A lixeira mais profunda do mundo [Video]

Por , em 31.10.2009

Esta lixeira tem um sensor de movimento que detecta quando uma pessoa joga algo dentro dela, então é automaticamente ativado um efeito sonoro digno dos melhores desenhos animais da nossa infância — piiiiiiiiiiuuuu-puf — no estilo ‘Coiote Coió caindo do precipício’.

A pergunta inicial do vídeo é: Podemos fazer com que mais pessoas joguem o lixo no lixeiro tornando isso divertido?

O curioso é as pessoas tentando medir a profundidade verdadeira da lata, como se ela fosse mesmo um poço sem fundo. Parece que o efeito sonoro desenho do Papa-léguas acabou destorcendo a noção de realidade das pessoas: As cosas, quando caem de uma grande altura, não fazem piiiiiiuuu-puf.

Meu filhinho de 3 anos tem mania de sair juntando lixo por todo lado para jogar na lixeira, pois sempre o parabezamos e fazemos festa quando ele faz isso. A lixeira sem-fundo do The Fun Theory faz algo parecido fazendo todos se tornarem lixeiros voluntários; transforma algo trivial em uma atividade divertida, assim como aquela escada-piano, lembra? Ela fazia as pessoas evitarem as escadas rolantes só para tocarem piano com os pés.

Resultado

Durante um dia foram coletados 72kg de lixo na lixeira sem fundo. São 41kg a mais do que uma lixeira ali pertinho. “A diversão obviamente muda o comportamento para melhor”, afirma o vídeo. [Novo Mundo]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

10 comentários

  • bruno:

    hahaha se foce verdade ou voces nao acham q e mentira muito idiota

  • Jorginho:

    Não sou nenhum ”dotor” e fico decepcionado com o senso de crítica de alguns…
    Não sou contra aos que criticam, mas que suas críticas sejam produtivas .
    Se eu fosse apontar os erros dos ‘’criticando’’, apontaria:
    ”É distorcendo, e não “destorcendo”. (Não se colocar vírgula)
    Outro que sugere colocar a correção no ”automático”.
    Nem sempre a correção é devida e depende da escrita ser técnica ou não.
    ”É mesmo. Vamos aprender a escrever!” (Seria o correto).
    Os demais que criticaram e escreveram de forma aceitável; devem acreditar que nunca erraram!
    Façamos críticas… Mas que sejamos humildes e que atire pedras se nunca erraram.
    Comentando a matéria:
    Imagino que esse entusiasmo seja temporário e deve sim, conscientizar o povo de forma obrigatória no tocante a preservação do meio ambiente.
    Todos os países sentem a necessidade de reduzir seus lixos e chegará o tempo que não terão onde colocá-los.
    São Paulo e outras grandes cidades estão quase no desespero por não ter onde criar aterros…
    Como será daqui 20 anos ?
    Quem tem a solução, diga !

  • Luiz Pacheco:

    Coitado do seu filho de 3 anos… aprendendo com um semi-analfabeto. Maldita inclusão digital.

  • Andrews:

    è mermo kkkk[

    >_<

  • Liuz Scalco:

    Bah, gostei da idéia
    tanto quanto a da escada que fazia um som de piano,
    abraços

  • Marcus:

    É mesmo, vão aprender a escrever

  • Edemilson Lima:

    “destorcendo”? “cosas”? “parabezamos”?

    Faz tempo que não entro nesse site, mas algumas coisas por aqui ainda continuam as mesmas… Será que ninguém viu a minha sugestão de usarem o corretor ortográfico do Word antes de publicarem qualquer texto?

  • Miro Jones:

    Recomendo uma revisão ortográfica neste texto.

  • Rodrigo:

    se botar no brasil é bem capaz de roubarem e desmontar e vender as peças
    AOFIJAEFOJAEFIO
    /FATO.

    a proposito, otimo o site !

  • distorcendo:

    É distorcendo, e não “destorcendo”.

Deixe seu comentário!