Aqui está a prova de que não adianta você tentar racionalizar com um urso

Por , em 1.10.2015

Esse é um dos vídeos mais bizarros que você verá essa semana. Se karma é real, então é perfeitamente demonstrado por esta filmagem – estrelada por um urso, um caiaque e uma mulher cada vez mais desesperada e chateada.

Mary Maley, do sudeste do Alasca, se deparou com o animal enquanto fazia uma viagem de caiaque de 170 quilômetros de Ketchikan a Petersburg, no extremo sul do estado americano.

Lógico, essa não é uma visão agradável para a maioria das pessoas normais. Preparada para se defender do urso, ela tira um spray de pimenta para mantê-lo afastado. Mas comete um erro terrível antes: o provoca.

O incidente com o urso

“Obrigado por deixar meu caiaque em paz”, Mary grita para o urso conforme ele se aproxima, do lado de fora de uma cabine do Serviço Florestal dos EUA em Berg Bay. “Eu vou espirrar spray de pimenta na sua cara agora”.

Há uma importante lição aqui: nunca revele sua estratégia e suas fraquezas a um urso. O animal, presumivelmente irritado pela explosão de líquido pungente fedorento, decidiu se vingar e começou a destruir a coisa que Mary aparentemente mais amava na vida: seu caiaque.

E aí começa a choradeira mais engraçada que já presenciei na vida. Se você entende inglês, prepare-se para rir. Se não, assista mesmo assim que vale a pena. Abaixo, você confere os “melhores momentos” da tentativa falha de Mary de racionalizar com um… urso.

Por que, ó céus, por quê?

“Por que você está fazendo isso?”, ela grita, tentando argumentar com a massa fofa de músculos, dentes e garras que está comendo seu caiaque.

“Por que você está quebrando meu caiaque?”, apela, não desistindo de tirar uma explicação do urso, que certamente não tinha nenhum senso de misericórdia.

Quando essa linha de argumentos falha, Mary volta-se para as leis da natureza, perguntando por que o urso está perambulando por aí no final de setembro, quando “deveria estar dormindo” (hibernando). “Por favor, pare de quebrar minhas coisas!”, continua implorando.

Misericórdia e natureza não deram certo, então Mary muda de tática mais uma vez e passa a sugerir que o urso não tem vantagens por comer o caiaque. “Não é nem mesmo comida! Nem sequer tem gosto bom!”.

Para mim, a parte mais divertida do vídeo é a quantidade de “bear” (“urso”, em inglês) que ela fala. Todo o tempo, ela se refere diretamente ao urso como “urso” – talvez se ela tivesse aprendido seu nome, a criatura poderia ter se sentido mais inclinada a de fato deixar seu caiaque em paz.

Pobre Mary

De acordo com uma matéria do Alaska Daily News, Mary foi forçada a nadar até um barco à vela nas proximidades, pegando uma carona de volta para a cidade de Wrangell para reparar seu caiaque danificado.

O urso, presumivelmente, está agora adormecido, com a barriga cheia de deliciosos plásticos. [TheVerge]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

4 comentários

  • SamantaMM.:

    è engraçado mas essa mulher tem algum problema sério mas ainda desconhecido, pois nada nesse vídeo faz sentido.

  • Lucas Alves:

    Eu acho que o urso não sabe falar inglês…

    • Marcelo Ribeiro:

      “Bear! Bear!”

  • Cesar Grossmann:

    Patético. Ainda bem que o prejuízo foi só material, ursos podem fazer coisas horríveis com as pessoas…

Deixe seu comentário!