Bodybuilders têm músculos de “menor qualidade”, diz novo estudo

Por , em 6.10.2015

De acordo com um novo estudo da Universidade Metropolitana de Manchester, no Reino Unido, um grama do músculo de fisiculturistas produz menos força do que uma grama do músculo de não fisiculturistas.

Isso parece indicar que a “qualidade muscular” é menor nos chamados “bodybuilders” do que em pessoas com músculos de um tamanho normal.

Ressalvas

O principal cientista do estudo, Hans Degens, admite que ficou surpreendido com os resultados, e que mais pesquisas precisam confirmar essa suposição antes de falarmos absolutamente que os músculos marombados são mais fracos.

Mas, com certeza, algo está acontecendo aí.

“Parece que o crescimento muscular excessivo pode ter efeitos prejudiciais sobre a qualidade do músculo, e as pessoas podem estar melhores com músculos de tamanho normal do que com músculos grandes, metabolicamente mais exigentes”, disse Degens em entrevista ao jornal britânico The Telegraph.

Tipos de força

Degens explica que o torna os fisiculturistas fortes é a sua massa. Eles têm tanta massa que isso ajuda a compensar a fraqueza grama-a-grama dos músculos. Isso explica por que eles conseguem levantar pesos enormes.

No entanto, sua equipe descobriu que atletas de atividades intensas, tais como velocistas, que não levantam pesos, têm mais força em cada grama de músculo quando comparado com os fisiculturistas.

As descobertas foram publicadas na revista científica Experimental Physiology.

O estudo sobre fisiculturistas

Os pesquisadores coletaram amostras musculares das coxas de doze fisiculturistas do sexo masculino, de seis atletas de intensidade como corredores de velocidade, e de quatorze homens fisicamente ativos, mas que não levantavam peso.

As fibras musculares individuais foram isoladas e testadas para determinar o quão rápido e com que força contraíam. Os resultados destas experiências permitiram que os cientistas fizessem uma avaliação da qualidade do músculo.

Em contraste com os fisiculturistas, atletas de intensidade pareciam ter um melhor nível de qualidade muscular.

Isso parece mostrar que o método de treinamento tem um impacto na qualidade do músculo, mas os cientistas ainda não sabem explicar por quê.

Proteínas

Por enquanto, a equipe só tem teorias.

“Nós não tivemos nenhuma indicação de que as proteínas gerando força — proteínas musculares-motoras — funcionam menos em fisiculturistas, mas pode ser que eles tenham menos proteínas por grama de músculo”, sugere Degens.

Como um próximo passo, seria interessante ver que aspecto do treinamento dos fisiculturistas causa esta diminuição na qualidade muscular, de acordo com os pesquisadores. [BigThink, Telegraph]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 4,00 de 5)

3 comentários

  • SamantaMM.:

    Isso não era difícil de perceber, pois esses caras bombados, na verdade inchados, são muito desengonçados, nem me surpreende.

    • EvandroJGC:

      Cê não entendeu. Eles são mais fortes, sim. Apesar de cada grama muscular ser mais fraca, eles têm maior quantidade delas, compensando isso.

  • Jussara Gonzo:

    Já sabia disso há tempos…

Deixe seu comentário!