O Sol é azul em Marte– assista o vídeo

Por , em 26.12.2010

A sonda da Nasa que está em Marte, a Opportunity, capturou um incrível pôr do Sol no planeta. E, ao contrário do que esperamos, o Sol no planeta vermelho brilha em um tom de azul.

As paisagens desérticas e vermelhas de Marte fazem com que nós imaginemos o sol brilhando, também, com um tom avermelhado. Mas é justamente devido à areia vermelha de Marte que o Sol fica com um brilho azulado.

Na terra, quando a luz atinge as partículas do ar, ela se divide, liberando a luz que chega para nós, que estamos no solo, com a cor azul, explicando o tom do nosso céu.

Quando nós olhamos para o sol, no entanto, as ondas de luz se separam de forma diferente, e percebemos o astro como amarelo.

Em Marte o oposto acontece: a poeira vermelha da atmosfera do planeta faz com que a luz vermelha seja separada, então quem olha para o céu vê uma atmosfera vermelha. No entanto as ondas vermelhas são filtradas na direção do Sol, deixando apenas o brilho azul, que é a outra “ponta” do espectro de cores. Aqueles que estiverem em Marte e olharem para o Sol verão a estrela azul.

Confira o vídeo:


[io9]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (7 votos, média: 4,86 de 5)

33 comentários

  • Lucas Santos:

    alguém sabe o nome dessa musica que toca no video ? se souberem me respondão por favor https://www.facebook.com/profile.php?id=100002338737221&ref=tn_tnmn

  • Diego Silva:

    Poxa achei muito bacana que criem otimos teletransportes para vermos o por do SOl nas duas versões em versão original em em BLURAY rsrsrs sacou badum tss … kkkk

  • Angelo Di Santo Neto:

    realmente diferente, não obstante a terra é mil vezes mais bela e um milhão de vezes menos cuidada como deveria, qualquer deserto da terra é bilhôes de vezes melhor que o solo de marte

  • The Solar System:

    Lindo o sol azul, mas prefiro ele amarelinho mesmo 🙂

  • Adail Medeiros:

    e assim, cada dia mais fico sabendo de que nada sei

  • Victória:

    Para muitas pessoas isto é complicado,porem tecnicamente marte não é exatamente vermelha e o sol não é azul ou feito apenas de amarelo.O modo como vemos eles tem haver com com ondas de luz curtas e longas.As curtas dão cor do céu e as longas do solo.Mas temos que admitir que deve ser magnifico poder ver isto!

  • carmem oliveira:

    ate outro dia o planeta era todo vermelho como que o sol e azul

    • Daniela:

      Não é Marte que é Azul, o planeta continua vermelho…
      É que se você estivesse dentro de Marte, você veria o Sol azul.

  • icaro:

    será que cada brilho das estrelas simboliza um ciclo, vamos pensar nisso.

  • claudiomir dornelels:

    eu concordo com o comentario do tony amorim.e acrecento ainda,se o céu é azul devido as´propriedades das particulas de ar em nosso planeta,e azul em marte,devido as propriedades da coloração da superfície do planeta,então o tom amarelado do sol na verdade pode ser influencia de outro possível aspecto do genero.digamos…sabemos que raios solares são brancos,e por isso acredito então que na verdade o sol não seria amarelo,ou mesmo vermelho.ele na verdade poderia ter outra cor.

  • Eduardo:

    Ok, Sr. “Marciano”. Mas com toda a inteligência que você alega ter, escrever no arcaico idioma português do planeta habitado por humanos com cérebro de amebas é algo que você não sabe, né?

    Porque você está aqui na Terra? Foi expulso do seu planeta por ser considerado burro por lá?

    Pega o seu celular (ou sei lá, faz uma ligação telepática pra lá, caso celular seja atrasado no seu mundo) e a avisa pro teu pessoal que nós estamos chegando por lá! Manda preparar o que vocês têm de melhor para nos receber. Somos visitas!

  • Rodrigo Paim:

    OK, grandes descoberta científica …

    Estou mais preocupado em quando iremos para lá, não que cor o sol tem lá.

  • Eu:

    Ai…um sonho…quem sabe um dia…poderemos pisar lá…ai,ai

  • aracisouza:

    este por do sol em marte, e tão belo quanto na terra, a unica deferença é a falta de nuves, mais mesmo assim e belissimo, o universo tem coisas fantásticas que aos poucos o homem vai descobrindo, e revelando para que todos nos passamos desfrutar de tais imagens.é fantastico.

  • Zito Machona:

    Ainda alguma vaga no onibus espacial discovery? eu quero passar por la!

  • Camila:

    é simplismente uma das coisas mais lindas que já vi e que gostaria de vivenciar um dia.

  • Juliana Garcia:

    As estrelas diferem na sua massa, composição e brilho absoluto (não o brilho aparente, que varia com a sua distância ao ponto de observação). Porem sua composição química(como o tipo de núcleo, ou os elementos gasosos que compõe sua parte externa)contribuem para sua classificação.
    As estrelas são definidas por classificação alfabética, dependendo de sua massa, gravidade, radiação e componentes químicos etc. Anãs brancas são os restos de uma supernova que conservou seu núcleo sólido, Anãs marrons são astros sub-estelares e brilham em vermelho porque são quentes, Supernovas são estrelas que entraram em colápso e ejetaram suas camadas externas no universo.

  • clarice:

    magnífico…adorei…

  • Manuel:

    Deus nao vai deixar destruirmos outro planeta com nossa arrogancia. Arrependam-se todos!!!!

  • marciano:

    e assim mesmo
    eu sou de la posso dizer
    que todos os fins de tarde fica assim
    seus humanos vcs nunca teram a nossa inteligencia
    nois macianos somos os maiores da via lactea
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Tony Amorim:

    E gostaria de saber a cor, como vista do espaço mesmo! Como nos telescópios em órbita, sem considerar a interferência das atmosferas planetárias, as quais, com certeza variam de mundo em mundo.

  • Tony Amorim:

    A questão é um pouco mais complicada que parece, se eles consideram o sol “uma estrela amarela”, mas os raios solares são brancos, que verdadeira cor teriam então os de uma assim chamada supernova? e o que seria nestes termos, uma estrela “anã branca”, ou “anã marrom”? e os raios de uma anã vermelha seriam mesmo vermelhos? Só queria saber que base de comparação eles usam pra afirmar que determinada estrela tem essa ou aquela cor. Suponho, mas não tenho certeza, que os cientistas se referem a uma “maior porcentagem” de cor, uma “cor predominante”. Então, não é tão simples assim… os termos são imprecisos demais desse jeito, isso acaba sendo uma linguagem que só eles falam.

  • Jhonatan Otto:

    Será que ninguém nunca ouviu falar que na verdade os raios solares são brancos…?…..ou Seja…eles contém todas as cores….a mudança de cor para nossa retina, deve se dar pela atmosfera de determinado ambiente….

  • Tony Amorim:

    A propósito, o vídeo é muito bonito mesmo!

  • Tony Amorim:

    O que nos leva a uma outra questão: será que, do espaço, o sol é realmente “amarelo”? Aprendemos no ensino médio aquela velha ladainha: “O sol é uma estrela amarela de quinta grandeza” será mesmo? Eles realmente sabem o que estão dizendo? É por isso que senso crítico nunca é demais…

  • Tony Amorim:

    Realmente, isso fiquei sabendo agora, agradeço ao pessoal do site pelo artigo interessante.

  • anonimo:

    Estranho!com tanto tempo de vida e ainda nao há ninguém morando lá?
    As pessoas, daqui a uns 10 mil anos morando em marte, irao conhecer a terra somente por vídeos e fotos.

  • Carlos – Rj.:

    Somos sim, “bebes” no espaco, mais em breve “estaremos” lá vendo o sol ao vivo e a cores, pois sem a menor sombra de dúvida, o destino do homem é a conquista do espaco, como fizeram os antigos navegadores ao povoarem o “novo continente”.

  • ana paula camoesas:

    Interessante,mas inconclusivo

  • Agar Clans:

    Obviamente, Fernanda, que não descobriram somente agora. A questão é que cada instrução para os hovers tem que ser calculada. Tanto em termos de custos quanto em termos de energia utilizada por cada tarefa.
    Estando agora, muito além da sua vida útil, cabe registrar outros dados que não estavam computados e/ou programados na missão original.
    Realmente, não passamos de bebês ingênuos. Progrediremos muito mais rápido no dia em que não formos arrogantes e dicotômicos como somos agora.

  • Fernanda Andrade:

    Lindo isso, mas descobriram algo tão banal só agora? Isso só prova que, se tratando de conhecimento científico, não passamos de simples bebês ingênuos.

  • lucas:

    lindo demais, queria poder ver eu mesmo com meus olhos de marte, deve ser uma grande experiencia.

  • Christian Paz:

    Fantástico !

Deixe seu comentário!