Google agora inventa robôs

Por , em 17.12.2013

Os carros robóticos do Google foram apenas o começo. A gigante das buscas está adquirindo novas tecnologias robóticas a todo o vapor – foram oito empresas de robôs compradas pela Google em apenas seis meses. No último final de semana, a Google anunciou sua mais nova compra, a empresa de engenharia Boston Dynamics, famosa pelo desenvolvimento de humanoides e robôs que imitam o movimento de animais com grande velocidade e precisão.

No canal do Youtube da Boston Dynamics, você pode conferir vídeos impressionantes dos novos robôs da Google em ação. Um dos mais impressionantes é o Wildcat, um robô capaz de trotar e galopar em grande velocidade como um cavalo. Esse robô foi um dos projetos encomendados pela Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa Norte-Americana (DARPA).

O BigDog é um robô quadrúpede inspirado em um cachorro. Já pensou em ter um desses de estimação? Esse foi mais um robô encomendado pela DARPA, então sabemos que ele provavelmente terá outra função para os EUA.

A velocidade do robô Cheetah impressiona. Ele atinge até 45 km/h.

E que tal o Petman, um robô com forma humana que tem capacidade de realizar movimentos perfeitos?

Corrida robótica?

Mas, afinal, porque a Google está tão interessada em robôs? De acordo com a empresa, o empreendimento faz parte de um ambicioso projeto de longo prazo, e, em curto prazo, será lançada uma série de produtos de robótica. A real utilização dos robôs pela empresa ainda é um mistério.

Entre as outras aquisições recentes da Google, está a japonesa Schaft, fabricante de robôs humanoides em tamanho natural, e as norte-americanas Meka e Redwood Robotics, que desenvolvem pequenos robôs humanoides e robôs industriais. A empresa também comprou a Industrial Perception of Palo Alto, que desenvolve softwares de visão robótica e o par Bot & Dolly e Autofuss, que trabalham juntas para criar efeitos de movimento em vídeos. Para fechar a lista, está a empresa de produção robótica Holomni of Mountain View.

A Google não está sozinha nessa “corrida robótica”. No ano passado, a Amazon comprou a empresa Kiva Systems – uma fabricante de robôs de rodas que irá simplificar a coleta de produtos em seus gigantes armazéns – por cerca de R$ 1,7 bilhões. A Apple investiu aproximadamente R$ 24 bilhões na fabricação de robôs avançados.

Muitas possibilidades

A combinação de tecnologias que a Google está adquirindo não aponta, necessariamente, para algum tipo de robô que está sendo desenvolvido, de acordo com Chris Melhuish, diretor do Laboratório de Robótica de Bristol, no Reino Unido. “A Google está comprando muita tecnologia de base. Comprar um fabricante de humanoides não significa que a empresa vai produzir humanoides. Um humanoide é apenas uma forma de robô. Essas tecnologias podem ser usadas para qualquer coisa, desde a produção de uma cama inteligente até uma cadeira de rodas robótica que preste assistência a pessoas idosas”.

Já Will Jackson, da empresa Engineered Arts, no Reino Unido, acredita que a Google vai usar sua experiência em ferramentas de buscas para permitir que as pessoas encontrem informações mais rapidamente em locais como shoppings e aeroportos, com o auxílio de robôs humanoides.

Os novos movimentos da Google indicam que a indústria robótica está mudando e se transformando em um setor de tecnologia dinâmica. [NewScientist/IDGNOW]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

5 comentários

  • Fellipe de Oliveira Souza:

    Estilo filme Elysium.

  • franklucca:

    Penso que a principio a ideia seja desenvolver robos que facilitem a vida humana. Imagino robos atuando na industria, agricultura, construção e todas as areas. Inicialmente a venda destes robos vai proporcionar capital para uma empreitada ainda maior: O uso de robos para colonizar o Sistema Solar e o espaço proximo. Seria muito mais facil colonizar Marte por exemplo se tivessemos robos que construissem abrigos, plantações, industrias e tudo que fosse necessario para colonização humana. Uma vantagem é que sempre é possivel mandar robos aos mais longinquos rincões do espaço é ir no planeta escolhido somente quando tudo estiver pronto. Outra vantagem e que chegaremos a um ponto que robos contruirão outros robos dando prosseguimento a missões de colonização de varios sistemas ao mesmo tempo. Quem viver verá

  • JOTAGAR:

    A matrix começa a ganhar forma….

  • Tibulace:

    Espero mesmo, dentro de uns vinte anos, poder comprar um robô humanóide, um faz tudo doméstico, produzido em larga escala, por alguma empresa como a Sony, por exemplo, com preço semelhante ao de um carro médio.

    • ediwanuerj .:

      e se o google disser que a lógica dele é inegável?

Deixe seu comentário!