Drones são testados pelo Google para sistema de entregas aéreas

Lembra do Google X, o laboratório secreto do Google? A equipe passou os últimos dois anos trabalhando em um programa inovador: a entrega de produtos pelo ar usando drones (veículos aéreos não tripulados).

Chamado de Project Wing (em português, “Projeto Asa”), o design concretizado por engenheiros recrutados especificamente para a tarefa trata-se de um híbrido de avião com helicóptero que decola verticalmente, gira para uma posição horizontal para voar e paira sobre seu destino usando guinchos para levar o pacote para o chão.

Confira o vídeo promocional que o gigante da tecnologia postou no YouTube mostrando seu novo brinquedo em ação:

O conceito “tailsitter” não é novo: é uma aeronave que decola e aterrissa de forma vertical, sempre tocando o solo com a cauda. A novidade é o guincho que leva os pacotes do céu para a porta dos recebedores.

A ideia ajuda a evitar uma série de problemas de segurança e logística que surgem quando você precisa aterrissar remotamente um veículo com lâminas giratórias. No entanto, o guincho em si vem com seus próprios problemas, por exemplo, como evitar o esmagamento de pessoas à espera de seus pacotes.

O projeto drones

A engenheira mecânica Joanna Cohen (treinada no Instituto de Tecnologia da Califórnia e no Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos EUA) foi quem projetou o veículo.

Ele consiste em algumas partes fundamentais. O primeiro é o próprio guincho, que age como um carretel de linha de pesca. O segundo é o “ovo”, um pequeno gadget que desce junto com o pacote, detecta se ele atingiu o chão, libera a entrega e sinaliza que deve ser puxado de volta para o drone pairando no ar.

Se algo der errado, há um mecanismo de liberação de emergência que permite que o drone corte o ovo e voe.

Quando um pacote é arremessado para baixo, se move a cerca de 10 metros por segundo até chegar perto do chão, momento em que guincho retarda a queda para 2 metros por segundo para uma aterragem relativamente suave.

Futuro

O design impressionante parece funcionar em condições ideais, como é possível ver no vídeo. Mas será que realmente vai pegar no mundo real?

Os principais engenheiros do projeto acreditam que é possível que o Google de fato crie um serviço de entrega por drone. Existem dificuldades a se superar ainda, mas nenhuma irrealizável.

Dezenas de pessoas já estão trabalhando no projeto e inventando tudo, desde novos mecanismos de entrega até a experiência do usuário ao encomendar produtos via drones.

Além disso, o Google vai entrar no debate público sobre o uso de veículos aéreos não tripulados civis. Afinal de contas, entregas aéreas via drones não são regulamentadas ainda, e a empresa deve fazer suas primeiras tentativas de legalizar o negócio nos EUA. [Gizmodo, Atlantic]

Por: Natasha RomanzotiEm: 29.08.2014 | Em Principal, Tecnologia  | Tags: , ,  
Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

3 respostas para “Drones são testados pelo Google para sistema de entregas aéreas”

Deixe uma resposta