Quer licença maternidade e paternidade ilimitada? Vá trabalhar para a Netflix

Por , em 5.08.2015

A Netflix anunciou uma nova política empresarial que deve ser um verdadeiro sonho para seus funcionários: licença de maternidade e paternidade ilimitada.

Não é brincadeira. Poucas horas depois de bater um recorde para alta do preço de suas ações, a companhia mostrou que seu sucesso pode ter muito a ver com o fato de se importar com seus empregados.

Sem preocupações com licença maternidade

Enquanto a maioria das mães costuma enfrentar problemas (e muitas vezes preconceito) para conseguir uma licença maternidade rápida, e os pais têm pouquíssimos dias para aproveitar seus recém-nascidos, a Netflix vai na contramão dessa tendência e garante que todos os seus funcionários tenham até um ano para fazer o que quiserem depois de ganharem um bebê.

De acordo com a chefa do escritório de talento da empresa, Tawni Cranz, a Netflix trabalha duro para “promover uma cultura de liberdade e responsabilidade” a fim de que seus funcionários tomem suas próprias decisões.

“Com isto em mente, hoje estamos introduzindo uma política de licença ilimitada para novos pais e mães, que lhes permita tirar o máximo de tempo que quiserem durante o primeiro ano após o nascimento ou adoção de uma criança”, afima Cranz. “Queremos que os funcionários tenham a flexibilidade e confiança para equilibrar as necessidades de suas famílias sem se preocupar com trabalho ou finanças”.

Flexibilidade

Os novos papais e mamães podem voltar a trabalhar parcialmente ou em tempo integral quando quiserem, e também podem voltar a trabalhar e parar de novo, conforme necessário.

“Nós vamos continuar a pagar seus salários normalmente, eliminando a dor de cabeça. Cada funcionário deve descobrir o que é melhor para eles e suas famílias e, em seguida, combinar com seus gerentes a cobertura de seus serviços durante suas ausências”, explica Cranz.

Decisão financeira boa

Muitas empresas devem estar pensando que o pessoal da Netflix endoidou e que esta é uma decisão péssima de negócios.

Muito pelo contrário. O que a Netflix fez foi perceber que, para continuar a ser uma companhia competitiva no mercado, precisa manter os indivíduos mais talentosos em sua folha de pagamentos.

As experiências e pesquisas mostram que as pessoas têm melhor desempenho no trabalho quando não estão preocupadas com questões domésticas. A nova política quer apoiar os empregados durante as mudanças em suas vidas, para que eles voltem às suas funções mais focados e dedicados.

Este é um marco vantajoso para os trabalhadores. Já passou o tempo em que as pessoas queriam se matar em seus empregos. Agora, elas buscam um melhor equilíbrio entre vida profissional e pessoal, e a decisão da Netflix é um lembrete de que a empresa está em sintonia com a necessidade de seus funcionários, e quer que eles fiquem – e deem seu melhor. [TechCrunch]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!