Por que borboletas bebem lágrimas de tartarugas?

Por , em 22.09.2013

O sódio é fundamental para a vida, mas, em um ambiente longe do mar como a Amazônia ocidental, é extremamente raro. Animais carnívoros conseguem obter sódio da carne de outros animais, mas herbívoros sofrem para conseguir esse e outros minerais necessários.

As lágrimas dos tracajás são uma das fontes de sal disponíveis às borboletas. Essas tartarugas eliminam o excesso de sal do corpo através das lágrimas. Além dessa opção, os insetos podem procurar por bancos de lama de rios, charcos e roupas de pessoas suadas.

Borboletas e abelhas são vistas lambendo os olhos das tartarugas, embora os tracajás pareçam ser mais tolerantes às borboletas.

Ainda não está claro se o comportamento das borboletas ajuda, machuca ou não tem impacto sobre os tracajás. Talvez o único problema causado pelas borboletas seja a perda de visibilidade — é difícil ver um predador chegando com um bando de borboletas voando na sua cara.

Prova disso que é mais fácil fotografar os tracajás quando estes estão nadando em borboletas. As imagens deste artigo foram feitas por Jeff Cremer, diretor de marketing da Rainforest Expeditions, uma companhia de ecoturismo que leva seus clientes para a amazônia peruana.

butterflies-turtle-tears-6 butterflies-turtle-tears-5 butterflies-turtle-tears-4 butterflies-turtle-tears-3 butterflies-turtle-tears-2 butterflies-turtle-tears-1

Além dos olhos das tartarugas, as borboletas também são vistas em poços de lama e nas margens lamacentas dos rios. Araras e outras aves também já foram documentadas lambendo os minerais.

butterflies-on-mud Macaw-Clay-Lick

Este comportamento só foi observado na Amazônia ocidental. Não se sabe se as borboletas se beneficiam de outra forma das tartarugas, além de para obter sal e minerais das lágrimas. [LiveScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

5 comentários

  • Rogério Piva:

    Seres alados de breve vida retiram de seres longevos de dura couraça a triste visão acumulada da existência e deixam a beleza que há do breve momento. Troca de vivência.

  • Michel Kanemaru:

    Isso é meio engraçado quando se trabalha no sitio/roça, e abelhas começam a pousar em você, e se você não faz nada ela para e depois voa.

  • Mauro Neto:

    Lindas imagens! E poético o artigo… rs Valeu Cesar!

  • Genioso Irreligioso:

    Os olhos não lacrimejam pra se limparem? talvez as borboletas meio que “limpam” os olhos das tartarugas e como recompensa; ficam com o sódio que tanto precisam… simbiose! 😉

    • Cesar Grossmann:

      Tenho a impressão que as tartarugas não necessitam das borboletas, e as borboletas também não necessitam das tartarugas. Para a tartaruga, um mergulho no rio limpa os olhos e para a borboleta existem outras fontes de sódio na região. E eu tenho minhas dúvidas se a tartaruga realmente se beneficia do comportamento da borboleta.

      Isto chega a constituir uma simbiose?

Deixe seu comentário!