O dia que Gangnam Style “quebrou” o contador de visualizações do YouTube

Por , em 5.12.2014

Quando Gangnam Style foi lançado, em 2012, e espalhou mais que fogo em palha seca pelo mundo inteiro, eu fiquei chocada por dois motivos. Primeiro porque como uma música que ninguém entende a letra poderia virar um vício MUNDIAL quase que da noite para o dia? E segundo que nunca na minha existência imaginei que uma música em COREANO estaria tocando nas rádios brasileiras – e entre as mais pedidas.

Mas a adesão das rádios brasileiras – e de todo o mundo – não foi nada perto do que aconteceu na internet.

Quebrou a internet

O vídeo da música Gangnam Style, do cantor sul-coreano Psy, ultrapassou o limite de vistas do YouTube, o que levou o site a ter que atualizar o contador. Isso beira ao inacreditável. Até porque… Se você parar para pensar, nunca ninguém tinha se perguntado até que número ia o contador de visualizações do YouTube. Hoje, graças ao Gangnam Style, a gente sabe: 2.147.483.647 – que foi quando começou a bugar tudo. Até esse momento, o contador era em 32 bits, que é uma unidade usada para representar dados em arquitetura de computadores. Isto significa que o número máximo de visualizações que ele poderia alcançar era de 2.147.483.647.

Sim. Esse vídeo foi visto mais de 2.147.483.647 vezes.

O ritmo vicia? As pessoas queriam aprender a coreografia? O non-sense do clipe é divertido demais para ver sozinho? Não sei qual é a resposta exata, mas me parece que todos esses fatores – e mais alguns vários – têm uma boa parcela de culpa nesse sucesso praticamente unânime, e que rende a esse clipe o título de VÍDEO MAIS VISTO DO MUNDO.

Não é pra qualquer um.

Youtube, toma uma providência, poxa

Calma. A providência já foi tomada. O YouTube já refez o algoritmo, e agora o limite máximo de visualização é de (PRE-PA-RA): 9.223.372.036.854.775.808. Ou seja: mais de nove quintilhões de views.

Espera. Como se diz 9.223.372.036.854.775.808?

Assim, ó: nove quintilhões, 223 quatrilhões, 372 trilhões, 36 bilhões, 854 milhões, 775 mil, 808.

Partiu quebrar esse número também?

Isso é o que a gente pode chamar de fenômeno. [BBC]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

1 comentário

Deixe seu comentário!