Um misterioso satélite russo está fazendo algo suspeito no espaço

Por , em 29.08.2018

Os EUA expressaram preocupação de que um satélite russo esteja realizando atividades suspeitas em órbita.

A acusação pode ser puramente político-estratégica, no entanto, uma vez que especialistas do setor afirmaram ter dúvidas sobre quaisquer atividades misteriosas.

A alegação

No último 14 de agosto, durante a Conferência das Nações Unidas sobre Desarmamento na Suíça, a secretária do departamento do estado americano Yleem Poblete, do Bureau de Controle de Armas, Verificação e Conformidade, disse que o país estava “preocupado com o que parece ser um comportamento muito anormal” de um satélite russo.

Ela não confirmou sobre qual dispositivo estava se referindo, mas o portal IFLScience entende que se trata do satélite Kosmos-2519, lançado em 23 de junho de 2017.

Poblette disse que “as intenções russas com relação a este satélite não são claras e são obviamente um desenvolvimento muito inquietante”. Ainda destacou comentários anteriores do Comandante da Força Espacial da Rússia, que afirmou que a nação queria adicionar novos protótipos de armas à sua força espacial.

Também tem havido sugestões anteriores de que o presidente russo, Vladimir Putin, pretende construir tecnologia antissatélite. Relatórios indicam que a Rússia pode ter desenvolvido um míssil interceptador capaz de destruir um satélite em órbita.

Será?

A Rússia respondeu aos últimos comentários de Poblete chamando as declarações de “infundadas e caluniosas” à agência de notícias Reuters.

Não está totalmente claro o que os EUA pensam que o Kosmos-2519 está fazendo. Se a Rússia estivesse testando tecnologia antissatélite, poderia significar qualquer coisa, de lasers a micro-ondas.

No entanto, um especialista disse à IFLScience que duvida das alegações americanas. Poblete deve estar “principalmente buscando apoio para o financiamento espacial militar dos EUA”, misturado com uma pitada de paranoia.

Outro especialista do setor observou que a inteligência dos EUA provavelmente possui a tecnologia necessária para descobrir o que Kosmos-2519 está fazendo. Assim, as argumentações de que as atividades do satélite russo eram um mistério podem ter sido exageradas para fins políticos.

Estratégia?

O presidente Donald Trump há muito vem tentando convencer o congresso americano a criar uma Força Espacial como um sexto ramo das forças armadas nos EUA.

“O ambiente espacial mudou fundamentalmente na última geração”, disse o vice-presidente Mike Pence na semana passada na Virgínia. “O que antes era pacífico e incontestado agora está lotado e adversário. Hoje, outras nações estão tentando atrapalhar nossos sistemas baseados no espaço e desafiar a supremacia americana no espaço como nunca antes”.

Pence citou um teste de míssil antissatélite amplamente condenado da China em 2007 como um exemplo, embora tenha deixado de mencionar que os EUA realizaram um teste semelhante em 1985.

A acusação de Poblete também surge em um momento no qual a Rússia e a China pressionam por um tratado para evitar uma corrida armamentista no espaço, à qual os EUA se opõem há muito tempo. O comentário sugere que isso não mudará tão cedo. [IFLS]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (30 votos, média: 4,77 de 5)

1 comentário

  • Marco Antonio:

    Nada de novo até ai..
    nem a Rússia querendo armar o espaço nem os EUA boaldo com a Rússia e provavelmente fazendo o mesmo que eles…
    incrível a capacidade dos EUA serem “joão sem braço”

Deixe seu comentário!