Robô origami anda, nada e, quando termina uma tarefa, se autodestrói sem deixar rastros

Por , em 2.06.2015

Não contente com a criação de robôs guepardos que podem correr e saltar sobre obstáculos a velocidades espantosas, os pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) desenvolveram outro incrível minúsculo robô origami que pode se dobrar, caminhar, nadar e até destruir a si mesmo quando não for mais necessário.

Está bom para você?

Eu ainda estou em choque. Na mesma hora que vi esse vídeo, comecei a pensar em uma lista de aplicações possíveis para essa tecnologia, mas a primeira coisa que me veio em mente foi: JÁ PENSOU QUE MÁGICO ISSO AÍ PARA DESENTUPIR PIAS E PRIVADAS? (Ainda que eu tenho 99,99999% de certeza de que os pesquisadores do MIT estão sendo um pouco mais ambiciosos com essa invenção fantástica).

Como você pode ver no vídeo, o robô pode abrir espaços entre muitos objetos:

Do que esse robô é feito?

O pequeno robô origami é feito a partir de um ímã e pedaços de PVC dobrados entre camadas de isopor ou papel, sem a necessidade de cabos ou fios amarrados de qualquer espécie.

Quando a estrutura plana é aquecida, as camadas de PVC se dobram em uma forma pré-definida envolvida em torno de um ímã. Esse ímã de neodímio cúbico preso dentro do robô dobrado na verdade serve como um motor. Quando exposto a um campo magnético oscilante externo, ele começa a vibrar no interior. Graças ao design do robô minúsculo quando dobrado, ele é realmente capaz de andar, nadar e fazer coisas incríveis com suas perninhas. O robô é até capaz de flutuar quando o campo magnético externo for suficientemente forte.

Sem despedidas

Quando realiza com êxito uma missão, o robô pode se dirigir para um tanque de acetona, onde tudo, menos o ímã, se dissolve completamente, deixando pouca evidência de sua presença.

Os cientistas esperam que essa criação seja uma ferramenta valiosa para espiões, uma vez que é possível adicionar sensores úteis de energia a bordo.

Se o robô origami ficar ainda menor, também vai poder ser dirigido no interior do corpo humano, executando tarefas médicas antes de chegar no estômago, onde o organismo iria naturalmente digeri-lo. [Gizmodo]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!