Carro gera energia a partir de buracos na pista, economiza combustível

Por , em 12.02.2009

Uma equipe de alunos da graduação do famoso MIT (Instituto Tecnológico de Massachusetts) inventou o GenShock, um amortecedor que consegue produzir energia elétrica. Quando o carro equipado com a invenção passa sobre um buraco, lombada ou outra irregularidade o amortecedor faz com que o carro não sinta um choque tão grande. A força produzida para amortecer o carro se transforma em eletricidade.

Shakeel Avadhani, um veterano que participou do projeto, e seus colegas de equipe, afirmam que podem aumentar o rendimento do combustível em até 10% com o uso de seu equipamento. “Nosso ‘público-alvo’ são fabricantes de veículos pesados, como ônibus e caminhões”.

De acordo com os estudantes, a idéia surgiu de um estudo que eles fizeram para descobrir onde a energia, nos automóveis, estava sendo desperdiçada.

Então eles começaram a alugar carros, ônibus e caminhões de diferentes modelos, analisando seus amortecedores e quantificando a energia desperdiçada. Assim que obtiveram os dados, desenvolveram protótipos que coletassem e armazenassem essa energia, para uso em outras áreas do automóvel.

Em seus testes, os estudantes perceberam que em um caminhão com 6 amortecedores, a energia gerada era equivalente a 1kW – o suficiente para neutralizar a carga de um alternador grande, usado em veículos desse porte. Com menos peso, menos combustível é necessário.

Eles calculam que, uma companhia grande que precise usar bastante o serviço de transporte, como o Wal-Mart americano, poderia economizar 13 milhões de dólares por ano em combustível, se usassem o equipamento.

Você acha que essa é a melhor invenção para ser utilizada nas estradas brasileiras, ou mais uma desculpa para os nossos governantes continuarem evitando tapar os buracos? [MIT]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

10 comentários

  • Luis Mendes:

    Só acho que um carro no Brasil usando isso iria economizar uns 50% de combustível 😛

  • jef:

    galera pelo que entendi isso não é uma discussão politica e sim um protótipo bem interiçante e vocês deveriam estar discutindo o funcionamento desse dispositivo e sugerindo outras formas de usar essa energia ou adaptar mecanismos nos amortecedores convencionais. estou visando desenvolver pesquisa nessa areá e os parâmetros de ondulações das estradas dos EUA é claro que sera diferente do Brasileiro, mas o que temos que pensar é na existência de um protótipo viável em amortecedores conversacionais para o impacto de manutenção e adaptação dos carros seja rápido e barato isso é possível sem o mercenarismo das empresas que só visam lucrar. (Engenharia elétrica)

  • Vovô 78…:

    Com tantas lombadas e com tantos buracos… Não vamos nem precisar de gasolina!!

  • denilson:

    Citação anterior do wilsonr:
    “mas com um presidente que só sabe mexer com torno, como é que ele vai entender isto?”

    Não se iluda com “papéis” que medem o grau de intelectualidade de uma pessoa ou presidente. O anterior ao presidente que “só sabe mexer com torno” é doutor em Ciências Políticas pela Universidade de São Paulo (USP) (1961) e, a convite do francês Alain de Touraine, fez estudos de pós-graduação na Universidade de Paris além de ter trabalhado e lecionado em vários intitutos pela américa latina e europa e mesmo com todo esse conhecimento, nem por isso fez um bom governo.

  • Linky:

    Depende do valor né, pois um jogo de amortecedores comum não é barato não, imagina o valor destes, mais a taxa de importação.
    Muito interessante a invenção, mas inviável em nosso país, pois como dito, nossas estradas são cheias de buracos o que tornaria manutenção deste inviável.

    Quem sabe equipar este amortecedor no carro a Hidrogênio, compense, pois o gasto seria praticamente com manutenção e não com combustível e energia.

    Até lá, vamos desempenando rodas, trocando amortecedores, setores de direção e pagando uma gasolina cara que tem 50% de seu valor como repasse de tributos.

  • Gilberto Vasconcelos de Almeida:

    Acredito ser esta uma das mais significativas inovacoes para veiculos. Nao so’ eliminaria o alternador como tambem a correia que sempre quebra nas horas mais inconvenientes. No Brasil seria super eficiente,pois alem dos buracos,temos a irregularidade dos pavimentos e as malditas lombadas!

  • wilsonr:

    people, please!!!
    50% do custo do combustível brasileiro é imposto!
    se os nossos governantes não fossem tão fominhas e tão burros, eles perceberiam que aumentando o custo do transporte, mesmo o de automóveis, já que a maioria dos negócios, dependem do carro, para ser feitos, aumentam, tambem, todo o resto.
    ou seja.
    se o nosso governo, fosse como o americano, e nós pagassemos, no máx. 15% de impostos, a economia giraria mais, venderia-se mais, e isto geraria mais emprego, e isto giraria mais a economia….
    ou seja. isto geraria o círculo Virtuoso da economia
    mas com um presidente que só sabe mexer com torno, como é que ele vai entender isto.

  • André:

    Brasil rumando para se tornar a potência energética do futuro!!!! Depois do biodiesel e do pré-sal, o buraco na estrada!!! (Ou seria antes?)

  • jordano santos cerqueira:

    Sniff por que o brasil não possui um MIT tbm… Nossos centros de pesquiza (se é que pode ser chamado assim) estão sucateados… Nosso incentivo aos jovens cientistas praticamente inexistente.
    Mas um dia isto irá mudar…

  • Thiago:

    “Você acha que essa é a melhor invenção para ser utilizada nas estradas brasileiras, ou mais uma desculpa para os nossos governantes continuarem evitando tapar os buracos?”

    Infelizmente, os dois.

    Porém, ótima invenção, com certeza daria certo por aqui, mas não para as montadoras e sim para os cosumidores finais! hehehe ^^

Deixe seu comentário!