O LHC já encontrou algum buraco negro?

Por , em 7.04.2011

Desde 2008, o Grande Colisor de Hádrons (Large Hadron Collider – LHC), o maior acelerador de partículas do mundo, está ativo. Seu principal objetivo é obter dados sobre colisões de feixes de partículas.

Muitos teóricos tinham esperança de que o colisor, baseado perto de Genebra, na Suíça, criasse buracos negros em miniatura, de curta duração.

Esses buracos negros não constituiriam uma ameaça a Terra, mas forneceriam evidências de hipotéticas dimensões que poderiam estar fora do mundo 3D que os seres humanos normalmente experimentam.

Se essas dimensões existissem, os grávitons, partículas que transmitem a força da gravidade, poderiam vazar para elas, oferecendo uma explicação muito necessária do por que a gravidade é muito mais fraca do que as outras forças.

Nas altas energias criadas no interior do LHC, porém, a colisão de prótons pode ser afetada mesmo por grávitons das dimensões extras, fazendo com que a gravidade seja forte o suficiente para criar buracos negros. Até agora, porém, eles não têm surgido.

No interior do LHC, os buracos negros produziriam um excesso de partículas de alta energia em ângulo reto com o feixe de prótons. No entanto, os pesquisadores afirmam não ter visto esse sinal até o momento. Isto exclui o surgimento de buracos negros em miniatura com energias entre 3,5 e 4,5 trilhões de elétron volts ou TeV.

Isso não significa que é impossível existir outras dimensões. Mas os novos resultados excluem algumas variações na hipótese de dimensões extras. Se elas existem, são mais difíceis de detectar do que se pensava anteriormente, uma restrição importante que os teóricos terão de respeitar. Ainda assim, a busca vai continuar normalmente. [NewScientist]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

8 comentários

  • Luan:

    creio eu que se eles achassem uma nova dimensão dependendo da estranheza que encontrarem nela, eles não nos avisariam, pelo menos, não agora.

  • Anônimo:

    Em minha opinião não existem dimensões extra. A quarta dimensão (o tempo)nem é medido em metros.

  • Lucimar Bunn:

    Seria bem interessante se realmente fosse comprovado a existência de um “multiverso”. ehehe. Só poderiamos imaginar dimensões onde tudo é diferente: uma Dimensão onde escapou toda a anti-matéria que não existe aqui. Ou seria a matéria escura na verdade a gravidade de estrelas de outras dimensões interferindo no nosso. heheh. Ou quem sabe algo como versões nossas com decisões diferentes.
    Algo que só se limita a nossa imaginação mesmo

  • Rodrigo Paim:

    Pessoal fala como se nunca tivesse errado…

    Ok, foi vacilo da autora por não ter percebido antes de lançar a matéria, mas dêem um tempo também, afe,

  • Youth:

    so dinheiro gastoo…

  • Wilian:

    Se essa máquina vai achar ou criar buraco negro eu não sei…mas… olhe bem no centro da foto… num parece peCUliarmente um outro tipo de “buraco”…

  • Evandro:

    Graviton já foi descoeberto? Pensei que até agora fosse apenas uma esperança, que econtrariam com o LHC. E agora falam como se fosse um fato e detectáveis…

  • Alberto Fukuji:

    Seria bem interessante se realmente fosse comprovado a existência de um “multiverso”. ehehe. Só poderiamos imaginar dimensões onde tudo é diferente: uma Dimensão onde escapou toda a anti-matéria que não existe aqui. Ou seria a matéria escura na verdade a gravidade de estrelas de outras dimensões interferindo no nosso. heheh. Ou quem sabe algo como versões nossas com decisões diferentes.
    Algo que só se limita a nossa imaginação mesmo.

Deixe seu comentário!