6 maneiras de enganar seu cérebro

Por , em 23.04.2013

Graças a uma série de “atalhos mentais”, o cérebro humano é capaz de economizar tempo e energia na hora de interpretar informações. Existe, porém, um risco: ao pular etapas, podemos cair em ilusões e truques. A seguir, você conhecerá 7 maneiras de aproveitar esse calcanhar-de-Aquiles (e algumas outras limitações) do cérebro para “enganar” seus amigos.

6. Questão bíblica

Não é preciso ter ido a todas as aulas de catequese para responder a esta pergunta: de acordo com a Bíblia, quantos animais de cada espécie Moisés colocou na Arca? Se você respondeu “dois”, errou, porque quem colocou animais na Arca foi Noé, não Moisés.

Muita gente se engana porque associa as palavras “animais”, “Bíblia” e “arca” e dá uma resposta rápida, ainda que incorreta. Ao acessar automaticamente seus conhecimentos sobre o Antigo Testamento, a pessoa mal percebe que Moisés não era a figura em questão. Isso vale com várias outras frases, como “Qual a cor do cavalo branco de Napoleão Bonaparte?”. A resposta já está na pergunta, mas distraída pela mesma, a pessoa às vezes não percebe.

5. A mãe de Joana

A mãe de Joana tem quatro filhas: Lalá, Lelé, Lili e…?

Se você respondeu “Lolô” ou “Lulu” ou algum nome parecido com o das outras irmãs, errou, porque não percebeu que a resposta correta está no começo da frase: Joana.

Em nome da eficiência, nosso cérebro é condicionado a buscar padrões em toda parte (no caso, as três primeiras filhas têm nomes com duas sílabas começando em L e terminando em uma vogal). Como a resposta correta foge do padrão, não pensamos nela de imediato – e, já que é aparentemente óbvia, não procuramos por ela no início da pergunta.

4. Corretor automático

5

Veja a foto acima e diga o que há de errado nela. Nada? Engana-se: a palavra “you” (“você”, em inglês) aparece duas vezes no cartaz, mas o seu cérebro não presta atenção nela quando lê a frase pela primeira vez, porque não precisa dela pra entender. Isso é reflexo de outro “atalho cerebral” que exclui informações que parecem desnecessárias.

O cartaz possui a frase: “THINK YOU / YOU CAN’T BE FOOLED?”, que significa “Pense você / Você não pode ser enganado?”, mas a primeira vez que lemos, pensamos que o que está escrito na verdade é “Você acha que não pode ser enganado?”, por isso o cartaz imediatamente tira sarro da nossa cara, informando: “Você acabou de ser”.

3. Tempo de processamento

O experimento do atraso de flash (“flash lag”) mostra, de acordo com o pesquisador Dean Buonomano, a “dificuldade em detectar com precisão o posicionamento de um objeto durante outro evento”, explicada em parte pelo intervalo entre o momento em que algo ocorreu e o momento em que nosso cérebro processou esse acontecimento.

Clique aqui para fazer o experimento. Aperte o botão “Start”, e siga com os olhos a bolinha azul. Um flash vai aparecer no canto superior direito em algum momento. Em seguida, você deve escolher com o cursor o ponto em que você acha que a bolinha estava quando surgiu o flash. Você provavelmente vai pensar que o ponto está bem à frente (ou pelo menos um pouco à frente) de onde ele realmente estava.

2. O ônibus

A school bus with arrows going left and right. We ask the viewer which side is the front of the bus.??credit:  NGT

Veja o ônibus acima e responda rápido: pra que lado ele está indo? A resposta correta é “para a esquerda”, porque a porta de um ônibus fica sempre do lado direito, que não aparece na imagem (é como se a porta estivesse do “lado de lá” do ônibus, de frente para quem está na calçada, não para nós, que estamos olhando para o lado esquerdo do veículo). Se você anda de ônibus frequentemente, talvez não tenha tido problemas para responder. Por outro lado, se faz tempo que você não anda de ônibus, é possível que não tenha se lembrado desse detalhe – por uma questão de eficiência, o cérebro deixa certas informações menos acessíveis, para dar lugar a outras, mais recentes ou mais relevantes.

1. Dinheiro na mão

Mesmo que o faça com rapidez (cerca de 0,1 segundo), o cérebro precisa de um tempo para processar o que você vê. Para testar isso, pegue uma moeda de um real, chame um amigo e peça para ele ficar com a mão perto da moeda e com o polegar e o indicador próximos; segure a moeda a poucos centímetros da mão dele e o desafie a pegá-la apenas com os dois dedos, sem mexer a mão ou o braço, assim que você largar. Ele não vai conseguir (a menos que seja por sorte), porque até que o cérebro dele entenda que a moeda está caindo, ela já passou pelos dedos dele.

Esse intervalo deve ser levado em conta especialmente no trânsito, quando 0,1 segundo de distração pode resultar em um acidente.[LiveScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

20 comentários

  • Tay Gonçalves:

    Li a frase três vezes, aí li o texto e vi que fui enganada várias vezes. 😛

  • juniors:

    7. essa já vi bastante e não caio mais.
    6. passei!
    5. passei!
    4. verdade. se vc ficar olhando só pra uma amarela as outras tbm somem, menos a vermelha
    3. não acertei nenhum
    2. é mesmo, a porta! mas mesmo assim existem variáveis nessa 2
    1. não testei

    mas com o título já me ligou o alerta. talvez em condições normais eu erraria 😛

  • Francisco Oliveira:

    Preste atenção na pergunta: Qual a cor do cavalo branco?
    Preste atenção na frase: O cavalo branco de Napoleão Bonaparte.
    A resposta não está na pergunta!
    A pergunta se refere a cor do cavalo e a frase afirma que o cavalo é branco.
    Há uma diferença de gênero; o cavalo é branco mas a cor do cavalo é branca.
    Logo o cavalo branco de Napoleão Bonaparte tem cor branca.

    • Guilherme de Souza:

      Francisco, entendo seu ponto mas penso que ele não invalida a ideia proposta pela pergunta – só porque é necessária uma pequena dedução (“se o cavalo é brancO, a cor dele é brancA”) não significa que a resposta não está na pergunta.

      De qualquer forma, gostei da sua observação

    • jodeja:

      Francisco, você está correto se esta pergunta cair numa prova de português, fora disso, eu posso responder que é da cor do leite ou coisa parecida e o cara vai ter que entender, certo?

  • pmahrs:

    Só lembrando que no caso de Moisés há uma resposta correta que no caso é “zero” já que Moisés também tinha uma Arca (Arca Da Aliança) onde supostamente se guardou a tábua dos 10 Mandamento.

    Também tem aquela: Você está dirigindo um ônibus que tem 7 passageiros no primeiro ponto sobe 2, no segundo desce 4 no terceiro desce 1,no quarto sobe 3. Qual é o nome do motorista?

  • Davi Ramires:

    No caso de paulistanos, a 2. Ônibus não funciona… =/

    • Guilherme de Souza:

      Tem algum ônibus em que a porta que fica do lado do motorista está do lado esquerdo? 😛

  • pmahrs:

    7)Esta da bíblia foi que acrescentei “quantos animais de cada espécie” Antes era só “quantos animais” Adorei ver, mesmo na possibilidade de outros mais inteligente que eu podem ter acrescentado também(Como se fosse Grande proeza ser mais inteligente que eu!!) 6) Eu respondi “Ivana.” 5) Só na 14° olhada vi que tinha dois rostos. 4) Que ponto vermelho? 3)Não entendi 2)É pegadinha; se eu falasse para esquerda você perguntaria como eu sei que ele não está manobrando em marcha ré. 1 Você deveria ter falado pra nunca tentar com o sobrinho, principalmente em forma de aposta e muito menos 22 vezes.

    • Guilherme de Souza:

      Essa possibilidade da marcha-ré é o grande ponto fraco da “pegadinha”… Gostei!

  • Diego A Jacobiuk:

    3. Tempo de processamento
    O experimento do atraso de flash (“flash lag”) mostra…

    acho q tentaram me pegar, tampei tuda a tela, deixando so uma janelinha e pisca sempre no mesmo lugar…
    é pega ratao…

  • Carlos Pereira:

    Muito bom!

  • Johny Ted:

    Muito bom! Mas a do ônibus, a resposta funcionaria em Londres?

    • Guilherme de Souza:

      Bem observado! Como os ônibus da Inglaterra são bem diferentes desse aí, contudo, imagino que a pessoa “adivinhariam” que esse é de outro país e que, assim, tem as portas do lado direito

  • Valkyria Karpinski:

    A número “2” não é justa, pois aqui em Curitiba existem dois tipos de ônibus cujas portas abrem para o lado esquerdo, o que não necessariamente indica que a minha resposta possa estar errada.

    • Guilherme de Souza:

      Mas os que têm porta do lado esquerdo não são esses amarelos simples, são biarticulados, confere? Que eu me lembre, todos os que são como o do desenho só têm porta do lado direito…

      p.s.: também pensei nisso quando vi a questão pela primeira vez

    • Thiago Primeiro:

      Aqui em SP, capital, a maioria dos ônibus possui portas dos dois lados. O mais comum é o de 3 ao lado esquerdo e 2 ao lado direito.

  • Paulo Gomes:

    Muito bom, o nosso cérebro é realmente impressionante.

  • Luis Mendes:

    Kkkkkkkk
    Fui enganado varias vezes neste post

  • grasisuperstar:

    essa é boa….meu cérebro é cheio de usar atalhos….cai em todos os testes

Deixe seu comentário!