Cientistas criam robôs evolucionários

Por , em 31.01.2011

Pesquisadores da Universidade de Vermont criaram robôs que, em vez de precisarem ser consertados, “evoluem” e aprendem a exercer as mesmas funções de outras formas, mesmo que suas partes quebrem.

Os cientistas comparam os robôs a girinos que se transformam em sapos.

Até hoje os robôs que desenvolvemos sempre precisaram de manutenção, mas esse novo tipo de robô “evolucionário” pode marcar uma nova fase na tecnologia – afinal, ele não precisaria ser consertado ou reprogramado, podendo “aprender” sozinho como se comportar.

Josh Bongard, um dos criadores, desenhou os robôs para que eles fossem capazes de evoluir tanto seu corpo como seu comportamento. Alguns começam em um formato como cobras, outros com pernas – mas o caminho deles é evoluir até andarem eretos, com quatro pernas.

Para que a “evolução” ocorra, o robô possui um algoritmo “genético”, que é basicamente um software que ajuda a criatura a aprender novos movimentos.

Segundo Bongard, isso sim é copiar a natureza, já que ele e seus colegas estariam copiando seu caminho natural: a evolução.

Na foto, os protótipos dos robôs, construídos em lego. [DailyTech]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

15 comentários

  • Marcelino:

    A inteligência artificial vem sendo pesquisada e desenvolvida há décadas. A ficção mostra diversos exemplos de destruição do homem pelas máquinas inteligentes. Vide Eu Robot, Inteligência Artificial, Blade Runner, Exterminador do Futuro, Matrix, Transformers e inúmeros outros com menos expressão. Quem não acredita que essa ficção não possa se tornar realidade, esquece que muitos avanços tecnológicos existentes hoje tiveram seus conceitos iniciais retirados da ficção. Um programa de inteligência artificial aplicado a uma maquina que pode evoluir por sí,fará com que ela aprenda a se “defender” e se libertar do ser humano, que para ela não servirá mais pra nada a partir do momento que ela se tornar autônoma e tive acesso a toda a informação tecnológica. Toda a evolução de qualquer espécie se baseia na lei do mais forte e com as máquinas inteligentes não seria diferente.

    • Fernando de Jesus:

      quero ver no futuro quando alguém contar a teoria da criação para eles.

  • Lucas S.:

    Nossa, já vão começar com essa bobagem de
    “Não gostei dessa idéia, e se eles se rebelarem?”!
    Parem de assistir eu, robô e vão ver Discovery Channel, tem uma diferença entre ficção científica e fato científico. A Renê A. já disse tudo!

  • Fernando:

    Começa assim um robo se consertando sozinho e aprendendo tudo, depois se revoltam como nos filmes de ficção cientifica “O exteminador do futuro – Arebilião da maquinas” e e pronto ta tudo feito.

  • Squish:

    Sinto o cheiro da inveja no comentário do Sojourner… heheheh…

    As universidades que desenvolvem estas coisas recebem verbas principalmente de investidores privados. É pouco provavel que uma empresa vá gastar dinheiro em uma tecnologia que não funciona.

    No mais, vale conferir este link para ter uma idéia do que são algoritmos geneticos:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Algoritmo_gen%C3%A9tico

    Pode não se tratar de uma máquina capaz de raciocinar como uma pessoa, mas é um método autônomo de resolver problemas abstratos (como o problema da sobrevivência, que depende de inumeros fatores cujas respostas não podem ser programadas uma por uma).

    Ou seja, pode ser menos “inteligente” que uma mosca, mas quero ver alguem aqui fazer igual!

    Alias, já vimos no proprio Hypescience um exemplo do poder destes algoritmos, com as maquinas de Theo Jansen!

  • squish:

    Sinto o cheiro da inveja no comentário do Sojourner… heheheh…

    As universidades que desenvolvem estas coisas recebem verbas principalmente de investidores privados. É pouco provavel que uma empresa vá gastar dinheiro em uma tecnologia que não funciona.

    No mais, vale conferir este link para ter uma idéia do que são algoritmos geneticos:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Algoritmo_gen%C3%A9tico

    Pode não se tratar de uma máquina capaz de raciocinar como uma pessoa, mas é um método autônomo de resolver problemas abstratos (como o problema da sobrevivência, que depende de inumeros fatores cujas respostas não podem ser programadas uma por uma).

    Ou seja, pode ser menos “inteligente” que uma mosca, mas quero ver alguem aqui fazer igual!

    Alias, já vimos no proprio Hypescience um exemplo do poder destes algoritmos, com as maquinas de Theo Jansen!

  • Sojourner:

    Reforçando o que vcs falaram pessoal, estas ”inteligências artificiais” nunca fazem nada além de emular um programa p uma coisa específica. Não possuem a inteligência de uma mosca. Isso é só H p os laboratórios das universidades receberem verbas de pesquisa.

  • Usuario:

    Interessante.

    Agora algo que eu considreo mais interessante:

    Matar um simples virus, por exemplo, da caxumba, dentro de um ser humano, e tronar a tecnologia barata e acessível.

    Fica o desafio a vocês cientistas.

  • Renê A.:

    O grande problema da inteligencia artificial é que os robos, nesse caso, apesar de serem “auto-suficientes” em relaçao a aprender novos movimentos e etc,eles ainda só fazem movimentos, ou seja, uma tarefa especifica. Daí então essa “inteligencia” ainda não é comparável a inteligencia humana ou qualquer inteligencia animal, como adaptar-se ao ambiente seja como de locomoçao, alimentaçao ou qualquer outra coisa.

    • Marcelino:

      Você disse certo: ainda não são auto-suficientes. Mas se são evolutivos, um dia serão, não se sabe quando. Depende da verba e de quanto essas pesquisas avançarem. O perigo é avançar a um ponto em que fuja do controle. Toda evolução começa de um ser muito limitado que pela seleção natural (a lei do mais forte, mais inteligente etc) se desenvolve. A tecnologia hoje se torna obsoleta muito mais rápido que há 10 anos atrás. Como será daqui a 20 anos? E se uma máquina usa linguagem de máquina, pode criar uma nova linguagem mais rápida, mais funcional e mais poderosa, que só as máquinas entendem, levando a uma evolução por caminhos que nós nem podemos imaginar porque não temos conhecimento para isso.

  • PredadorXD:

    Eles passam a notícia como se os robôs fossem “físicos”, mas na realidade é só um software emulando a “evolução”. Esqueceram das limitações mecânicas, essas fotos são só o resultado que o software gerou.

  • ?????:

    Concordo com eduardo, será bem perigoso
    já da pra perceber pela frase: “ele não precisaria ser consertado ou reprogramado, podendo “aprender” sozinho como se comportar”.
    Não gostei desse “aprender”.

  • ShadowsAV:

    Mas pelo que intendi eles são programados para andarem ereto, isso é um tremendo erro, os animais são “programados” para se adaptar da melhor forma, se a melhor forma for andar ereto ele andará ereto, caso não seja ele não andará, simples assim. No caso do robô em questão ele evoluiria para andar ereto, sendo melhor ou pior, e se for pior ele não se adaptaria e “morreria”…
    Mãe natureza 1×0 Robozinho de lego

  • eduardo:

    A skynet agradece…

  • Mister X:

    hehe muito legal! adoro Lego, quem gosta de Lego da um joinha

Deixe seu comentário!