5 belíssimas surpresas da genética

É possível que você já tenha ouvido falar nas gêmeas britânicas Lucy e Maria, que nasceram em 1997 e têm a aparência física completamente diferente uma da outra. Enquanto uma é negra com olhos castanhos e cabelos cacheados, a outra é branca com olhos claros e cabelos ruivos.

A genética é mesmo uma caixinha de surpresas que cria combinações incríveis mesmo entre irmãos. Confira 15 imagens de famílias surpreendidas pelas possibilidades da natureza:

5. Gêmeo ruivo e gêmeo moreno


“Meu irmão é irlandês, mas eu não sou”, escreve Nyle DiMarco, o modelo estadunidense de 28 anos. Seu irmão gêmeo se chama Nico e a descendência dos irmãos é italiana.

4. Pele negra, olhos azuis


“Muita gente acha que uso lentes ou que meus olhos são Photoshop…e aí eu mostro essa foto da minha infância com minha mãe”, diz Cydbee Black, uma maquiadora profissional de Denver que vive em Los Angeles e que tem um canal no Youtube para falar sobre maquiagem. Quando alguém duvida que seus olhos azuis são naturais, ela mostra uma foto de quando era pequena ao lado da mãe, que tem heterocromia, ou seja, um olho de cada cor.

3. Heterocromia setorial


Um outro tipo de heterocromia é o setorial, aquele em que a pessoa tem a íris com setores de cores diferentes. “As pessoas sempre comentam sobre meus olhos”, diz a usuária do Reddit M_for_Minion.

2. Maior família albina do mundo


A família indiana Pullan está prestes a quebrar oficialmente o recorde da maior família albina do mundo, com 10 integrantes. Até agora, este título estava nas mãos de uma família de seis pessoas que vive nos EUA e Canadá. O livro Guinness World Records deve atualizar esta informação em breve.

O pai, Resetauri, de 55 anos, e a mãe, Mani, de 50 anos, têm seis filhos com idades entre 29 e 23 anos. Uma das filhas, Renu, se casou com um homem albino e o casal tem um filho de 7 anos que também tem a condição genética.

A família diz que sofre muito com o preconceito de vizinhos e desconhecidos, e são frequentemente chamados de “ingleses”. Eles não podem ficar muito tempo no sol e não enxergam muito bem. Mesmo assim, Mani diz que considera o albinismo um “presente de Deus”.

1. Gêmeas Lucy e Maria


Lucy e Maria Aylmer nasceram em janeiro de 1997, e seus pais nunca tiveram problema em saber quem era quem na maternidade. Graças aos genes dos pais, que são caucasianos e jamaicanos, as irmãs bivitelinas receberam características completamente diferentes.

As meninas têm outros três irmãos, que têm o tom de pele que está entre Lucy e Maria. “Estamos em lados opostos do espectro, e eles estão no meio”, diz Lucy ao jornal Mirror.

Hoje com 20 anos, Maria estuda Direito na faculdade Cheltenham enquanto Lucy estuda Arte na faculdade Goucester. “Maria adora dizer às pessoas que ela tem uma gêmea branca, e eu sou muito orgulhosa de ter uma gêmea negra”, diz Lucy.

Esse tipo de caso acontece com a frequência de um em um milhão.
[Didyouknow, Daily Mail]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (19 votos, média: 5,00 de 5)
Curta no Facebook:

4 respostas para “5 belíssimas surpresas da genética”

Deixe uma resposta