Por que realizamos cerimônias de casamento?

Por , em 22.02.2010

Essa nova descoberta pode explicar porque os noivos preferem gastar dinheiro em uma cerimônia de casamento e uma festa enorme do que comprar móveis para sua nova casa: eles têm interesse de assegurar o futuro de sua família, principalmente de seus filhos.

Um cientista especializado em hormônios chamado Zak Powell analisou amostras de sangue de um casal antes de eles fazerem os votos e dizerem o “sim” no altar e depois. Além dos noivos, ele também analisou amostras de parentes e amigos próximos e demais convidados. O professor Zak mediu os hormônios presentes no sangue (incluindo a oxitocina, o hormônio responsável pela empatia e pela intimidade) e, como ele pensava, a oxitocina estava mais alta no sangue do noivo e da noiva e também das pessoas mais próximas a eles, enquanto nos demais convidados se manteve estável.

O professor Zak acredita que a razão da cerimônia de casamento é reunir todos os “de confiança” e fazer com que eles, também, se comprometam emocionalmente com o casal, assim eles ajudariam em crises e a cuidar dos filhos.

“Talvez o motivo dessas cerimônias seja não apenas o amor, mas a necessidade de manter a raça humana” sugere Zak. [Telegraph]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

6 comentários

  • Adailton Bravo:

    O casamento é uma coisa muito séria. Pena que hoje em dia as pssoas não pensam assim. Mas o importante num casamento é o respeito, a compreensão, a fidelidade e por fim o amor. Constando tudo isso tem tudo para durar pra sempre.

  • Wanderson:

    @Benq

    Eu poderia responder sua afirmação mas acho que o Apolo respondeu por mim.Valew Apolo;)

  • Luiz Carlos:

    Vivendo e aprendendo!
    Adoro esse site!
    Valew!

  • Apolo:

    Dizer, num site de divulgação científica, que “cientistas não são sociólogos” é incentivar uma visão restrita de ciência já superada há mais um século. Qualquer livro de meodologia científica pode auxiliá-lo a expandir sua noção. Num livro simples assim, você vai encontrar que os primórdios dos exercícios sociológicos, lá no século XIX, eram operacionalizados a partir, e não a despeito, da Biologia. Isso mesmo: a Sociologia teve desde o seu início muita interface com a Biologia. Mas como você ainda ignora todos esses anos de história da ciência, não cabe repreendê-lo. Deixo, então, algumas indicações úteis: “As regras do método sociológico”, 1895, Émile Durkheim. “O suicídio”, 1897, do mesmo autor. Por fim, hoje em dia o que se vê é não apenas a Sociologia lançando mão de diversos trabalhos da Biologia, mas também o contrário. Tanto que um dos ramos mais famosos/populares da Biologia hoje é a Sociobiologia. Espero ter contribuído. Abraço.

  • benq:

    porque cientistas não são sociologos

    hehe

    um sociologo apenas incluria a questão social e não levaria em consideração a questão biologica

  • Wanderson:

    O que esses cientistas não levaram em consideração também é que as cerimônias de casamento são um ato social.
    Se fazem cerimônias pomposas para mostrar aos outros opulência e status social e isso muitas vezes suplanta até o ato do matrimônio em si,ficando em segundo plano e que muitas vezes acabam em poucos anos ou meses.É só dar uma olhada no casamento das ditas “celebridades” por exemplo,fazendo não só a cerimônia como o casamento um ato banal.

Deixe seu comentário!