Não consegue dormir bem? Solidão pode ser a culpada

Segundo um novo estudo, sentir-se isolado e desconectado das pessoas ao seu redor pode impedir que você tenha uma boa noite de sono, mesmo que você não estiver ciente disso.

A pesquisa sugere que pessoas que se sentem solitárias tendem a experimentar mais agitação noturna e interrupções do que seus colegas mais bem ajustados.

Em parte, isso pode explicar por que a solidão tem sido associada com problemas de saúde como pressão alta, doenças cardíacas e depressão.

“Em experimentos de laboratório, quando as pessoas são intencionalmente acordadas várias vezes, isso parece ter efeitos sobre seu metabolismo. A sensibilidade à insulina cai, quase sugerindo que um sono ruim poderia colocá-los em maior risco de diabetes tipo 2, por exemplo”, explica a pesquisadora Lianne Kurina, professora de epidemiologia na Universidade de Chicago, EUA.

No estudo, a ligação entre solidão e interrupções de sono persistiu mesmo após os pesquisadores levarem em conta estado civil e tamanho de família.

Isso ressalta uma importante distinção entre a solidão e o isolamento social: a quantidade de pessoas que sentem solidão, em última análise, depende de como elas percebem sua situação social, e não da situação por si só.

“Pode haver pessoas com muitas conexões sociais que se sentem terrivelmente solitárias, e, por outro lado, há pessoas com relativamente pequenas redes sociais que se dão muito bem”, diz Kurina. “Diferentes pessoas têm diferentes necessidades em termos de relacionamentos – e é o espaço entre o que você quer e o que você tem que pode se transformar em solidão”.

Os 95 participantes do estudo tinham fortes conexões sociais, e faziam parte de uma comunidade muito unida, rural, em South Dakota, EUA. No entanto, mesmo pequenas diferenças em seus graus de solidão tiveram um impacto sobre seu sono.

Os participantes relataram quantas vezes sentiam a falta de companheirismo, se sentiam deixados de fora, ou isolados dos outros, etc. Os pesquisadores usaram essas respostas para criar uma escala de solidão padrão.

Então, por uma semana, os participantes usaram um dispositivo de pulso à noite que registrava o movimento do corpo e a perturbação do sono.

Cada aumento de um ponto na escala de solidão foi associado com um aumento de 8% em perturbações do sono e inquietação, mesmo quando os cientistas controlaram para idade, sexo, índice de massa corporal, distúrbio respiratório conhecido como apneia do sono, e emoções negativas como depressão, ansiedade e estresse.

A solidão não pareceu influenciar a qualidade do sono ou sonolência diurna, no entanto. Mais pesquisas serão necessárias para determinar se estas perturbações de baixo nível podem ter efeitos sobre a saúde, semelhantes aos observados em experimentos quando os voluntários são acordados, mas parece plausível que as consequências de saúde sejam comparáveis.

Segundo os pesquisadores, faz sentido que alguém que se sente sozinho e vulnerável possa acordar mais facilmente durante a noite, já que os primeiros seres humanos podem ter evoluído esta tendência para se proteger contra ameaças em potencial.

Mesmo agora, sentimentos de solidão podem ser saudáveis, pois eles podem encorajar os seres humanos a fazer conexões sociais. No entanto, problemas podem surgir se a solidão se tornar crônica.

“As pessoas muito solitárias, que sentem isso há um bom tempo, podem começar a esperar rejeição, até o ponto onde se torna uma profecia autorrealizável”, diz Kurina. Por esta razão, não é sempre útil dizer a alguém que se sente isolado e inseguro para apenas fazer amigos, arrumar um animal de estimação, ou procurar um amor.

Então, o que um coração solitário deve fazer?

Começar a reconstruir suas relações sociais de uma forma emocionalmente segura. “Envolver-se em situações onde você não está, necessariamente, esperando que as pessoas lhe ‘deem’ algo, mas onde você é o que dá – como voluntariado, ou reuniões de interesse comum, como grupos de leitura”, diz a pesquisadora. “Aos poucos, você começará a ver o mundo – e seus relacionamentos – de uma forma mais positiva”.[CNN]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

27 respostas para “Não consegue dormir bem? Solidão pode ser a culpada”

  1. A um tempo atrás uma paciente minha(sou psicoanalista) me disse que passou toda a vida até os 22 anos solitária, sem nenhuma relação de amizade nem relacionamento com ninguém, simplesmente porque morava numa comunidade infestada pelo Funk e outras culturas locais, ela se formou, começou a trabalhar e saiu da comunidade… Logo em seguida explodiu em relações de todo tipo… Essa história é só pra ilustrar como que a famosa frase ´´Antes só do que mal acompanhado“ pode ser bem aplicada pois, a tendência de sua personalidade não cabia naquele meio, fazendo com que ela ficasse isolada…
    Isso infelizmente acontece muito, e não adianta ter amizade virtual não, tem que olhar no olho, fico vendo gente aqui no site que praticamente comenta em todos os posts, demonstrando total falta de relações pessoais verdadeiras(ao vivo)… Tem que se libertar e enfrentar o mundo, buscar sua verdade… Fica a dica!

  2. Faz muito sentido essa pesquisa… lendo isto, me lembrei do filme Taxi Driver, com Robert DeNiro, que demonstra muito bem como a solidão destroi a mente e o corpo de uma pessoa. Inclusive, o cara sofria com insônia crônica no filme.
    Recomendo muito esse filme, para quem quiser entender os efeitos danosos da solidão na mente humana.

  3. Independente de qualquer explicação,eu gosto de ficar sozinho,trabalho como motorista em uma mineradora e acho que é como (o)(a) Laender disse,são muitas pessoas que trabalham, e tem gente de todo o Brasil e até do exterior com os mais variados costumes,daí não vejo a hora de chegar o fim do meu turno pra ficar um bom tempo só.

  4. Solidão faz bem para a saúde. Viver uma boa parte do dia em solidão é saudável. Experimente trabalhar o dia inteiro ao lado de pessoas de todo tipo e a tarde ir para casa onde ninguém vai mais te perturbar ou te encher o saco. Ah, é bom demais! Por isto que namorar é tão gostoso e casamento, tão tormentoso.Por que pessoas namoram dez ou mais anos e quando casam não ficam juntas nem um ano! Solidão é a melhor opção e recomendo. Quem discordar é porque não sabe o que é conviver com outro ser humano num mesmo ambiente 24 horas por dia. Tente e depois me conte!

    • Laender, acho que vc se enganou em parte. Se alguém namora, não está na solidão, pois tem alguém para se distrair, conversar e passar os dias, não há solidão nisso. Pelo que entendi, vc recomenda “momentos” para ficar sozinho, o que realmente é muito saudável e todos precisam. A solidão verdadeira é aquela em que vc não tem namorada(o) e nem amigos de verdade por perto. Essa solidão é penosa, angustiante (falo porque esse sentimento sempre me persegue)!!!
      Não recomende isso pra ninguém não!!!

    • Tem que ser com black sabbah. tem outras versões mas só serve essa

    • |————0–0——————————|
      |.———–0–0———–0—————.–|
      |————0–0———0——0————-|
      |.——–4–5–4——-4——4—7——–.–|
      |——7————7-5——5—————–|
      |—-0—————————————–|

    • Precisava sim, pois quem saberia dos “problemas de saúde como pressão alta, doenças cardíacas e depressão.” E a diabetes tipo 2 seriam devido a solidão e sua relação com o sono? É aquela velha história, quem quer falar mal fala, não pensa nem no que ta falando…

    • Aloisi,

      não precisa de pesquisa pra saber que a solidão é uma das grandes causadoras de alguns dos males que atingem a sociedade. Ou como vc acha que a depressão se agrava, e os suicídios ocorrem, por exemplo???? A solidão fomenta muita coisa ruim. Posso falar por mim, mas não pelo Jonatas (embora ache que ele pensa a mesma coisa), quando digo que é “descoberta do século”; uma boa dose de observação é suficiente para se chegar a tal conclusão. Apenas penso que há pesquisas mais importantes que precisam realmente ser feitas. Em vez de gastar pra chegar a essa conclusão, eles deveriam ter se ocupado em apresentar à sociedade maneiras de como incluir o próximo em nossas relações sociais.

  5. ““As pessoas muito solitárias, que sentem isso há um bom tempo, podem começar a esperar rejeição, até o ponto onde se torna uma profecia autorrealizável”, diz Kurina. Por esta razão, não é sempre útil dizer a alguém que se sente isolado e inseguro para apenas fazer amigos, arrumar um animal de estimação, ou procurar um amor.”

    Concordo. Muita gente se isola por não gostar de pessoas mesmo (conheço muita gente assim), que tem jeito para relações sociais mas opta por não tê-las. Existem diversos motivos, mas as pessoas devem lembrar que nem todo mundo que não tem amigos é assim. Muita gente é extremamente tímida, algumas podem até ter certa disfunção psicológica em relação a isso, e conselhos como “Vai lá, faz amizade, é bobeira isso” não ajudam em nada. Apenas fazem a pessoa se sentir pior, porque ela QUER ter amigos, mas sua insegurança, seu medo, não permitem. E as pessoas que tem facilidade, não deviam fazer “pouco caso” de algo tão difícil pelo qual muitas pessoas passam. Por isso se voluntariar parece mesmo ser uma ótima opção, para quem tem essas inseguranças. Aos poucos a pessoa vai aprendendo a se reintegrar, a falar com as pessoas, e ainda por cima ajudando. Quem quer ajudar sempre tem um impulso mais forte, chamem do que quiserem, Deus, natureza, universo… Mas quem está a favor de fazer o bem ao próximo sempre recebe uma força. Ações movidas por amor curam mesmo!

    • Parabéns Dexter!! Concordo contigo!! Muitas vezes o mundo ao nosso redor é tão podre que muitos não querem se relacionar, e esses que não se relacionam facilmente são desprezados e se fecham cada vez mais. É como dizia Roger Waters no álbum The Wall, sobre o isolamento.

    • Na coréia do Norte se a pessoa espirra errado ela morre, eles são doentes, não da pra comparar.

  6. Em um mundo cada vez mais competitivo, demanda do capitalismo, que faz com que amizades fiquem em segundo plano, que define família como algo supérfluo, além de ser frágil independentemente de qualquer posição pessoal, a solidão torna-se inevitável.

    Cabe a cada um de nós adaptarmo-nos a ela, gradativamente, e não alimentar o vício da sociabilidade. Esta é a minha filosofia particular de vida.

    Relações sociais, saudáveis apenas quando em função da educação e dotrabalho.

Deixe uma resposta