O segredo para uma criança bem comportada: dormir todo dia no mesmo horário

Por , em 16.10.2013

Um novo estudo indica que as crianças que não possuem um horário regular para dormir se comportam pior do que as crianças que vão dormir na mesma hora todas as noites.

Pesquisadores britânicos descobriram que tanto as mães quanto os professores de crianças de 7 anos de idade consideraram que aquelas que não têm um horário regular para dormir são as mais hiperativas. Além disso, elas também receberam as críticas de terem mais problemas sociais, emocionais e de comportamento em comparação com outras crianças que sempre vão para a cama na mesma hora.

Os resultados revelaram que o comportamento só tende a piorar com o passar do tempo: crianças que ficam mais anos sem horário fixo para dormir apresentam comportamentos mais desafiadores no decorrer da adolescência. Mas a boa notícia é que a simples mudança para um determinado momento de dormir já foi o suficiente para melhorar visivelmente o comportamento das crianças.

“Este é um estudo muito bem feito que, em muitos aspectos, reafirma o que já sabemos sobre a falta de sono”, comenta Carolyn D’Ambrosio, diretora do Centro de Sono no Centro Médico Tufts e do Hospital para Crianças em Boston, que não estava envolvida na pesquisa.

De acordo com D’Ambrosio, os resultados mostram claramente uma associação entre o comportando melhor das crianças e um horário de dormir regular. O estudo foi publicado online na segunda-feira, 14 de outubro, na revista “Pediatrics”.

Os pesquisadores analisaram dados de mais de 10 mil crianças inscritas no Estudo Cohort do Milênio, uma pesquisa a longo prazo que envolve bebês nascidos no Reino Unido em 2001 e 2002. Quando as crianças tinham idades entre 3, 5 e 7 anos, as mães preencheram questionários descrevendo se a criança possuía uma hora regular para dormir nos dias de semana durante o ano letivo, e qual era esse horário de dormir.

Além disso, as mães e os professores avaliaram o comportamento das crianças maiores, de 7 anos, classificando seu comportamento, as relações com os colegas, suas atitudes emocionais e níveis de hiperatividade. Os pesquisadores descobriram que cerca de 9% das crianças dessa idade não tinham um horário regular para dormir.

Ter um horário de sono irregular causou um maior efeito sobre o comportamento das crianças. No entanto, os pequenos que iam dormir regularmente muito tarde também apresentaram tendência a se comportarem mal.

D’Ambrosio lembra que os resultados do estudo reforçam o argumento de que é necessário estabelecer uma hora de dormir rigorosa para as crianças, uma vez que a pesquisa envolveu um grande número de crianças e levou em consideração seu comportamento avaliado em três diferentes idades.

“Quando as pessoas estão privadas de sono, elas ficam mais mal humoradas, com um temperamento mais difícil e seus processos fisiológicos normais não são tão afinados assim”, afirma D’Ambrosio. E isso vale para crianças e adultos.

“As crianças não admitem que estão cansadas, elas geralmente agem ao contrário dos adultos, e tendem a apresentar um comportamento hiperativo”, comenta. De fato, o estudo constatou que uma hora de dormir pouco rigorosa teve a maior influência sobre os níveis de hiperatividade das crianças, a julgar por suas mães e professores. Segundo a pesquisadora, a falta de sono também aparece no desempenho escolar de uma criança, no seu mau humor, em hábitos alimentares, assim como em questões comportamentais.

Ter rotinas noturnas e um horário regular para dormir acrescenta estrutura e consistência à programação cotidiana de uma criança. “Uma hora de dormir imposta ajuda as crianças a funcionarem no seu melhor no dia seguinte, além de auxiliá-las a manterem uma quantidade regular de sono. Crianças com idades entre 5 e 7 anos precisam de 10 a 12 horas por noite”, conta.

Isso significa dormir o suficiente para passar por todos os estágios do sono, que possui funções importantes para a regulação do organismo. Por exemplo, o sono profundo auxilia as pessoas a acordarem se sentindo revigoradas, enquanto o sono REM (“Rapid Eye Movement”, ou movimento rápido dos olhos) ajuda a melhorar as habilidades de memória. Os momentos em que se passa de olhos fechados também são fundamentais para as crianças porque seus cérebros jovens ainda estão em desenvolvimento.

D’Ambrosio aconselha os pais a iniciar cedo o processo de definir uma hora de dormir fixa na vida da criança. Este processo envolve informá-la quando o momento de ir para a cama está chegando e dar início às suas rotinas noturnas, como escovar os dentes, tomar banho, colocar o pijama, ler uma história e já preparar o ambiente para o sono, como escurecer as luzes e permitir que as crianças recebam um objeto de conforto, como um bicho de pelúcia, ao mesmo tempo limitando distrações estimulantes, tais como televisão ou iPad.

“Escolha uma hora de dormir que funciona para você e sua família”, recomenda D’Ambrosio. “Pode não dar certo todas as noites, mas continue tentando”. A pesquisadora também sugere que os pais estabeleçam horários de dormir consistentes para seus filhos, mesmo nos fins de semana e durante as férias de verão. Afinal, ressalta, “o sono é uma das coisas mais importantes que você pode fazer para melhorar a saúde e o comportamento de uma criança”. [Live Science]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!