8 alimentos que SURPREENDENTEMENTE fazem bem para você

A maioria das pessoas acha que comer de forma saudável significa desistir de todos os alimentos “porcarias” e gordurosos que elas mais gostam. Não é bem assim. Muitos alimentos podem ter benefícios não aparentes para a saúde e, se consumidos moderadamente, fazer bem para você. Confira:

8. Doce aumenta expectativa de vida

8
Cientistas decidiram dar muitos doces a crianças e ver o que acontecia. Descobriu-se que as que comiam regularmente doces eram mais saudáveis, pesavam menos e tinham menor risco de doença cardíaca. Mas não corra ao pote de porcarias ainda: outro estudo descobriu que esses efeitos mudam ao longo do tempo. Adultos comedores diários de doces eram mais susceptíveis a pesar mais do que os não comedores. E, ainda assim, viveram mais tempo: até um ano a mais.

7. Pipoca reduz chance de ter câncer

7
A pipoca é carregada com antioxidantes chamados polifenóis, conhecidos por reduzir o risco de câncer e outras coisas, como doenças do coração. Uma porção de pipoca possui mais polifenóis do que o valor recomendado diário de frutas e legumes. Claro, a manteiga processada no alimento é menos do que fantástica para sua saúde, então é melhor não comer pipoca demais.

6. Chiclete e saúde do cérebro

A maioria das pessoas vê a goma de mascar como pouco mais que um deleite. Mas será que faz alguma coisa para o seu corpo? Para começar, pode melhorar a sua memória de curto prazo e desempenho do seu cérebro. E isso não é tudo: durante várias horas após a mastigação, você ainda terá apetite e desejos por comida (especialmente porcarias) reduzidos. Essencialmente, você está enganando a si mesmo. Ao realizar mastigação, seu corpo pensa que está absorvendo nutrientes.

5. Pimenta acalma dores

5
Pimenta não é junk food, mas certamente não é considerada alimento de dieta. Qual o benefício de saúde que ela esconde, então? Algumas variedades de pimenta contêm mais vitamina C por quilo do que a rainha do mundo da vitamina: a laranja. E, embora pareça contraditório, os maias comiam pimenta para curar dores de estômago. Aliás, até hoje a pimenta é usada em aplicações médicas. Você não as come, mas passa em sua pele. O alimento é comumente utilizado em pomadas e cremes para dores musculares.

4. “Açúcar natural” é bom pro dente

Chewing gums on blue
Cientistas encontraram um substituto natural para o açúcar. Xilitol é usado em gomas de mascar, balas e outros doces em vez de açúcar, porque tem menos calorias e é benéfico para os dentes. Quando consumido regularmente (com moderação, é claro), a boca produz menos ácido lático e placa, sendo que ambos são responsáveis por dentes em decomposição. As crianças que consomem xilitol duas vezes por dia também têm 25% menos risco de infecções de ouvido.

3. Chocolate e suas vantagens

3
Hoje, é de conhecimento comum que o chocolate (chocolate amargo de qualidade, com bastante cacau) tem benefícios para pressão arterial e função cardíaca quando consumido diariamente em quantidades moderadas. Surpreendentemente, comer um pouco de chocolate também hidrata a pele, faz com que ela fique mais suave e protege contra queimaduras solares. Tudo se resume aos antioxidantes e flavonóides que o chocolate contém, que são compostos benéficos encontrados em concentrações elevadas em alguns alimentos, como vinho. Os flavonóides no chocolate também melhoram a função muscular e a regeneração.

2. Refeição: sorvete

2
Se você já foi para a Itália, sabe que os italianos amam seu verdadeiro gelato. Por isso não é nenhuma surpresa saber que cientistas italianos queriam estudar a comida nacional e descobriram que ela é na verdade muito saudável. Sorvete tem um valor nutricional diversificado, contendo proteínas, açúcares, gorduras e calorias semelhantes a uma refeição do porte do almoço. Então, o que esses cientistas empreendedores decidiram? Você pode pular o almoço e ir uma sorveteria em vez disso.

1. Bolo no café da manhã leva a emagrecimento

1
Cientistas fizeram um estudo com pessoas acima do peso e permitiram que comessem bolo no café da manhã. Mas, em vez de ganhar peso, os pesquisadores descobriram que comer bolo ou uma sobremesa semelhante na parte da manhã pode levar a perda de peso significativa. E essa foi, realmente, a única “mudança de vida” que essas pessoas fizeram para emagrecer. A chave aqui é comer açúcar logo no início do dia. Seu corpo é mais ativo na parte da manhã, especialmente na digestão dos alimentos. Você também tem mais tempo para utilizar a energia ganha. Comer grandes refeições à noite muitas vezes faz com que seu corpo armazene a gordura por não ter o que fazer com a energia que você lhe deu. [Listverse]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

18 respostas para “8 alimentos que SURPREENDENTEMENTE fazem bem para você”

  1. Mascar chiclete pode melhorar a sua memória de curto prazo e desempenho do seu cérebro? No texto que você esta citando diz o contrario, que prejudica a memoria de curto prazo. Seria bom se você colocasse mais citações e mais confiáveis.

  2. Como algumas destas informações são bastante questionáveis, como é o caso do sorvete ter o mesmo valor nutricional que um almoço, seria interessante citar as fontes destes estudos, e, para quem está lendo, pesquisar mais, a fim de evitar erros que podem trazer sérios prejuízos para a saúde.

  3. Alguns falam de fornos microondas Dizem que a descoberta do fogo e adquirir o hábito de cozer foi determinante para nossa evolução, pois com alimentos mais moles não precisava dedicar grande parte do tempo mastigando o que se permitiu menos músculos no maxilar sobrando mais espaço no crânio para o cérebro; além de tornar os alimentos mais digeríveis permitindo intestinos menores e mais eficazes sobrando mais energia para o cérebro além de tempo para outras atividades que não fosse só comer. DE fato gorilas passa boa parte do tempo mastigando e grande parte de sua energia é gasta para a digestão.

  4. Uma apresentadora famosa de t.v. se diz “chocólatra”; mas pra preservar a boa-forma em que está colocou em prática a idéia de escolher apenas um dia específico por ano pra se acabar de tanto comer chocolate! Tá ai uma boa idéia: um dia por ano pra se arrebentar de comer o que se gosta e os 364 restantes pra reparar o dano! 😉

    • Há bastante lógica no que você diz, Genioso. Quando tenho desejo de comer chocolate, como até empanturrar; isto faz meu desejo desaparecer por muito tempo – fico até seis meses sem pensar em comer chocolate novamente. Também sigo a dieta frugirovorista em 70% das minhas refeições.

    • Rainha neste caso é um titulo dado em consenso, é que a laranja é mais conhecida e popular no mundo, acerola é mais conhecida conhecida na América central e do Sul e mais cultivada no Brasil, eu mesmo tenho uns pés na minha propriedade. Pode ser sim nossa rainha da vitamina C mas a ameixa tem quase o dobro que a acerola. Caqui, Goiaba, mamão, brócolis também tem mais que a laranja; pimenta tem o triplo.

    • Neutrino e outros possíveis interessados no assunto. De fato a pimenta tem muitas propriedades de alimento funcional e seu consumo só está restrito por indicação médica. Quanto à picância ou ardência, depende primeiro da pimenta: jamais se atreva a morder um pedacinho que seja a pimenta Bhut jolokia. Comece com molhos de pimentas mais suaves e saborosas, como a pimenta Caiena. Outro fato interessante é que desenvolvemos tolerância às pimentas. Comece com os molhos mais fracos e vá gradualmente experimentando os mais fortes. Com o tempo você passará a ser um apreciador de pimentas!

  5. Acumular gordura foi uma estratégia de sobrevivência para reservar energia e suportar períodos escassos nos tempos primitivos ou dificuldades devido a contusões e ferimentos normais com o passar do tempo quando se tinha que correr atrás da comida ou até lutar com ela e sobreviver ao menos até se reproduzir e cuidar dos filhos. Funcionou bem para uma expectativa de vida abaixo do que o necessário para os males do excesso de gordura e estresse fazerem seu trabalho e assim não se promoveu uma seleção natural nisto. Agora com dro-gas e aparelhos de sobrevida é que não se terá uma seleção natural para isto. Nada de errado, considerando a capacidade de desenvolver tecnologia como uma seleção natural; especulo a possibilidade de que já isto faça parte dos planos “……………. ” para um dia sairmos pelo universo e sobreviver a condições adversas e inimigos naturais (vírus, bactérias, fungos)só precisamos tomar cuidado para não promover uma seleção dos mais “ap-tos” a condições adversas neste inimigos. Inteligência e coisa relativamente nova na natureza, não se sabia que um dia controlaríamos plantas e criações e biofísica-química e faríamos estoques em conservas podendo assim reservar energia fora do corpo e fazer com que tudo, de água a informação, chegasse dentro ou até ao portão de casa, sem tirar a bunda da poltrona e transformar uma estratégia de sobrevivência numa armadilha. No Brasil que é um país de muitos pobres, salários baixos, preços altos e concentração de renda, mais da metade do povo está com sobre peso, mas as chance de se desenvolver uma resistência literalmente “natural” à males da gordura está nos mais pobres. Pode mandar porrada agora Rsrsrs!!!

    • pmahrs, você deve saber que “desenvolver resistência” está completamente fora de cogitação, pois isso é lamarquismo. Seleção natural de gordos saudáveis e resistentes aos males da obesidade também não vai rolar. Os gordos produzem descendentes antes que os males da obesidade os impeça. Além disso a maioria dos obesos não está nesta situação por questões genéticas e sim por maus hábitos alimentares. Os pobres amargaram muitas geração de inanição. Agora que podem comprar mais comida estão literalmente “tirando a barriga da miséria” comendo, principalmente, alimentos ricos em hidratos de carbono e gordura. O único caminho para resolver o problema da obesidade é a reeducação alimentar e isto tem que ser política de governo.

    • Ademar Souza. Você foi perfeito. Desenvolver resistência individual para repassar a descendente não existe, o que o corre na maioria dos seres é como quando usamos antibióticos; as bactérias individualmente menos resistentes morrem antes de se reproduzirem restando só as mais resistentes para se acasalarem ou se reproduzirem assexualmente, e assim terá uma geração, “em média” mais resistente que a anterior para aquela droga. Outro antibiótico, ou mais forte, fará o mesmo, logo se teremos superbactérias, por isto estas drogas são controladas e se deve seguir a risca o tratamento recomendado por especialista.

      Como eu disse e você ressaltou muito bem, sobre não haver boa resistência a males do excesso de gordura é porque o que define a seleção natural “literalmente falando” e ter indivíduos resistentes ou com mutações para chegar ao menos até idade de reprodução antes de morrer devido a algum fator e assim se terá “grupos” resistentes a este fator. Como normalmente os males do excesso de gordura não mata antes de se ter filhos este não é um fator de sobrevivência da espécie, só individualmente o que ajuda um pouco a espécie nisto em quem tem filhos mais tarde, mas mulheres não podem deixar para muito tarde. Alias com tantas drogas, aparelhos de sobrevida e técnicas de reprodução assistida é mais fácil sobreviver a muita coisa que nos mataria antes de ter filhos; porém ainda muitos pobres não tem acesso a maioria tecnologia de última geração como têm as classes mais altas o que faz muitos morrerem muito cedo e os que sobrevivem a primeira infância tem suas atribuições naturais.

Deixe uma resposta