O problema dos livros de auto-ajuda: O lado negativo de afirmações positivas

Publicado em 4.07.2009

auto ajuda

Em tempos de dúvida e incerteza, é comum que as pessoas procurem livros de auto-ajuda para procurar algum tipo de encorajamento e auto-afirmação. Estes livros usam frases positivas, como “sou uma pessoa amável” ou “vou ter sucesso”, como uma forma de melhorar a auto-estima do leitor e levá-las a ações positivas. Entretanto, um estudo mostra que estas frases podem, na verdade, ter o efeito contrário ao pretendido.

Os psicólogos Joanne Wood e John Lee, da Universidade de Waterloo, e Elaine Perunovic, da Uniersidade de New Brunswick, no Canadá, descobriram que pessoas com a auto-estima baixa se sentem piores depois de repetir frases de auto-afirmação positivas.

Os pesquisadores pediram aos participantes com auto-estima baixa e alta que repetissem a frase “eu sou uma pessoa amável”. Eles então mediram o humor dos participantes e a sua sensação momentânea sobre si mesma. Surpreendentemente, os pesquisadores descobriram que os participantes com a auto-estima baixa se sentiam piores depois de repetir a frase, e aqueles com a auto-estima alta se sentiam melhor – mas só um pouco.

Em outro estudo, os psicólogos fizeram com que os participantes listassem pensamentos negativos e positivos sobre si mesmos. Eles descobriram que os participantes que têm baixa auto-estima se sentem melhor quando podem ter pensamentos negativos, em vez de serem forçados a se concentrarem em pensamentos positivos.

Os psicólogos sugerem que pensamentos positivos fora da realidade, como “eu me aceito completamente”, podem causar pensamentos contraditórios em pessoas com a auto-estima baixa. Estes pensamentos negativos podem, assim, sobrepor os pensamentos positivos. Os pesquisadores concluem no estudo que “A repetição de frases auto-afirmativas podem beneficiar algumas pessoas, mas produzem efeitos negativos naquelas pessoas que mais precisam do benefício”. [Science Daily]

Autor: Eduardo Martins

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

14 Comentários

  1. Realmente, não adianta mentir para mente. Quando se faz uma afirmação de auto-ajuda, se você não crer no está dizendo, sua mente perceberá como mentira e aí o resultado esperado não virá.

    Thumb up 0
  2. _A questão é que situações pré estabelecidas determina o alvo, então as vezes escolhemos o mais fácil a atingir e é preciso ter olho clinico e ser bom avaliador para avançar, um bom livro de auto-ajuda pode desencadear um enredo em que a pessoa que já tem bons planos pode com empenho pessoal atingir um alvo desejado, já as pessoas que não possuem algo frutífero esse não pode chegar a lugar algum, e um bom livro deve primeiro ser enfático e realista, não alimentando em alguém falsas esperanças, ou mesmo objetivos vagos que são obtidos unicamente pela força da fé, que fica muito vago, o livro deve desenvolver uma atitude em que haja um investimento antes de querer os resultados essas atitudes são baseadas em mudanças de hábitos, do contrário se transforma no conto da carochinha, porque se apoia mais na possibilidade da sorte do que em algo palpável, hoje os tais livros de psicologia já na maioria absorveram bem esta questão, mas ainda existe alguns que velam o antigo costume de encorajamento que depois acabam em mais decepção,porque quando não se atinge um objetivo por meio de um esforço o que na realidade sobra é menos esperanças do que havia antes, e isso é fato, a situação favorável que há pra um pode faltar pro outro mas isso não é regra, as vezes um se sobressai em uma situação extremamente desfavorável, mas aquele que tem uma favorável a ele não colhe os frutos dela, por não jogar a bola da vez, ou seja dormir no ponto, isso é o que mostra atualmente uma boa parcela de livros de auto-ajuda que serve como conselho encorajador baseado no verdadeiro potencial existente naquela pessoa e nela especificamente, para abranger mais ainda os que estão as margens ou sem uma carta nas mangas por assim dizer, não possuem nada para criar uma alavancagem e garantir o sucesso este mesmo livro implanta o marketing isentiva mais usando outros meios os quais não pode garantir sucesso, mas sim injeção de ânimo para que a pessoa em questão busque algo em que ela possa se sobressair assim finaliza este livro lembrando que a fé em si mesmo é e sempre será junto com a própria capacidade forças juntadas para o melhor resultado, não adianta esta na fé mas sem qualquer esforço, porque toda a fé sem obras esta morta.

    Thumb up 1
  3. _Eu sou autor de um livro de AUTO-AJUDA, e acredito que O HS esta sendo infeliz com anuncio que acredito ser muito pessoal tal afirmação. E também sei que existem livros de auto-ajuda que são pura auto afirmação para que as pessoas recebam injeções de ânimo ao invés de ensinar a pessoas a moldar as palavras e ações, quando vejo uma crítica busco logo de cara os seus fundamentos, e todas elas nos levam a um senso comum, mas é preciso ter cuidado com o que ouvimos, pois nem tudo que reluz é ouro já bem diz este antigo ditado, eu não escrevi um livro na tentativa de ficar rico ou mesmo famoso pois não almejo esta glória pra mim, mas busquei no mais profundo argumento lógico pra criar um material passivo de teste.

    Thumb up 3
  4. E a explicação para isso parece nem ser tão difícil assim de ser encontrada.
    Se é dito à alguém que tal situação é fácil de ser enfrentada e resolvida, basta ter força de vontade e seguir alguns rituais, e isso dito por outro alguém que jura que funciona, porque já funcionou com ele. E esse alguém, mesmo seguindo tal recomendação, não obtém os resultados esperados, passa à se sentir ainda mais incapaz, por saber que tantos outros conseguiram e ele não.
    É necessário saber que uma solução que pode ser a ideal para alguém, necessariamente não será para outro alguém, e que, a forma de enfrentar e os caminhos para resolução, devem ser únicos, a partir do contexto de cada um e a partir da forma como cada um enxerga e enfrenta o mundo ao seu redor.
    Principalmente, tendo a noção que o primeiro passo para o enfrentamento das angústias mais profundas passa pelo autoconhecimento e pela mudança de visão de mundo e de si mesmo.

    Thumb up 1
  5. Os livros de auto ajuda, ajuda sim e muito …ao escritor q o escreveu. Como na historinha de q o caçador desarmado ao ver o leão faminto p\ devora~lo, fecha os olhos e ora c\ muita fé acreditando q se tornará invisivel pela fé, só q o leão já havia orado a Deus no romper do dia para q Esse lhe mandasse comida pois faziam 5 dias q ele ñ comia. Quem será q Deus ouviu? Claro q o Leão, ele pediu primeiro. O caçador deveria ter outra arma p\ emergencias. Por isso fico bem esperta c\ minhas escolhas, vai q … o leão chega primeiro e me pede a Deus, sou mais a minha arma e c\ fé claro!

    Thumb up 0
  6. Em minha opinião, o que faz um livro de autoajuda ser desprezível é a falta de explicações para afirmações(acredito que 99% são assim, e 1% desconheço, pois prefiro denominá-los de Ciência ‘formal’ ou ‘quase formal’). Só uma mente altamente bugada consegue processar algo beneficamente sem devidas explicações plausíveis…

    Thumb up 3
  7. De fato há um lado negativo nos livros de auto-ajuda, pois a vida não se vive apenas na teoria , mas principalmente na prática. As pessoas devem se aceitar como são. Creio que os própios escritores desses livros descordam com o que escreves em parte, certas teorias não fazem minha cabeça.

    Thumb up 3
  8. @do contra: não julgue como superficial um artigo pela notícia dele. Ou você chegou a ler o material na íntegra? Se sim, poderia disponibilizar o endereço?

    O Joakim colocou a questão de acrescentar “emoção” ao repetir a frase. O problema é que alguém, estando sofrendo de baixa auot-estima, dificilmente tem energia (libidinal, Freud diria) para dispôr, para emparelhar a uma frase de efeito. O resultado? As frases não servem para pessoas com auto-estima muito em baixa, apenas para as “moderadamente” baixas…

    Thumb up 2
  9. Acredito que repetir para si mesmo algo no qual não se acredita gere um grande conflito íntimo. A pessoa com auto-estima baixa tende a sentir-se inferiorizado ao confrontar características essenciais ao sucesso que ela mesma julga não possuir. E não adianta repetir mil vezes. Não surtirá o efeito desejado. O melhor mesmo é um bom desabafo, um ombro acolhedor e aquela palavra amiga na hora certa. E se o caso for renitente, um terapeuta é fundamental, quem sabe até medicamentos, pois a baixa auto-estima pode levar a depressão que, em muitos casos, requer tratamento medicamentoso para a judar o paciente a superar a crise depressiva.

    Thumb up 5
  10. Maravilhoso , estupendo .Adoro ficar bem informada.Noticias muito importantes,atualidades científicas e outras muito engraçadas.Ok . Grata ,obrigada

    Thumb up 1
  11. eu achei esse estudo um pouco superficial, afinal nesses livros mesmo é dito que pessoas com baixa auto-estima se sentirão piores quando começarem essas afirmações, e o bem estar só viria com algum tempo da prática.

    Thumb up 3
  12. Eu concordo mas não completamente, é que há outros fatores juntos não bastando apenas repetir as frases, há um trabalho para que você coloque emoções junto e sinta o que está dizendo, senão acontece isso mesmo.

    Eu faço um trabalho na academia onde justamente pensando nisso eu comecei a pedir para que as alunas ao olharem no espelho se sintam e digam EU SOU LINDA (e demais adjetivos), mas já aviso antes q se elas não conseguirem ou não se sentirem bem digam VOCE É LINDA.

    Senão é igual ler por ler apenas sem compreender o que está sendo passado!

    Thumb up 3

Trackbacks/Pingbacks

  1. O lado negativo dos livros de auto-ajuda | Ciência Fácil - [...] pessoas, mas produzem efeitos negativos naquelas pessoas que mais precisam do benefício”. [Science Daily] Category: Ciência, …

Envie um comentário

Leia o post anterior:
soay-grande
Os incríveis carneiros que encolheram

“De acordo com a teo...

Fechar