Parece que Stephen Hawking passava em cima dos pés de quem não gostava com sua cadeira de rodas

Por , em 15.03.2018

Stephen Hawking foi um cientista e um intelectual incrível, mas também era apenas um ser humano.

Segundo uma biografia do físico, publicada em 2013 por Kitty Ferguson, ele supostamente tinha uma maneira marota de “espetar” as pessoas que ele não gostava: deliberadamente passava por cima dos seus pés com sua cadeira de rodas.

Os casos

Hawking morreu pacificamente em sua casa nas primeiras horas da última quarta-feira, 14. Seu falecimento entristeceu o mundo todo e iniciou uma onda de tributos bem merecidos.

Apesar de ser mais conhecido por sua condição desafiadora – a esclerose lateral amiotrófica – e por suas teorias brilhantes, o livro “Stephen Hawking: An Unfettered Mind” (ainda sem edição em português) também lembra de engraçados rumores de Hawking “amassando” os dedos das pessoas que o irritavam.

Por exemplo, em 1977, o Príncipe Charles teve os pés esmagados sob suas rodas durante uma cerimônia da Royal Society: “O príncipe estava intrigado com a cadeira de rodas de Hawking, e Hawking, girando para demonstrar suas capacidades, passou descuidadamente sobre os dedos do Príncipe Charles”, escreveu Ferguson.

Também existem boatos de que um dos grandes arrependimentos do cientista foi nunca ter tido a chance de passar sua cadeira de rodas em cima dos dedos da conservadora primeira-ministra britânica Margaret Thatcher.

Negação bem-humorada

Hawking chegou a negar essas alegações, embora o tenha feito de forma pouco convincente.

“Um rumor malicioso”, disse ele a Ferguson. “Eu vou atropelar qualquer um que o repita”.

O físico inteligentemente utilizou um trocadilho, a expressão “run over”, que pode significar tanto passar por cima de algo ou alguém, quanto explicar algo novamente. [BusinessInsider]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (28 votos, média: 4,61 de 5)

Deixe seu comentário!