Elon Musk propõe viagens baratas para qualquer lugar do planeta em, no máximo, uma hora

Por , em 29.09.2017

Em uma conferência da indústria espacial, o CEO da SpaceX, Elon Musk, revelou uma ideia que, se realmente for posta em prática, pode ser incrível: usar seu sistema de foguete interplanetário para viagens de longa distância na Terra.

A conferência foi focada nos planos da companhia para viajar para a lua e para Marte, mas Musk terminou sua palestra fazendo uma demonstração de um conceito que permitiria que os passageiros chegassem a “qualquer lugar da Terra em menos de uma hora”, por aproximadamente o mesmo preço de uma passagem de avião na classe econômica.

Londres a Nova York em 29 minutos

Musk propôs usar o próximo megafoguete do SpaceX, cujo codinome é “Big Fucking Rocket” ou BFR, para levantar uma nave espacial maciça em órbita ao redor do planeta. A nave se instalaria em blocos de pouso flutuantes próximos às principais cidades.

Tanto o novo foguete quanto a nave espacial são atualmente teóricos, embora Musk tenha dito que espera começar a construção do foguete nos próximos seis a nove meses.

No vídeo da SpaceX que ilustra a ideia, os passageiros são levados em um grande barco de uma doca em Nova York para uma plataforma de lançamento flutuante na água. Lá, embarcam no mesmo foguete que Musk quer usar para enviar humanos para Marte até 2024.

Mas, em vez de dirigir-se para outro planeta, uma vez que deixa a atmosfera terrestre, a nave se separa do foguete e parte em direção a outra cidade – Xangai. Apenas 39 minutos e cerca de 11.897 quilômetros mais tarde, a nave toca outra plataforma flutuante chinesa, da mesma forma que a SpaceX pousa seus foguetes Falcon 9 no mar.

Outras rotas propostas no vídeo incluem Hong Kong para Cingapura em 22 minutos, Londres para Dubai ou Nova York em 29 minutos, e Los Angeles para Toronto em 24 minutos.

Um belo conceito

O método proposto de viagem seria, de longe, o mais rápido já criado pela humanidade. Em seu auge, a nave seria capaz de chegar a uma velocidade de 27.000 quilômetros por hora, o que é mais do que uma ordem de magnitude mais rápida do que o avião comercial supersônico de passageiros Concorde.

Musk apresentou o conceito no final de seu discurso, então não entrou em detalhes quando se trata da logística envolvendo essa proposta.

Usando os números que ele mostrou anteriormente na conversa ao descrever a capacidade da nave em relação à lua e Marte, podemos estimar que essas viagens poderiam levar entre 80 e 200 pessoas entre cidades.

Mas existem diversas questões que Musk não abordou, como a fatia do mercado de viagens aéreas que a SpaceX pretende ocupar, como essas viagens seriam regulamentadas, ou mesmo quando a companhia gostaria de tentar tal feito.

Potenciais problemas

Um dado importante que precisaria ser discutido é como seria a experiência do passageiro. O pensamento de explodir em um foguete para o espaço é emocionante, assim como o potencial de adicionar momentos “sem gravidade” à sua viagem a Londres ou a qualquer outro lugar.

Mas tudo isso causa bastante tensão no corpo das pessoas, e será que elas realmente estão dispostas a passar por algum estresse para tirar algumas horas de sua viagem?

Além disso, o maior problema no momento é provavelmente o da aterrissagem. Apesar dos ocasionais atritos, os aviões pousam com muito sucesso. Já a SpaceX explodiu muitos foguetes até chegar no mesmo patamar.

Musk começou seu discurso anunciando como 16 de seus Falcon 9 pousaram com sucesso em sequência, mas existe uma diferença entre a aterrisagem de um impulsionador de foguete sem passageiros e uma nave cheia deles. Teremos que esperar pelos próximos pronunciamentos do CEO para saber como tais questões seriam solucionadas. [TheVerge]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (14 votos, média: 4,79 de 5)

Deixe seu comentário!