você pode comer a casca, escolha o orgânico.

5 – Levante-se

A diferença entre ficar sentado ou em pé no local de trabalho pode desempenhar um papel importante na sua saúde. Em um estudo, pesquisadores descobriram que a inatividade (4 horas ou mais sentado) acarreta quase a parada de uma enzima que controla o metabolismo da gordura e do colesterol. Para manter essa enzima ativa e aumentar a queima de gordura, levante-se da cadeira de tempos em tempos. Vale qualquer coisa, ir até a mesinha do café, dar um pulo no banheiro ou mesmo ficar de pé enquanto fala ao telefone.

6 – Beba água gelada

Pesquisadores alemães descobriram que beber seis copos de água fria por dia (cerca de 1,4 litros) pode aumentar o metabolismo de repouso em cerca de 50 calorias diárias, o suficiente para perder 5 quilos em um ano. O aumento pode vir do trabalho que o organismo tem para aquecer a água à temperatura do corpo. Embora o excesso de calorias que você queima ao beber um único copo não faz muita diferença, tornando-se um hábito, você pode perder algum quilinhos com praticamente zero de esforço adicional.

7 – Coma pimenta

Descobriu-se que a capsaicina, o composto que dá à pimenta malagueta sua característica picante, também pode aquecer o seu metabolismo. Comer cerca de uma colher de sopa de pimenta vermelha ou verde aumenta a produção de calor do seu corpo, assim como a atividade do sistema nervoso simpático (responsável pelo nossa resposta de luta ou fuga).

O resultado: um aumento do metabolismo temporário de cerca de 23%. Abasteça-se de pimenta para acrescentar às refeições, e mantenha um pote de pimenta vermelha em pó na mão para pizzas, massas e frituras.

8 – Tome café da manhã

Tomar café da manhã dá um salto inicial no metabolismo e mantém a energia alta o dia todo. Não é por acaso que aqueles que pulam essa refeição têm 4,5 vezes mais chances de serem obesos. E quanto mais abundante for sua primeira refeição, melhor. Em um estudo publicado pela Revista Americana de Epidemologia, os voluntários que consumiram de 22% a 55% de seu total de calorias diárias no café da manhã engordaram apenas 770 gramas, em média, durante 4 anos. Aqueles que comeram de 0% a 11%, ganharam mais de 1,3 quilos – quase o dobro.

9 – Beba chá ou café

A cafeína é um estimulante do sistema nervoso central: sua ingestão pode acelerar seu metabolismo em cerca de 5% a 8%, o que equivale a 98 ou 174 calorias por dia. Uma xícara de chá fervido pode aumentar seu metabolismo em até 12%, de acordo com um estudo japonês. Os cientistas acreditam que as catequinas – fitonutriente da família dos polifenois – do chá antioxidante fornecem o impulso.

10 – Ataque gordura com fibra

Fibra pode acelerar a queima de gordura em até 30%. Estudos constataram que quem come mais fibras ganha menos peso ao longo do tempo. Tenha como meta comer 25 gramas de fibras por dia, em cerca de três porções de frutas e legumes.

11 – Coma alimentos ricos em ferro

O ferro é essencial para a carregar o oxigênio de que seus músculos precisam para queimar gordura. A menos que você reabasteça continuamente seu estoque, você corre o risco de sofrer com baixa energia e um metabolismo lento. Mariscos, carnes magras, feijões e espinafre são fontes excelentes de ferro.

12 – Ingira mais vitamina D

A vitamina D é essencial para a preservação do tecido muscular. Infelizmente, pesquisadores estimam que apenas 20% dos estadunidenses ingerem quantidade suficiente da vitamina em sua dieta. Adquira 90% do seu valor diário recomendado comendo 100 gramas de salmão. Outras boas fontes: atum, leite, cereais e ovos.

13 – Tome leite

Há evidências de que a deficiência de cálcio pode reduzir o metabolismo. Pesquisas mostram que o consumo de cálcio em alimentos lácteos, como leite desnatado e iogurte de baixo teor de gordura, também podem reduzir a absorção de gordura dos outros alimentos.

14 – Coma melancia

O aminoácido arginina, abundante na melancia, pode promover a perda de peso. Pesquisadores completaram a dieta de camundongos obesos com arginina durante três meses e constataram que isso reduziu os ganhos de gordura corporal em incríveis 64%.

A adição deste aminoácido na dieta aumentou a oxidação de gordura e de glicose e aumentou a massa muscular magra, o que queima mais calorias do que a gordura. Resumo da ópera: coma melancia e outras fontes de arginina, como mariscos, nozes e sementes durante todo o ano.

15 – Mantenha-se hidratado

Todas as reações químicas do seu corpo, incluindo o seu metabolismo, dependem da água. Se você está desidratado, você pode estar queimando até 2% a menos de calorias. Cientistas acompanharam a taxa metabólica de dez adultos que bebiam quantidades variadas de água por dia. No estudo, aqueles que bebiam oito ou doze copos d’água por dia apresentaram maior taxa metabólica do que aqueles que bebiam quatro.[BBC]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (6 votos, média: 4,50 de 5)

33 comentários

  • Everton Carlos da Costa Cardoso:

    É preferível ser um gordo que pratica atividade física a ser um magro que leva uma vida sedentária.

  • nml:

    O ‘segredinho’ da água gelada pode causar estresse dos rins! Assim como certos tipos de refeições devem ser aquecidas, como um exemplo simples, o tradicional almoço. Pessoas que vivem sozinhas por vezes tem o costume de tomar água ao natural para evitar adoecer.

  • Roque jr:

    Muito boa matéria. Interessante e útil. Mesmo para quem não precisa emagrecer. Valeu!

  • Fúlvio Ângelo Nunes:

    Gostei! Como tudo que está aí, sem preguiça graças a Deus.

  • josuel:

    Há na matéria algumas verdades e muitas inverdades.Chá,café,mariscos e carnes em geral não são saudáveis para o organismo. Por outro lado,concordo quando se diz que cereais e produtos orgânicos são necessários.Resumo da ópera: Não creia em tudo que lhe dizem,investigar ainda é o melhor remédio.

    • eduardo:

      Falou, falou e não disse nada… onde vc viu que chá, café, mariscos e carnes não são sudáveis?
      E vc seria menos superficial na sua afirmação se pelo menos dissesse que consumir EM DEMASIA tudo isso que vc mencionou faz mal à saúde… isso sim é verdade, bem como qualquer coisa em excesso faz mal… com exceção de sexo e dinheiro….

      Na minha opinião cada item da matéria é válido… bem q podiam inventar um comprimido que incluísse todos esses alimentos aí…mastigar dá preguiça….. kkkkkkkk

  • Flor de Lis:

    Graças a Deus meu metabolismo é ótimo… mas foi bom aprender essas dicas, pois com o passar do tempo meu metabolismo vai ficar mais lento…e é bom saber o que fazer pra evitar essa situação!

  • Evandro:

    “6 – Beba água gelada”

    Que loucura!!! Há uma enormidade de males nisso, como diminuir a imunidade dos órgãos da garganta (podendo pegar mais infecções), atrofiar as pregas vocais podendo lesionar sua voz ao falar muito, ou gritar, ou mesmo cantar (qualquer bom cantor sabe que estão proibidos de tomar qualquer coisa gelada); além de afetar a circulação de sangue, fazendo com que o organismo concentre mais sangue em direção ao estomago para suprir a perda de calor, isso faz com que haja uma falta de disposição de energia para todo, inclive para a mente; além de contrair dos vasos sanguineos do estomago, diminuindo a sua imunidade, e podendo até mesmo promover fermentação de um alimento em digestão.

    E nessas 15 maneiras, talvez o principal ficou de fora: ter uma vida de muita atividade fisica, bem intenso. Este é praticamente o principal potencializador metabólico que existe; e ficou de fora da lista.

    Lista bem questionável esta, não?

    • Rogerio:

      Evandro, tem uma diferença significativa entre “gelada” e “fria”.
      No entanto, você tem razão apenas nisso, e não acho que é suficiente para desmerecer a reportagem inteira.
      Além do óbvio que você citou, as dicas forem bem interessantes.

  • Julio Neto:

    Meias-verdades. Cuidado!

    • Michel Barbosa:

      De fato, há meias verdades. Não se pode analisar os benefícios de se tomar leite, por exemplo, sem analisar os benefícios de não tomar leite. Falar, “leite tem cálcio”, é fácil, mas ir mais a fundo no assunto é outro história. Se tiverem mais interesse, pesquisem no Google sobre “malefícios do leite” ou algo do tipo. Parem para pensar, quais são os únicos mamíferos que ingerem leite depois de adultos? E ainda o fazem ingerindo leite de outra espécie? Um tanto estranho se quiserem minha opinião.

    • Tiago Moah Weimer:

      Hahhaa, nada como a liberdade de expressão.
      Benefícios ou malefícios? O que pesa mais na balança?
      Xiii, papo pesado esse hein?!

    • Bovidino:

      O grande problema é que fomos influenciados por uma gigantesca máquina percuarista que nunca mediu esforços para fazer propaganda dos seus dois principais produtos: a carne e o leite.

    • Rogerio:

      Eu li um artigo sobre o assunto na NET. Criticava o leite de vaca , e indicava o leite de soja.

      Daí, no fim da reportagem dizia o seguinte:

      “O extrato de soja, mais conhecido como “leite de soja”, pode ser uma opção saudável para o consumo humano, apesar de não substituir o leite.”

      Alguém entendeu? Nem eu.

  • Francisco Bruno.´.:

    Nasci com 6.300 grs.Fui gordo a vida inteira. Desde 10 anos pratiquei esportes.Helio Gracie(o velho),Charles Atlas, jiu-jitzu,box.Me tornei Judoka faixa preta -terceiro grau. Tenho 106 kilois, e 80 anos.Insuficiencia cardiaca,Enfizema e uma raiva danadadetodo e qualquer conselho que se refere a ter peso diferente daquele que a MÃE NATUREZA NOSDOTOU.
    O resto éLOROTA……………………………….

    • Evandro:

      Faça uma cirurgia ortognática, que você só consegue se alimentar por liquido, com uma seringa pela boca. Perdi 7kg em 1 semana.

      EM questão ao peso, há fatores genéticos. Mas ainda há uma condição. Para ter 100 kg, você precisa ingerir uma quantidade >= 100 kg. Isso é obvio. No caso, para ter 100 kg, é preciso ter uma alimentação que forneça ‘recursos’ suficientes para manter os 100 kg.

      Em outras palavras, se diminuir a quantidade, naturalmente, irá diminuir de peso.

      Não se vê crianças somalianas gordas, apenas com barriga da agua. Porque não comem quase nada, ou nada.

      Quem tem mentabolismo lento, necessita ainda de comer menos. Que normalmente este é um dos grandes fatores genéticos (se é que é) para engordar. Quem tem predisposiçaõ a ingerir gordura, então de comer menos gordura ou nada.

      Conheço uma pessoa que foi gorda a vida inteira, bem barriguda, e era bem ativa e comia modestamente. Teve um cancer no intestino, e no seu tratamento teve que deixar de comer carne, frituras, chocolates, e ter uma alimentação bem próxima da vegatariana, sendo que a tudo tinha que ser ingerido como suco, batido no liquidificador. Em apenas 2 meses, de 90kg, ele foi para 65kg, perdeu a barriga, o tumor foi eliminado e agora está passando por uma quimioterapia.

      Apenas mudanças alimentares VERDADEIRAS, já faz um verdadeiro milagre em questão ao peso e tudo mais.

    • Canopus:

      Que parte de “uma raiva danadadetodo e qualquer conselho que se refere a ter peso diferente daquele que a MÃE NATUREZA NOSDOTOU” ele não entendeu?

  • Thomas Korontai:

    São boas dicas, serve como referências, pois, como Hipócrates dizia, “você é o que você come”. Mas existe um grave erro linguístico em todas as receitas e dicas para emagrecimento: a expressão “perder peso”. O cérebro não foi programado para perder seja lá o que for, apenas ganhar. Quem perde, acaba achando, diz outro ditado.

    Então, para que se associe o emagrecimento a algo positivo,
    que o seu cérebro assimile e emita as ordens correspondentes, troque o “perder” por ELIMINAR. Você quer emagrecer? Elimine “x” kg de peso – “quero eliminar tantos quilos”, etc.. Se continuar a dar ordem de perda, seu cérebro o chamará de biruta… e não obedecerá, obrigando-o(a) a fazer esforços muito maiores. Elimine a perda e você ganhará o que pretende.
    Sds,
    Thomas

    • Amigo:

      Essa regra vale apenas para pessoas que não sabem perder. Para as que aprendem a perder com sabedoria, não faz diferença se perdem ou eliminam kg.

    • Laleu Ibranale:

      Que discurso mais “semiótico”…. Perder ou eliminar? Parece “vontade de potência. Acredito que a auto-ajuda é bom para quem tem a estupidez de acreditar nela

    • Rogerio:

      Tem muito estúpido que é mais feliz, pelo menos mais simpático…

  • Pedro Rossi:

    MUITO BOM!!!!!!!!!!!PARABÉNS!!!!

  • Genivaldo Aparecido do Nascimento:

    confirmo a agua

  • Skill:

    prefiro correr meus 5km diarios e fazer box…hehehehe

    mas muito legala a materia

  • joselia santos:

    adorei a materia bjs

  • Dannilo:

    Excelente comentário. São dicas simples que poderão nos auxiliar muito no dia a dia. A alimentação é a chave do sucesso, sempre foi e sempre será o fator preponderante, pois “você é, aquilo que você come!”
    Grande abraço a todos!

  • Vera Lucia Aparicio:

    A questão alimentar é importante dentro do conceito que uma pessoa que se alimenta corretamente, tem uma condição melhor de saúde e portanto, pode participar de forma mais ativa e incisiva na sociedade a sua volta, enquanto que se uma pessoa se alimenta de forma errada, como muitos e muitos sem ter nenhuma noção do que pode ou não pode comer, cada vez ela tende a ficar pior.
    Gostei do asssunto e acho que precisamos saber sim aquilo que comemos, isso não é a coisa mais importante da vida mas é uma necessidade biologica que deve ser o melhor atendida ´possivel. e nosso pais, o Brasil tem tudo para ser um provedor interno e externo de alimentos de alta qualidade.

  • Ricardo Camillo:

    Agora acabei de dar aquele puta grito dentro de casa (EU TINHA CERTEZA DISSO &*%@#¨QUIPARIU)por isso sou gostozinho deste geito tenho 44 anos 1,80cm,86kg de pura “massa” e como quase um kilo so no almoço uma pimenta inteira por dia e lei pra mim trabalho com uma garrafa de agua do meu lado que geralmente é cheia so na parte da manha umas trés vezes ou é verdade ou sou coisa muito ruim que não engorda kkkkkk

  • luciana:

    Melancia, pimenta e chá, estou fora. Mas sigo todos os outros ítens da lista, e assim consigo manter meu peso, que não é pluma, mas está dentro do aceitável.

  • Bovidino:

    Não faça dieta e nem siga esses conselhos malucos.
    Coma moderadamente e faça exercícios moderadamente.
    Procure ser solidário e ajude as pessoas.
    Ser feliz é muito mais importante do que ser gordo ou magro.

    • Najara:

      É fácil para quem é feliz e magro dizer isso, Bovidino

    • serico115:

      NAJARA!

      Acho que compreendo seu desabafo!
      E até entendo que quem não esteja com problemas desse tipo lhe fica mais fácil dar conselhos.
      Mas pela experiência pessoal, e pelo que me vai ficando das pessoas que se debatem com problemas desse tipo, o que me ressalta é capacidade de manter uma vontade firme de seguir um bom regime alimentar, e hoje você encontra como fazer esse regime em tantos locais, avalizados por nutricionistas conceituados.
      Nunca assimilei a ideia de deixar de comer qualquer tipo de alimento. Mas, é muito importante saber a quantidade, qualidade e as condições em que ingeri-los e que nosso organismo necessita, procurando a todo o custo evitar os excessos.
      O que me apercebi também, ainda que não seja assim tão linear, pois existem pessoas com verdadeira propensão para engordar, é que as pessoas começam por ir dando satisfação aos seus desejos durante muitos anos, levando a um aumento de capacidade de seus estômagos. Depois disso não conseguem se sentir saciados sem os encher, o que leva às situações de absorver quantidades em tudo superiores às que o organismo necessita para se manter bem.
      Digo isto por situações concretas onde pessoas com esse tipo de problemas que se submeteram a uma cirurgia de diminuição do volume do estômago, e os resultados foram efectivos, perderam peso e normalizaram muitas de várias situações de patologias até já consideradas crónicas. Caso de Diabetes, artroses, pressão arterial alta, e outras.
      Actualmente existem também outros processos de ocupar o volume do estômago evitando a ingestão de mais alimentos.
      No fundo mesmo, acho que o essencial é uma vontade forte de manter o controle do que se come e as respectivas quantidades, associando a uma boa prática física, que não precisa passar pelos ginásios ou outras práticas, quanto a mim até desaconselhada. Só não vou descrever porquê, pois isso seria um longo texto.
      Opte por uma vontade “férrea” em manter um regime adequado, comendo de tudo, porque tudo é bom e faz falta ao organismo, nas quantidades certas, claro.
      Espero poder ter ajudado. Que consiga bons resultados.

  • vicente:

    assim vou acabar virando um atleta

Deixe seu comentário!