Não é assim que se manda mensagem. Clique e aprenda com os chineses

Por , em 8.07.2015

Mensagens de voz, ou aquela coisa de enviar pequenos áudios ao invés de mensagens de texto, é um hábito que está engatinhando no Brasil. Mas os chineses, que são caras espertos, já usam esse tipo de mensagem como meio principal de comunicação.

Se você for a uma estação de metrô em Beijing, por exemplo, tudo o que você verá serão pessoas gravando mensagens em seus celulares – exatamente como se estivessem falando com um (saudoso) walkie-talkie.

Nada de Whatsapp

Um dos aplicativos mais populares no Brasil e no mundo, o nosso querido Whatsapp também disponibiliza esse prático recurso de enviar mensagens de áudio. Mas ele não é o mais popular na China. Lá, o aplicativo que bomba é o chamado WeChat.

Com mais de 500 milhões de usuários, a interface do aplicativo é assim:

chineses mensagem de voz.

Fala que eu te escuto

Perceba a ausência de texto. As mensagens são apenas faladas. Em teoria, mensagens de voz deveriam ser populares em qualquer lugar do mundo. Afinal, apertar um botão e falar o que você precisa parece muuuuito mais prático do que ficar se batendo em um teclado minúsculo, escrevendo tudo errado e sendo traído de vez em sempre pelo autocorretor.

Além disso, a voz consegue expressar alguns sentimentos que a escrita não consegue. Mensagens de voz que sejam mais engraçadas podem ser ouvidas de novo e de novo e de novo – até a piada perder a graça.

Fora que a mensagem de voz fica muito mais pessoal e íntima. Só que esse estilo de comunicação ainda não caiu exatamente no gosto popular mundial.

Por que os chineses gostam tanto, então?

A maioria dos chineses responde essa pergunta dizendo que a língua deles é muito difícil de ser digitada. Eu, sinceramente, não tenho como discordar. Me parece realmente um coisa muito complicada.

Em um teclado de computador ou celular, os caracteres chineses não são nem um pouco práticos. Para escrever qualquer coisa, é preciso selecionar um entre múltiplos – e essa escolha pode acabar comendo um tempo que os chineses não têm no dia a dia.

Isso é realmente um problema na China

A opção default de teclado chinês para computadores, celulares e tablets parece que não foi pensada no usuário nativo desta língua. Tanto que muitas das empresas online que se tornaram populares na China conquistaram esse mercado disponibilizando um teclado mais fácil de se usar para escrever em chinês.

Mas a dificuldade de digitação é só uma parte da resposta.

Em Taiwan, por exemplo, o aplicativo mais popular para conversação é chamado “Line”. Lá, a língua nativa é o mandarim, mas, mesmo assim, as pessoas têm um pé atrás com mensagens de voz. Elas, como muitos de nós aqui no Brasil, têm vergonha de ouvir a mensagem em público e acham pouco educado se expor desta maneira. Especialmente porque não temos ideia alguma do que estamos recebendo. Então, a preferência por lá é o caminho mais longo da digitação e/ou softwares que digitalizam textos escritos à mão.

Já na cultura chinesa, não existe esse “pudor”. Falar alto em público é inclusive um hábito bastante apreciado na China. Logo, as pessoas não têm vergonha de mandar e ouvir mensagens de voz onde quer que estejam.

Etiqueta de mensagem de voz

Apesar de parecer um grande vale-tudo, os chineses têm algumas regras do que fazer ou não fazer quando o assunto são as amadas mensagens de voz. Geralmente, elas são usadas para explicar alguma coisa mais complicada – ainda que seja informal. Se for algo simples como um “Ok”, ou uma mensagem mais curta, eles simplesmente digitam e pronto.

Parece bastante óbvio e intuitivo. Mas por que na China deu tão certo e em outros países esse recurso pode ser considerado um fracasso?

Bom, para os pesquisadores, a resposta ainda é um grande quebra-cabeça. Afinal, não existe nenhuma razão para que as mensagens de voz não sejam queridas em todas as culturas em que as pessoas já praticam o hábito de falar no celular, em público e alto. [qz]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 4,00 de 5)

10 comentários

  • Ronald Maurício:

    Tenho um amigo q só manda MSG d áudio, enche o saco!!! Coisas como bom dia,e aí blz,OK,até mais,tudo em áudio,da uma raiva!!RS…

  • Sergio Abreu:

    Pra falar não tem como ser discreto. Mas pra ouvir, pelamor … fone de ouvido

    • Marcelo Ribeiro:

      Tem como usar um volume de voz adequado. MAs tem gente que pensa que tem que gritar alto o suficiente para que a pessoa que está a 10km de distância ouça.

  • Thiago Alcalde:

    No Mandarim não existem sílabas, há apenas kanjis, então toda palavra você tem que procurar o kanji correspondente.

    • Cesar Grossmann:

      Kanji, Kana, Katakana, Hiragana são palavras japonesas para os caracteres japoneses. Os chineses chamam de hanzi (汉字; ou 漢字).

  • Weverton Luiz Chaga Costa:

    Se os próprios chineses acham mandarim complicado, imagino qdo eu for aprender!

  • Thereza Camello:

    Aqui so sera possivel quando tivermos uma telefonia com sinal muito bom!
    O 4G, realmente funcionar, ai iremos ver e falar sem problemas!

  • Rafael Carvalho:

    Geralmente, preserva-se a conversação como pessoal, e mensagens em texto assegura isso melhor do que em voz na maior parte das vezes.

  • Mateus:

    No Brasil, com essa internet carroçal? Pra todos que mando uma mensagem de voz, sempre reclamam da demora do download do áudio. Triste 🙁

  • Melina Vasconcelos:

    No meu caso a voz é ruim mesmo. Então pra não assustar ninguém eu só digito.

Deixe seu comentário!