Sem regras o mundo se tornaria uma anarquia?

Publicado em 18.01.2012

Será que é possível simular como a sociedade viveria livre de regras, mas sem precisar testar isso na
prática? Pesquisadores americanos, que publicaram seus resultados na revista especializada PLos One, tentaram fazer isso. Através de um “jogo” no qual os participantes poderiam assumir o personagem que quisessem, os pesquisadores analisaram como seria uma sociedade nessas condições. E o resultado, ao contrário do que se poderia imaginar, não foi uma completa anarquia.

Todas as interações sociais entre os participantes – tais como relacionamentos, amizades, comunicação e relações de troca -, que compunham o ponto chave da pesquisa, foram “codificadas”. Com isso, os pesquisadores fizeram um mapeamento de como as boas e as más ações são refletidas em um grupo.

Dessa maneira, os cientistas puderam medir, em menor ou maior escala, como cada comportamento humano apresenta suas consequências. Os níveis de violência e agressão dentro do grupamento, conforme eles apuraram, também podem ser definidos previamente a partir destas interações sociais. E o resultado foi que as pessoas tendem naturalmente a se organizar no coletivo, com cada pessoa assumindo sua função, mesmo que não estivessem predispostos a agir assim.

Transportando estas noções para a realidade, os pesquisadores deram o exemplo da Primavera Árabe, a onda de revoluções que derrubou antigas ditaduras em vários países. Era um ambiente onde havia regras e não havia concordância por parte de quem deveria, em tese, obedecê-las. Essa radicalização (ou seja, a revolução explodindo de forma violenta), conforme eles explicam, é sempre uma tendência quando há discordância entre os criadores das regras e os que são forçados a acatá-las. [Science Daily, Foto]

Autor: Stephanie D’Ornelas

É estudante de jornalismo, adora um café e um bom livro. Curte ciência, arte, culturas e escrever, mesmo que sejam poesias para guardar na gaveta.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

74 Comentários

  1. Não devemos esquecermos que o mundo nasceu anárquico e no seu evoluir, teve necessidade de agrupamentos para sobrevivência de cada ser vivente. Percebamos no reino animal, há uma certa anarquia porém, uma certa associação direcionada à sobrevivência. No modelo atual de vida de todos nos, seres hominais, até pensar no anarquismo, levamos nossos mais viciados pensamentos, modelo já intrínseco em nosso ser e, assim, o portal para o caos estaria sempre aberto. Perdão, este é meu pensamento.

    Thumb up 0
  2. Para entender o anarquismo é necessário esquecer tudo que aprendemos com a humanidade até hoje, toda cultura e todos seus conceitos.

    O anarquismo não se baseia na premiça da hierarquia, obediencia, obrigação, autoridade.

    Sim na livre associação.

    Um exemplo eu quero vender seu livro, você diz que não pode, eu lhe ofereço uma grana e 10% do valor das vendas, você diz que quer 20% e assim ambos fecham um acordo.
    Assim com as ideias, eu não pego seu livro e divulgo e obrigo a você aceitar meu dinheiro, o que todos devem concordar é errado.

    O consenso de regras é baseado nessa livre associação, na qual você tem o direito em analisar as leis propostas para você.

    Não se baseia apenas numa bagunça, como por exemplo seu quarto.
    Sim como especificado no artico pela livre associação de individuos, onde cada pessoa pode decidir o individual e o coletivo, como qual roupa usar ou uma lei que decida que se deve andar do lado esquerdo da rua com os carros.

    Thumb up 6
  3. Para se ter uma ideia mais próxima de como seria um mundo sem regras, basta ver o que aconteceu durante a greve dos policiais na Bahia. Violência generalizada; em poucos dias o número de homicídios e assaltos aumentou em 300%.

    A civilização atual jamais se adaptaria a uma sociedade sem regras.

    Thumb up 8
    • Exato. Mas isso é o que acontece se pessoas formadas no regime vigente passarem a bruscamente viver em uma sociedade livre. Aqui, as pessoas têm seu caráter formado em uma sociedade baseada na competição, onde o homem trabalha contra o próprio homem, criando pessoas de coração cauterizado, que valorizam mais o ter do que o ser. É óbvio que se forem inseridas em um contexto libertário o resultado será totalmente destrutivo. Esse exemplo não serve para ilustrar como seria uma sociedade formada por pessoas que realmente acreditam na liberdade, presando por igualdade, fraternidade, altruísmo…
      Muito menos para ilustrar como seria a sociedade formada por pessoas que nasceram e cresceram em um regime libertário.

      Thumb up 9
    • Há uma coisa de que todos se estão a esquecer: numa Anarquia HÁ REGRAS. Mais uma vez, o mau trabalho por parte dos media ao denegrirem a Anarquia por comparação ignorante com caos.

      Thumb up 1
    • Infelizmente, nem estão a esquecer. Eles parecem que nunca souberam!
      !

      Thumb up 3
    • Concordo. Acho que o conceito mais adequado ao texto é o de Anomia e não o de Anarquia.

      Thumb up 2
  4. Quase todas as regras há exceção e aqueles que as criam, raramente cumpre exatamente o que consta nos autos.
    Como: “Faça o que falo e não o que faço!”

    Thumb up 5
  5. Não se funcionaria, de fato, pois mesmo num mundo com regras o que se vê pode ser resumido numa frase: “Manda quem pode, obedece quem tem juízo”. Esta frase define o caráter do ser humano, e se não houvesse regras o caos social seria geral, e as injustiças certamente terríveis (mais do que já são).
    Quanto as regras, àqueles que as elaboram e àqueles que devem obedecê-las, é outro problema: leis nem sempre são sensatas, a aplicação nem sempre é a melhor e o resultado, no máximo, é de mediano para ruim.
    Em suma: a humanidade não tem jeito.

    Thumb up 5
    • Lembro aos companheiros que as sociedades igualitárias simples da pré-história vivam sob estas condições, mas ainda assim existiam normas grupais, não leis conforme conhecemos. Sem contar que havia o acesso aos bens mais básicos da vida, através da apropriação direta, da distribuição solidária e não havia um poder coercitivo como o estado. Acredito que a tentativa de Marx de derrubar o capitalismo e abolir o estado já foi a prova do quão o sistema atual está entranhado na psiqué da humanidade e alimentando os 7 pecados capitais, ou seja, está visceralmente ligado aos homens. Que merda!!!

      Thumb up 3
    • A humanidade existe a 200 mil anos, grande parte desse tempo foi sem regras. As sociedades igualitárias e organizadas que pudemos observar mais recentemente entre povos e tribos antigas viviam sob um formato anárquico e nem por isso desorganizado. O ser humano, como animal, é social, isso já foi comprovado várias vezes (inclusive matematicamente). A imposição de regras (coerção) não faz a sociedade melhor e mais organizada, só mais controlável.

      Thumb up 4
  6. Acho que a tendência do mundo anarquista seria uma quebra no modelo estatal coercivo para um modelo de instituições voluntárias concorrentes formadas por indivíduos livres.

    Thumb up 9
  7. Não precisa de estudo nenhum. É só ver o que acontece quando um dos serviços mais importantes do Estado, a segurança pública, é simplesmente paralizado. E isto está acontecendo agora num certo estado do Brasil. Aconteceu também em uma cidade canadense, algumas décadas atrás: o casos. Roubos, saques, incêndios, homicídios, etc.

    Para o anarquismo funcionar, tem que lobotomizar um monte de gente primeiro…

    Thumb up 14
    • Até o tu Brutus?

      É fato que é impossivel pensar em anarquismo usando de base nossa sociedade capitalista!

      Como você vai botar um monte de gente que só pensa em consumo e status numa sociedade onde você não sente necessidade de ostentação de riqueza?

      Numa sociedade anárquica o roubo, saques, incêndios e homicídios são desnecessário pro bem estar de alguém. A menos que este se ache superior a outrem e que merece mais do que alguém. Ou seja… Um não anarquista.

      Thumb up 14
    • E isso é inevitável em qualquer sociedade. Alguém sentir que merece mais que o outro por qualquer motivo, isso é da natureza humana, mesmo em tribos se vê este tipo de cobiça, inveja…

      Thumb up 2
    • Excelente exemplo do que não é anarquia: tem governo responsável por isto.

      Thumb up 3
    • Na minha opinião, o melhor comentário desta matéria. Parabéns.

      Thumb up 4
    • O Cesar é sem dúvidas a maior fonte de informação nos comentários, sobre vários assuntos.

      Thumb up 2
    • concordo …

      alem do mais
      eu pelo menos, conheci a anarquia pelo movimento punk das antigas, que rolou nos EUA
      e eles não eram nem um pouco amigaveis
      totalmente contra a cultura, as religiões e o governo
      contra tudo e todos
      drogas e alcool seria a lei

      Thumb up 1
    • Não da pra dar multiquote, então lá vai:

      @César
      @Danilo Moraes

      Pessoal… se desprendam da idéia de imaginar uma sociedade anarquica baseando em sociedades/comunidades que hoje são definidas como contra o overno vigente ou antigovernamental porque não é a mesma coisa.

      Vivemos em uma sociedade capitalista que gera desigualdade social/economica que gera violência por parte dos menos afortunados.

      Uma sociedade anárquica não pode nascer a partir de uma sociedade como a nossa… tem que ser gerada por um ventre livre.

      Chega a ser depressivo ver vocês compararem anarquismo com favelas, FARC e afins… Elas não tem NADA a ver com anarquismo.

      Thumb up 6
    • Como já falei em outro comentário:

      “Como isso não existe, quando falamos de um sistema de governo (por mais que a ideia do anarquismo exclua um governo), nos referimos a uma sociedade vândala, como conhecemos hoje.”.

      Entenda por “sociedade vândala”, as pessoas com suas ideias moralistas de hoje. As pessoas a favor do anarquismo se utilizam do argumento de que com uma sociedade “ideal”, o anarquismo seria ótimo.

      Vocês esquecem de que existindo uma sociedade ideal, qualquer sistema de governo seria ótimo. Se existissem pessoas ideias, moralmente limpas, dotadas de um alto senso de empatia, os lideres dessa sociedade seguiriam o mesmo.

      Então mesmo um sistema ditatorial seria perfeito, visto que o ditador escolheria o melhor para todos.

      Como não existe nada perfeito, quando falamos de algo, nos utilizamos das condições já conhecidas. Quando julgamos algo como bom ou ruim, não utilizamos como argumento o “e se”, utilizamos o “é”.

      Um sistema anárquico, É ruim. Por que? Porque não existem pessoas perfeitas. E SE existissem pessoas perfeitas? QUALQUER sistema de governo seria perfeito.

      Thumb up 3
    • Por não existirem “pessoas perfeitas” que moralmente o sistema anárquico seria o ideal, embora tecnologicamente e produtivamente a humanidade não tenha bons exemplos de sistemas anárquicos. A “perfeição humana” em si não é um conceito ideal para o anarquismo, já que o próprio anarquismo tem inúmeras vertentes, dentre elas anarco-capitalismo, anarco-comunismo, anarcossindicalismo, anarco-feminismo e anarco-mutualismo, todas estas tão ou mais distintas do que todos regimes utilizados hoje no mundo.

      A anarquia em si tem um governo, mas um governo descentralizado, pois o Estado em si é substituído pelos sindicatos de livre associação e o nacionalismo é aniquilado, onde o cidadão tem voto direto sobre as decisões de produção e planejamento. Sem falar que as corretes anárquicas de esquerda consideram o Estado como um mal necessário, reduzido a uma organização mínima.

      Engana-se quem pensa que o anarquismo pensado pela filosofia de Proundhon, Bakunin e Kropotkin não possui líderes ou lei, pois o próprio ser-humano determina líderes, moral e lei, mas estes líderes ficam restritos às comunas, sem uma área territorial de soberania.

      O que acontece é que o anarquismo, diante da ambição social e do nascimento de um nacionalismo, pode deixar de ser anarquismo facilmente, passando a ser anarco-comunismo e, então, comunismo, ou meritocracia e, então, anarco-capitalismo, basta a população permitir.

      obs: Não sou defensor do anarquismo, apenas me agrada estudá-lo.

      Thumb up 2
    • Nascer de um ventre-livre, ok, tudo do zero…mas a tendência é o poder ir se centralizando com o tempo, não se esqueça que as sociedades que temos hoje são oriundas das sociedades anárquicas que existiam na idade do Ferro, do Bronze.

      É uma evolução do papel do ser humano na natureza chegar a isso.

      Se até mesmo alguns animais que vivem em grupo são estratificados em hierarquias sociais…

      Thumb up 0
    • Ótimo comentario, concordo com vc

      Thumb up 0
    • Já tive treta com Careca do ABC, Black Metal, ladrõezinhos já quiseram me roubar duas vezes, até disseram que iam dar tiro. Mas nunca sofri violência maior do que por parete da polícia, já mataram um amigo meu, já ocultaram a morte de outro. O governo está aí pra garantir que a desordem secular permaneça, essa sociedade podre onde quem tem tenha cada vez mais às custas de quem nada tem.

      Thumb up 2
  8. Seguinte! Anarquia, nao é o que esta mencionado, recomento a leitura de Prodhon, e a teoria de Borda ( pra quem gostar de matemática) sobre eleições.

    Thumb up 3
  9. Não ficaria muito diferente do que temos hoje, mas sem regras e sem leis a sobrevivência solitária seria arriscada demais pra ser comum, logo, os grupos sociais seriam muito mais importantes do que são hoje, e seus confrontos muito mais intensos e frequentes do que as brigas entre torcidas organizadas que temos hoje. A tendência é que mesmo na anomia acabariam surgindo leis e regras, as primeiras viriam dos sensos de justiça de cada ser humano.
    Posteriormente, um grupo social dominante se sobressairia assumindo o controle das ruas, impondo suas próprias leis.

    Thumb up 5
    • Discordo…

      Pra começar, é errado falar que na Anarquia não existam leis e regras. A idéia é de não existir governo nem ninguém acima de você.

      Há sim regras. Mas são normas de conduta baseadas no bon senso COMUM e não no interesse de alguns.

      Não seria permitido você a causar briga, problemas, mortes, violências e coisas do tipo a uma pessoa sem sua permissão. Liberdade vai até onde a do outro começa.

      Quem discordar de uma sociedade nestes moldes não é anarquista e não deve viver numa sociedade como essa.

      Thumb up 7
    • Olha quando criança sempre que eu fazia anarquia em casa eu apanhava então… brincadeira, fazem sentido teus comentários e tem muita coisa neles que eu não sabia.

      Thumb up 0
    • É verdade. Essas regras implícitas estão presentes até mesmo em sociedades animais, são instintos para a sobrevivência da espécie. Acredito que em numa sociedade anarquista seria mais ou menos assim uma vez que seres humanos não deixam de ser animais. Além disso, apenas o fato de que diversas vezes na história o senso comum derrubou leis antes inflexíveis já mostra que mesmo fora do anarquismo, são as pessoas que comandam as leis e não o contrário.

      Thumb up 0
  10. No Brasil houve uma Colônia “Anarquista” entre 1890 e 1984, chamada Colônia Cecília.

    A idéia básica era a do anrquismo mesmo, mas infelizmente não deu certo por alguns motivos, dentre eles a hostilidade das comunidades vizinhas católicas e a falta de conhecimento agrícola da população, causando desnutrição e miséria.

    Hoje em dia esse tipo de problema seria facilmente sanado. Se eu tivesse a oportunidade de participar de um programa anarquisa, eu o faria. Iria com minha prole para uma ilha deserta e lá ajudaria na construção de um novo mundo.

    Eu acredito no Anarquismo.

    Thumb up 5
    • Duvido que houvessem computadores em uma sociedade anarquista.

      Thumb up 2
    • Pra quê computadores? Computador não enche a barriga de ninguém.

      Thumb up 3
    • Seríamos só animais apenas lutando pra sobreviver basicamente.

      Não sejamos hipócritas, vocês gostariam de viver numa sociedade onde todos vivem de forma pasteurizadamente igual, onde não se tem computadores e a tecnologia não avança porque falta motivação para tal?

      Thumb up 0
    • O que impediria o progresso, a falta de motivação? Faça você mesmo truta, “só vós sois os obreiros do universo”! A tua razão de viver é a existência de computadores, truta, dá um tempo… Num regime onde 10% das riquezas se distribuem nas mãos de 90%, enquanto 90% nas mãos dos 10%, é a existência de computadores que te consola? Você acha mesmo que é disso que a gente precisa? É a existência de computadores que te faz deixar de “apenas sobreviver basicamente”? Você não tem vida social, cara? Não tem amigos? Você não ama? Não se diverte?
      Sociedade pasteurizadamente igual? Isso é comunismo cara. Aliás, não só no comunismo, olha à tua volta cara, no regime vigente, todo mundo tão igual, curtindo os mesmos modismos, programados a trocarem seus celulares a cada novo modelo que surge (pois seu valor na sociedade é medido através de seus bens), a assistir às mesmas porcarias de drogas eletrônicas televisivas todos os dias, a cobiçarem o novo carro do ano, a torcer pra porcaria da seleção, a votarem no velhinho que fala mais bonito, a seguirem o script social, sob o risco de ser aniquilado do convívio.

      D.I.Y.!

      Thumb up 2
    • Gente minha amiga tem um trabalho para segunda agora dia 11 de novembro onde ela ira fazer um debate com a professora e os alunos em que ela vai ter que defender o anarquismo no Brasil.
      Eu tenho umas dúvidas que ela também tem,e que não conseguimos tirar.Me ajudeeem!!!por favor
      Porque o anarquismo não daria certo no Brasil?Porque o anarquismo não existe mais no brasil?Quem fundou o anarquismo no Brasil?Porque o anarquismo seria melhor que o comunismo e o socialismo?se o anarquismo é tão bom, porque existiu um ex-anarquista que saiu da anarquia para fundar um partido comunista?O anarquismo daria certo Hoje no Brasil?O que aconteceria com os pobres se ouve-se anarquia no Brasil????
      ps:vc fala mt bem

      Thumb up 0
  11. eis paga pau pra ti tamen por trais eis fala mal de ti eis finge que é teu amigo esses cara eis pensa eis segue teus passo eis pega sempre o resto sempre é tu primero pega sempre primero prano eis pega o teu resto e ainda ficu feliz eu acho queis cara gostu di faze issai…

    Thumb up 0
    • que ?!

      Thumb up 4
    • É o “Rap do Anarquista”…

      Thumb up 0
  12. Como diz o Eduardo Marinho “Não é democracia, é um Democracídio” A ideia da democracia é o que chega mais perto da anarquia. Mas o que a mídia, políticos e “grandes” definem sobre democracia… nada mais é do que mais um comunismo disfarçado.

    Thumb up 2
  13. Não confunda anarquia com anomia… Anarquia é a inexistência de um governo imposto, onde a sociedade se organiza através de associações por livre e espontânea vontade; anomia é a ausência de regras.

    Thumb up 10
    • Concordo com você Duda. Felizmente você sabe distinguir o que é anarquia, diferente do autor(a) do post. O grande erro das pessoas é confundir anarquia com vandalismo, desordem, etc, sem saber que é apenas mais uma visão política.
      O grande problema é que a anarquia (como ela deveria ser) é uma utopia, pois necessita de pessoas com bom senso para conviverem de forma organizada e civilizada. A sociedade, na forma atual, não é capaz de se organizar sozinha, infelizmente.

      Thumb up 5
    • O que o artigo mostra é o contrário: as pessoas se organizam. Acho que o exemplo real que o Guilherme deu é importante: tem que ter conhecimento e educação para que uma sociedade anarquista sobreviva. As sociedades atuais sobrevivem mesmo que o conhecimento seja dominado por poucos — algumas formas sobrevivem até por isto.

      Thumb up 2
    • O senso comum já definiu anarquia como anomia pelo simples fato de envolver seres vivos. Se todos tivessem esse bom senso, anarquia, democracia, comunismo, socialismo, imperialismo, todos seriam excelentes formas de governo porque o responsável – dotado de bom senso – teria empatia, compaixão, justiça e julgaria o melhor para todos.

      Como isso não existe, quando falamos de um sistema de governo (por mais que a ideia do anarquismo exclua um governo), nos referimos a uma sociedade vândala, como conhecemos hoje.

      Atualmente, num sistema anárquico, predominaria a lei do mais forte. Não precisamos de um jogo para identificar isso, basta olhar para as favelas, para grupos guerrilheiros como os da América do Sul ou mesmo todos aqueles do Oriente.

      O mais forte dita as regras que melhor lhe satisfazem e o povo está obrigado a aceitar. Confrontos são inevitáveis em um sistema como esse, daí a ideia de vandalismo quando se fala de anarquia.

      Engana-se quem acredita que vivemos uma democracia. Nós vivemos o capitalismo. Esse é um sistema de governo parecido com a anarquia, onde prevalece a vontade do mais rico. Um sistema onde TUDO é comprável.

      Na minha humilde opinião, o melhor sistema de governo que existe, é o comunismo onde a principal moeda é o trabalho. Mas nossa sociedade está muito afundada na ideia de divisão social. Estão confortáveis e não abriram os olhos para quem não usufrui da praticidade do capitalismo. Alguém sempre sai perdendo nesse sistema de governo.

      Infelizmente, os exemplos de comunismo que temos atualmente, são muito ruins. Não expressam a verdadeira intensão do comunismo.

      Mas cada um com sua opinião.
      Grande abraço.

      Thumb up 1
    • A tendência seria se formar grupos sociais para disputar recursos e territórios, o ser humano é sociável. Com o tempo, um grupo social dominante se sobressairia assumindo o controle das ruas, impondo suas próprias leis e regras.

      Thumb up 1
    • Tendência não é certeza.

      Hoje você diz que a tendência é esta pois o mundo evoluiu dessa forma, mas se esquecesse que o início houve a porcentagem de o mundo evoluir politico socialmente de formas variadas.

      O capitalismo é um caminho sem volta. Podemos lutar e um dia “destruir” o sistema vigente, como sempre ocorreu na história, mas depois disso criariamos uma forma de governo novamente baseada em capital, e não em democracia como as pessoas pensam que estamos vivendo hoje.

      Pra hoje existir uma sociedade Anarquista teria que no minimo começar utilizando o capitalismo… Comprar uma terra, ferramentas básicas, instalações, matéria prima…comprar..comprar…comprar… Ninguém esta disposto (e eu concordo) em sair da zona de conforto criada pela tecnologia para voltar pra vida rural e evoluir com as proprias pernas pelo simples desejo de ser livre de fato.

      Está aí mais uma utopia… =/

      Thumb up 3
    • Gente minha amiga tem um trabalho para segunda agora dia 11 de novembro onde ela ira fazer um debate com a professora e os alunos em que ela vai ter que defender o anarquismo no Brasil.
      Eu tenho umas dúvidas que ela também tem,e que não conseguimos tirar.Me ajudeeem!!!por favor
      Porque o anarquismo não daria certo no Brasil?Porque o anarquismo não existe mais no brasil?Quem fundou o anarquismo no Brasil?Porque o anarquismo seria melhor que o comunismo e o socialismo?se o anarquismo é tão bom, porque existiu um ex-anarquista que saiu da anarquia para fundar um partido comunista?O anarquismo daria certo Hoje no Brasil?O que aconteceria com os pobres se ouve-se anarquia no Brasil????

      Thumb up 0
  14. As pessoas infelizmente preferem ser tratadas que nem cachorros a base da lei do que em uma sociedade onde o convívio e a consciência mutua seja a base fundamentadora da sociedade.

    É ignorancia achar que anarquia significa baderna, na verdade muitas mazelas da sociedade advém porque existe leis demais.
    Nem todas as pessoas são como animais que vai sair matando e roubando todo mundo que encontra na rua

    Thumb up 6
    • Infelizmente isso é o que mais vemos.

      Quando se fala em “Anarquia” as pessoas ligam a violência, Movimento Punk, baderna, falta de organização e caos.

      Na verdade há vários tipos de Anarquia, e nenhum deles leva ao caos em si.

      Exemplo disso tá no título da matéria… Fazendo-nos pensar que Anarquia=Barbárie.

      Thumb up 2
    • O problema está na questão das responsabilidades. Sem um líder, um representante oficial, quem se responsabilizará por algo que acontece?

      Se um engenheiro não for responsável por uma obra, quem será culpado caso ela desmorone e mate centenas de pessoas? Não falamos de problemas psicológicos sérios, mas de pequenos erros, distrações ou falta de atenção onde alguém precisa ser responsabilizado.

      Se na minha quadra, moram apenas pessoas carentes e a rua está completamente esburacada, impossibilitando a passagem de carro e dificultando muito a passagem de pedestres, quem vai se responsabilizar por ela? Os moradores com certeza não porque são carentes. Então quem? Alguém precisaria se responsabilizar, seria dado o poder de decidir pra alguém, né? Sempre, sempre serão necessários líderes em uma sociedade.

      Alguém precisa delegar responsabilidades. Isso ocorre na informática, mecânica, na física de estruturas… sempre existe uma peça central de onde as demais divergem ou dependem.

      Numa sociedade anárquica, se alguém por preguiça ou esquecimento, não cuidar das instalações elétricas e a luz cair, quem será responsabilizado? E se esse indivíduo simplesmente não quiser religar? Quem o fará mudar de ideia? Leis existem para manter a ordem caso alguém não faça seu papel.

      Se a sociedade for sensata, não difere da anarquia, onde todos deveriam fazer seu papel.

      Thumb up 0
  15. Sem regras o mundo se tornaria uma anarquia? Se vc é fã de GTA coloqe esses macetes e me diga como ficaria o mundo sem regras.
    Pedestres saem na porrada – AJLOJYQY
    Ter a cabeça a prêmio – BAGOWPG
    Todos estão armados – FOOOXFT

    Thumb up 4
    • ja jogou algum mode online onde tem como ter emprego, casa e até comprar carros ?
      mais todo mundo prefere participar de gangues e dominar todos os bairros possiveis
      rs … daria nisso !

      Thumb up 1
  16. Ao longo da história o ser humano se mostrou muito instável socialmente e amplamente passível de corrupção (não estou falando em políticos ou qualquer outro grupo específico). Então viver em uma sociedade sem uma organização de governo para gestão dessas regras poderia desencadear violentos conflitos à medida que os interesses pessoais ultrapassassem os limites do todo. Como já foi citado, em um ambiente simulado toda a carga de vivência acerca do modelo de organização ao qual você vive é levado. E além de tudo, qualquer ser do reino animal ao se organizar coletivamente necessita da presença de um líder, o que já começa a moldar formas de governo.

    Thumb up 6
    • Concordo com o João Borges, acredito que ao executar essa pesquisa, eles esqueceram de levar em consideração o fato de que as “cobaias” já eram frutos de nossa atual sociedade; perdoem minha pretensão, mas pra mim tal pesquisa só seria valida se os participantes fossem totais alienados, ou no mínimo integrantes de diversas culturas e grupos sociais, o que me parece bem difícil fazer, kkk

      Thumb up 0
    • Indivíduos que se assemelham culturalmente não seriam os mais indicados para essa pesquisa, pois de certo modo já seguem algum princípio.
      Sem regras, as diferenças entre as pessoas se acentuariam, e para o grupo ou comunidade não se extinguir, algumas seriam necessárias.

      Thumb up 3
  17. A propria sociedade iria fazer a lei matando os violentos, iriam se formar tribos, e iriam brigar por mais teritorio ou para permanecer nele.

    Thumb up 2
    • se colocassemos um paulista um baiano um gaucho um africano um alemão um indigena um ladrão um mentiroso uma prostituta um crente um pagodero um funqero um gay um rockero um drogado um surdo um mudo um cego uma pessoa sem paciencia uma pessoa cm espirito de liderança 1 médico um sem braço um sem perna um com enxaqeca diária uma mãe um bebê xorão etc…;estes concerteza não iriam viver em paz pois cada um tem seu estilo de vida e nenhum iria concordar cm o outro, iria virar numa bagunça e morte e mais um monte de coisas pois estas pessoas ñ teriam nada q as impedicem de matar ruobar e outras coisas!!!sou totalmente contra um mundo sem lei!!!pois não daria pra fazer nada escondido pois ñ teria oq esconder o mundo seria sem lei kkkkkkkkk!!!bejo no gordo♥

      Thumb up 1
  18. É muito complicado pois muitos fatores estão em jogo,quando um agrupamento cresce demais,ai começa os conflitos de interesses, o ser humano é muitas vezes instável,tem que haver um mínimo de regras se não passa a prevalecer a lei do mais forte,o mais astuto ou o mais violento,um exemplo disso são certas prisões por ai.Até pode funcionar,mas tem que ter um mínimo de regras,outro exemplo,só que esse até funcionou,foi a comunidade de Canudos liderada por Antonio Conselheiro.

    Thumb up 4
    • E porque a lei do mais forte não eh boa?Se já se esqueceu chegamos até aki por essa lei.

      Thumb up 1
    • Diz isso pros Incas. Eles devem ter adorado a visita dos espanhóis.

      Thumb up 2
  19. Na sociedade em que vivemos, com os (des) valores que fazem parte do nosso dia a dia, corrupção, crimes da parte de muitos, uma anarquia seria pedir pro mundo acabar.
    Anarquia só daria certo se todos soubessem conviver em harmonia, com dignidade e respeito com as diferenças de cada um, ou seja, a sociedade teria que ser extremamente tolerante, aí sim o governo poderia deixar de existir, mas claro que da minha forma de pensar isso seria basicamente uma utopia.

    Thumb up 6
  20. “anarquia corporation industria e poder !!!” … dead fish

    o poder iria estar muito mais centralisado nas mãos de poucos a base da violencia e do poder
    ja viram o filme “B13″ ? um bairro murado isolado e esquecido pelo governo … sem leis

    iria ser mais ou menos aquilo

    Thumb up 1
    • Acho que não. O segredo esta no equilíbrio. Se todos os indivíduos pudessem aceder aos recursos de modo equitativo não haveria conflitos de maior. O que leva a violência é a má distribuição dos recursos.

      Thumb up 0
    • A má distribuição dos recursos é fruto da ganância do mais forte. Sem um governo, a centralização do poder na mão de poucos é inevitável e a má distribuição de recursos, um fato.

      Quer uma prova? Venda de gaz, televisão e internet nas favelas, feitas pelas milícias.

      Thumb up 1
  21. pesquisa tosca essa…

    para começar, usaram pessoas com a mentalidade pré-formada de nossa geração que não vive numa anarquia.

    seria necessário identificar pelo menos uma geração que tenha nascido numa anarquia. Ou então, não apenas um “jogo” de um tempo curto… mas num de muito tempo. No qual as pessoas tinham que literalmetne VIVER nele. E viver, não significa se virtualizar, no qual, não há riscos de se ferir, de se morrer de fome, de ferimentos, de morrer, no qual a pessoa tem que realmente suar a camisa, tem que andar, e se movimentar… ao invés de ficar se ‘distraindo no computador sentado numa cadeira’…

    Fico revoltado, com pessoas que ganham uma ‘publicação’ e talvez um ‘diploma’, fazendo uma pesquisa desse tipo.

    Thumb up 3
  22. Não sei se é possível simular uma sociedade livre de regras já que desde o nascituro estamos limitados por esta sociedade. O que quero dizer é, se simularmos uma sociedade livre de regras ao mesmo tempo em que vivemos numa sociedade regrada, levamos resquícios dessa “moldura” que a sociedade nos condicionou. Para valer a experiência, na minha opinião, deveríamos usar pessoas isoladas da civilização, livre de toda cultura que nos cerca, experiências, formas de comunicação, enfim… livres de TUDO, e desde o nascimento, pois só o fato da escolha de um (a) personagem no jogo citado, já estamos levando uma “bagagem social”.

    Thumb up 8
  23. Compartilhei isto no Facebook e recebi o seguinte comentário relevante: “O termo “anarquia” foi usado incorretamente aqui. Um dos pré-requisitos da Anarquia é exatamente a ausência de regras impostas externamente. O estabelecimento consensual de regras de convivência (e de funcionamento da sociedade, em geral) pelos próprios indivíduos é o que chama-se de Anarquia. Um bom termo para se usar no lugar de anarquia na sua frase seria “barbárie” (da qual, aliás, vemos exemplos todos os dias em todos os cantos do mundo, exatamente como consequência das regras impostas por um pequeno punhado de gente que controla a riqueza produzida por todos os outros).”

    Thumb up 5
  24. Platão dizia (no seu texto República) que uma sociedade deve crescer até o ponto em que seus cidadãos se mantenham unidos.

    Até aí, dá a entender qualquer forma de governo (ou não-governo), funcionaria. Além dele, “à Deus dará”.

    Será que não valeria a pena o mundo se reorganizar novamente em cidades-estado?

    Thumb up 6
  25. Um exemplo disso é a região do garimpo, conheço uma região do garimpo da Guiana Francesa em que não existe regras, a muitos assassinatos.
    Mas mesmo assim existe ordem e respeito entre as pessoas, não tenho qualificações para falar muito bem sobre isso, só estou falando por conhecer pessoas destas regiões que me contaram como são as regras.( quem fere com ferro com ferro sera ferido)
    acredito que seria mais ou menos desta forma que a sociedade viveria.

    Thumb up 0
    • Se estivéssemos em uma anarquia não teríamos um governo.

      Thumb up 3

Envie um comentário

Leia o post anterior:
YSL_Forever_Youth__2109703b
Forever Youth Liberator: Um creme rejuvenescedor que realmente funciona?

As mulheres vão fica...

Fechar