8 cobras gulosas que comeram mais do que conseguiam digerir

Por , em 9.07.2015

Na semana passada, mostramos aqui no HypeScience a história de uma cobra que se empolgou demais na hora da janta e acabou comendo um porco-espinho enorme. Não se sabe ao certo se foi a glutonice da cobra que a matou ou se foi algum impacto, mas o fato é que ela foi encontrada sem vida e com o bicho espinhoso inteiro dentro dela, ainda não digerido.

Se você, como eu, se identificou com essa clássica história de “olho maior que a barriga”, saiba que não estamos sozinhos. Abaixo, listamos mais oito histórias de serpentes que vacilaram e acabaram abocanhando mais do que podiam mastigar – literalmente.

8. Píton come uma ovelha grávida

cobras gulosas
Um cordeiro fresco para o jantar pode soar como uma refeição possível para uma píton de 5,5 metros de comprimento, mas talvez esta esfomeada devesse ter esperado que sua presa desse à luz.

Em 2006, bombeiros na aldeia malaia de Kampung Jabor foram chamados para retirar a cobra inchada de uma estrada. O réptil tinha engolido uma ovelha grávida inteira e estava muito cheia para deslizar para longe dali e digerir sua refeição tamanho família. Ser capturada provavelmente estressou a píton, que eventualmente regurgitou a ovelha morta.

Encantador, não é? Se prepare que essa foi só a primeira história.

7. Píton estoura depois de comer jacaré

cobras gulosas 7
Infelizmente para esta píton birmanesa de 4 metros, que habitava o parque nacional de Everglades, na Flórida, Estados Unidos, comer um inimigo não foi a melhor ideia do mundo.

Pesquisadores da vida selvagem do South Florida Natural Resources Center encontraram a cobra morta e decapitada em outubro de 2005 depois de, aparentemente, ter tentado digerir um jacaré-americano de 2 metros de comprimento. O jacaré morto e quase intacto foi encontrado saindo de um buraco na barriga do píton. Pedaços de pele do jacaré foram encontrados no trato gastrointestinal da cobra.

A descoberta nojenta sugere que a última refeição da cobra pode ter sido simplesmente demais para ela.

6. Cobra luta por presa e é devorada

cobras gulosas 6
Neste vídeo, divulgado pelo portal da revista “National Geographic”, uma píton – sim, sempre elas – tenta roubar o rato de outra. Ao invés de se contentar com o roedor, ela acaba mudando de ideia e decide aderir ao canibalismo e comer o outro réptil.

5. Píton morre depois de tentar engolir um gato de estimação

cobras gulosas 5
Uma enorme píton foi morta quando tentou engolir um gato de estimação de uma só vez. Tiger, o gatinho muito amado por sua família, morreu quando uma píton-ametista (Morelia amethistina) tentou comê-lo. Os proprietários do felino só descobriram o seu trágico destino quando o viram saindo do corpo em decomposição da cobra.

Francis Bakvis, o dono, ficou horrorizado quando deu de cara com seu gato de 16 anos de idade dentro do estômago da cobra morta. Ele descobriu a píton inchada em seu jardim depois de perceber um mau cheiro vindo do local. Não foi até que ele tentou mover a cobra que percebeu onde seu amado bichinho de estimação, que tinha desaparecido há três dias, tinha ido parar.

4. Píton come cervo adulto em sua última refeição

cobras gulosas 4
Nesta foto de 2011, fornecida pelo Distrito de Gerenciamento de Água do Sul da Flórida, trabalhadores são mostrados segurando uma píton birmanesa de quase 5 metros de comprimento que foi capturada e morta no Parque Nacional de Everglades, na Flórida – um lugar que parece ter muitas cobras gulosas, como estamos vendo. A píton tinha consumido recentemente uma cervo fêmea adulta de aproximadamente 35 quilos.

O réptil era um dos maiores já encontrados no sul da Flórida.

3. Centopeia consegue sair de serpente depois de ser comida viva

cobras gulosas 2
Em 2013, uma jovem víbora foi encontrada morta com a cabeça de uma centopeia projetando-se do seu corpo. Ljiljana Tomovic, uma herpetologista sérvia, estava estudando cobras na Macedônia quando fez a descoberta marcante. Embora mais curta em comprimento, a presa (Scolopendra cingulata) tinha uma massa de 4,8 gramas, maior do que os 4,2 gramas da fêmea de víbora-cornuda (Vipera ammodytes).

A descoberta foi feita em 14 de maio de 2013. “Não podemos descartar a possibilidade de que a cobra havia engolido a centopeia viva, e que, paradoxalmente, a presa tenha comido o corpo da serpente, quase atingindo sua liberdade”, relatou a cientista. A dissecação mostrou que apenas a parede abdominal da cobra permaneceu, sendo que a centopeia causou danos a órgãos internos da cobra quimicamente ou mecanicamente. Quando encontrada, a centopeia ocupava todo o volume do corpo da cobra.

A víbora e centopeia foram encontradas na ilha de Golem Grad, que também é conhecida como “Ilha das Cobras”.

2. Cobra engole cobertor elétrico

cobras gulosas 3
Foi necessário fazer uma cirurgia para salvar a cobra de 3,5 metros que resolveu se aquecer por dentro com uma refeição nada convencional: um cobertor elétrico queen-size, incluindo o cabo elétrico e a caixa de controle. A fiação do cobertor estava estendida por cerca de 2,5 metros do trato digestivo do réptil de 27 kg.

O cobertor provavelmente acabou enroscado no coelho que era o real jantar da cobra. O proprietário Karl Beznoska contou que mantinha o cobertor na jaula de sua serpente para manter o animal aquecido, porque répteis não podem gerar seu próprio calor corpóreo.

1. Serpente morre depois de não conseguir digerir porco

cobras gulosas 1
Neil McDougall, residente da cidade australiana de Julatten, estava à procura de cogumelos em sua propriedade quando descobriu uma píton de 4,5 metros morta. O animal estava com o abdômen muito distendido, indicando que tinha comido algo muito grande. Um especialista disse a McDougall que a cobra muito provavelmente morreu ao ter seu intestino perfurado talvez pelo pé de um wallaby ou de um porco pequeno. [Oddee]

Bônus: Cobra morre de indigestão após engolir um porco-espinho

cobra piton come porco espinho 2

Veja os detalhes aqui.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!