Menino chinês encontra espada de 3 mil anos por acidente

Por , em 11.09.2014

Uma criança na província de Jiangsu, no leste da China, teve um golpe de sorte depois entrar em um rio e se deparar com uma espada de bronze de 3 mil anos.

De acordo com o Departamento de Relíquias Culturais de Gaoyou, Yang Junxi, um menino de 11 anos de idade, descobriu a espada enferrujada em 2 de julho, quando estava brincando perto do rio Laozhoulin, no distrito de Linze.

Enquanto lavava as mãos na água, Yang tocou a ponta de algo duro e tirou a espada de metal. Ele a levou para casa e deu a seu pai, Yang Jinhai. Ao ouvir a notícia, curiosos começaram a aparecer na casa de Yang. “Algumas pessoas até ofereceram preços elevados para comprar a espada, mas eu senti que seria ilegal vender uma relíquia cultural”, disse Jinhai.

Depois de considerar as suas opções, o pai mandou a espada para o Departamento de Relíquias Culturais de Gaoyou que, com uma equipe de peritos, começou a identificar características da espada, como material, comprimento, forma e outros fatores importantes. As identificações iniciais descobriram que a espada amarelada de 26 centímetros pode ser datada de mais de 3 mil anos atrás, na época das dinastias Shang e Zhou, disse Lyu Zhiwei, chefe do departamento.

“Não há nenhum padrão característico ou decorativo na requintada espada de bronze. Feita em um momento de produtividade relativamente baixa, o seu proprietário teria sido um homem capaz, com a qualificação para ter tal artefato”, explica Lyu. “A espada curta parece ser um símbolo de status de um funcionário civil. Ela tem funções tanto decorativas quanto práticas, mas não tem a forma de uma espada para oficiais militares”.

Este é o segundo artefato de bronze encontrado na região depois de um instrumento ter sido escavado nas proximidades do distrito de Sanduo.

A espada foi encontrada no rio Laozhoulin, no qual têm sido realizadas várias dragagens recentemente, o que pode ter feito com que a espada fosse trazida do fundo do rio, explica Lyu. Ele ainda acrescentou que o governo municipal preparou mais uma escavação arqueológica nas áreas próximas.

O departamento de relíquias e museu municipal da cidade de Gaoyou enviaram certificados e bônus para o menino e seu pai, por suas ações de proteção e por terem doado a relíquia cultural. [Xinhuanet, BBC News]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

1 comentário

Deixe seu comentário!