Agora sabemos em que momento do dia queimamos mais calorias, graças a voluntários neste estudo brutal

Por , em 21.11.2018

Quando seu corpo está ativo, gasta mais energia e por consequência queima mais calorias. No entanto, você continua a queimar calorias em repouso, porque a atividade cerebral, o bombeamento do coração e a digestão exigem energia.

Agora, cientistas afirmam que quantas calorias seu corpo queima também depende da hora do dia.

Para descobrir o papel do ritmo circadiano no metabolismo, um novo estudo da Universidade de Harvard, do Brigham and Women’s Hospital e da Universidade Estadual da Pensilvânia (EUA) sujeitou participantes a um experimento brutal, isolando-os do mundo.

O objetivo do estudo

A ciência contemporânea pode explicar muitos dos nossos processos corporais, mas tem dificuldade em entender a variação de nossos metabolismos, ou como queimamos calorias, ao longo do dia.

Um problema é que é extremamente difícil isolar o impacto de nossos ritmos circadianos naturais do “tempo do relógio”, ou seja, dos padrões socialmente construídos do nosso cotidiano.

Para fazer isso, um grupo de cientistas americanos criou um experimento totalmente insano a fim de isolar as variáveis.

O método

Durante 37 dias, 5 homens e 5 mulheres moraram em um laboratório sem janelas, relógios, telefones e internet. Os voluntários eram saudáveis e tinham idades entre 38 e 69 anos. Todas as mulheres estavam na pós-menopausa, o que foi proposital; ciclos menstruais também podem afetar o ritmo circadiano.

Os participantes não tinham ideia de que horas eram do lado de fora, e recebiam horários específicos para irem dormir e acordar.

Os pesquisadores frequentemente ajustavam esses horários em quatro horas por noite para imitar viagens em fusos horários diferentes todos os dias durante três semanas.

“Como eles faziam o equivalente a circular pelo globo todas as semanas, o relógio interno de seu corpo não podia acompanhar, e assim oscilava em seu próprio ritmo”, explicou Jeanne Duffy, uma das autoras do estudo, ao portal ScienceDaily. “Isso nos permitiu medir a taxa metabólica em todos os diferentes horários biológicos do dia”.

Resultados

Os pesquisadores descobriram que o gasto energético em repouso era mais alto à tarde e no começo da noite. Por outro lado, era mais baixo durante a madrugada.

O metabolismo do corpo em repouso flutua de acordo com nossos ritmos circadianos. As temperaturas internas dos participantes eram mais altas – significando que estavam queimando mais calorias – durante a tarde biológica de seus corpos. Na sua forma metabólica mais rápida, os corpos queimaram cerca de 130 calorias a mais do que na mais lenta.

As temperaturas corporais foram medidas de forma retal (outro aspecto nada divertido do experimento). Com o passar do tempo, os participantes tiveram as menores temperaturas internas em torno da “noite” de seus ritmos circadianos. Se eles estivessem mantendo um horário de 24 horas, isso corresponderia ao meio da noite e de manhã cedo. Eles queimaram mais calorias 12 horas depois, o que geralmente é em torno da tarde e início da noite.

Consequências práticas

De acordo com a Dra. Duff, os resultados mostram que não apenas o que você come, mas quando você come e quando você descansa também afetam seu metabolismo e determinam quanta energia você queima e quanta fica armazenada como gordura.

Nossos corpos funcionam melhor quando nossos horários de dormir e comer são consistentes. “Quando fazemos coisas como ficar acordado a noite toda para trabalhar, estamos indo contra esses relógios biológicos internos”, disse.

Muito mais estudos precisam ser feitos para explicar a relação entre os ritmos circadianos e o metabolismo. Este experimento foi pequeno, e analisou apenas o metabolismo de repouso – a energia que precisamos para estar acordados, respirando e bombeando o sangue.

Mas já abre o caminho para trabalhos futuros que podem observar, por exemplo, como hábitos de sono irregulares podem levar a problemas como ganho de peso.

Um artigo detalhando o estudo foi publicado na revista Current Biology. [Popsugar, Qz]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (20 votos, média: 4,65 de 5)

Deixe seu comentário!