Primeiro encontro: estudo revela que tipo de parceiros homens e mulheres preferem

Para os homens heterossexuais, as mulheres que são “agradáveis” no primeiro encontro também são “atraentes”, mas o mesmo não é verdade para as mulheres.

“Embora os padrões de namoro tenham mudado ao longo dos anos, o comportamento estereotipado de gênero persiste no campo dos encontros”, explica a autora principal do novo estudo que analisou esse tipo de comportamento, Gurit E. Birnbaum.

“As mulheres devem ser mais carinhosas e preocupadas com os outros do que os homens. Espera-se dos homens, por outro lado, que tomem o controle do ambiente de namoro”, sugere Birnbaum, que é pesquisadora da Escola de Psicologia no Centro Interdisciplinar (IDC, na sigla em inglês) em Herzliya, Israel. Estudos anteriores também descobriram que, para os heterossexuais, qualidades típicas de gênero que se “encaixam” com o sexo biológico do parceiro ou parceira são geralmente atraentes.

Para entender melhor por que gentileza em uma estranha é um motivo de atração para os homens, mas não para mulheres, os pesquisadores recrutaram cerca de 100 heterossexuais, estudantes de uma universidade israelense, para cada uma das três etapas da pesquisa. Para a primeira parte, os alunos foram emparelhados aleatoriamente com outro do sexo oposto, em um ambiente de laboratório. Um deles foi solicitado a compartilhar uma história de uma dificuldade recente, como falhar em um teste, que os alunos, em seguida, falaram a respeito por cerca de cinco minutos.

A ciência do primeiro encontro

O contador de histórias posteriormente avaliou a capacidade do interlocutor de entender, validar e se importar com ele na conversa. Os contadores de histórias também avaliaram a “desejabilidade” e a masculinidade ou feminilidade sexual do parceiro.

Os homens afirmaram que uma estranha sensível também era mais feminina, mas as mulheres não associaram a sensibilidade com a masculinidade.

A segunda parte envolveu uma conversa semelhante entre estranhos em um cenário de bate-papo online, mas, neste caso, os voluntários foram convidados a revelar uma experiência negativa recente a um estranho do sexo oposto que na verdade respondia a pessoa baseado em um “roteiro” de respostas que mostravam que ele se importava ou não. Novamente, para os homens, mas não para as mulheres, uma parceira agradável foi percebida como mais feminina e também mais atraente.

A parte três foi construída sobre a parte dois, usando o mesmo cenário do chat online, mas acrescentando medidas de excitação sexual e desejo de um relacionamento de longo prazo. Para os homens, as parceiras mais sensíveis que pareciam mais femininas provocaram mais excitação sexual, bem como um maior desejo de um relacionamento longo.

Para os casais heterossexuais, um parceiro cujo sexo e gênero biológico têm marcadores alinhados – como uma mulher que tem qualidades femininas – pode ser mais atraente, explicam os autores. Gentileza faz parte das nossas expectativas sociais para a mulher, mas não para o homem. “Os homens também podem confundir simpatia e cuidado genuíno com interesse sexual”, observa Birnbaum.

“Nós ainda não sabemos por que as mulheres são menos sexualmente atraídas por estranhos sensíveis; isso pode não necessariamente ter a ver com ‘ser bom’, por si só “, afirma a pesquisadora. “Por exemplo, elas podem perceber esse parceiro como inadequadamente agradável e manipulador (tentando obter favores sexuais) ou como ansioso para agradar, e talvez até mesmo como desesperado e, portanto, menos sexualmente atraente”, especula.

Algumas mulheres podem gostar de homens sensíveis, e outras não, por isso, a tendência geral para as mulheres não é significativa, diz ela.

“Do meu ponto de vista, estes resultados nos dizem algo importante sobre os fatores que norteiam a atração inicial e como eles podem divergir entre homens e mulheres”, compara Justin Lehmiller, um educador sexual e pesquisador da Universidade de Purdue, em West Lafayette, Indiana, nos EUA.

As percepções de um homem para achar uma mulher agradável parecem simples, mas as percepções de uma mulher parecem mais complicadas, acredita Lehmiller, que não esteve envolvido no estudo.

“As mulheres não gostam de homens que não sejam agradáveis, mas apenas simpatia não parece ser tão importante para elas em um primeiro encontro”, afirma Eli J. Finkel, do Laboratório de Relações e Motivações da Universidade de Northwestern, em Chicago, nos EUA, que também não estava envolvido na nova pesquisa. “Talvez elas estejam focadas em outras variáveis​​, como o senso de humor, embora nós vamos precisar aguardar futuras pesquisas para saber com certeza”, exemplifica.

Não há nenhuma razão para pensar que estes resultados entre pessoas de 20 a 30 anos mudaria alguma coisa para pessoas com mais de 40, aponta Lehmiller. “É possível que os efeitos poderiam ser mais fortes para os homens mais velhos, uma vez que os adultos mais velhos têm opiniões mais tradicionais de gênero e, portanto, podem ser ainda mais sensíveis às sugestões de gênero”, imagina.

Mas os resultados podem, e provavelmente mudam, em um contexto diferente. Este estudo considerou apenas atração inicial entre estranhos. Em relacionamentos de longo prazo, a bondade e honestidade estão entre as características mais importantes. “Enquanto caras legais podem aparecer ‘em último’ neste cenário da pesquisa, eles na verdade terminam em primeiro no final”, compara Lehmiller. [Reuters]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

Uma resposta para “Primeiro encontro: estudo revela que tipo de parceiros homens e mulheres preferem”

Deixe uma resposta