Como procurar vida em outros planetas?

Por , em 5.10.2011

Astrônomos anunciaram a descoberta de mais de 50 planetas extrassolares, e 16 deles foram classificados como as chamadas super-Terras. Entre as super-Terras, a chamada HD 85512b tem animado os astrônomos de todo o mundo, pois fica na beira da zona habitável de sua estrela-mãe, o que sugere condições favoráveis para a vida.

Mas porque é que uma determinada posição de um planeta é tão importante para a vida? E se há vida em HD 85512b, como os astrônomos poderiam confirmar a sua existência?

A zona habitável

Também conhecida como zona Cachinhos Dourados, a zona habitável é uma região do espaço em torno de uma estrela adequada para a existência de água líquida – e consequentemente a vida, da maneira que conhecemos. Os planetas nessa região não estão nem em um local tão quente, o que faria a água ferver, nem tão frio, o que congelaria a água.

Essa região é diferente para cada local no universo, pois depende também da quantidade de calor que cada estrela emite.

Mas não é necessário apenas estar na zona Cachinhos Dourados para que um planeta se torne potencialmente habitável. Primeiramente, os astrônomos acreditam que os planetas habitáveis são terrestres (rochosos).

Além disso, um planeta não poderia ser muito pequeno para abrigar vida, pois não seria capaz de segurar gravitacionalmente alguma atmosfera. O HD 85512b atende essa condição: tem cerca de 3,6 vezes a massa da Terra, um tamanho bastante confortável para um planeta habitável.

Analisando atmosferas

Uma vez que os astrônomos tenham descoberto um planeta rochoso na zona habitável de uma estrela, o próximo passo é analisar sua atmosfera em busca de pistas da vida.

Infelizmente, a leitura da atmosfera de HD 85512b e das outras super-Terras ainda não é possível: as tecnologias de hoje só são capazes de inspecionar as atmosferas de grandes planetas, como Júpiter.

Mas na falta de tecnologias mais precisas, são utilizadas outras maneiras de detecção de atmosferas em planetas. O primeiro passo para isso é comparar o espectro de uma estrela isoladamente – ou seja, os diferentes comprimentos de onda de luz que vem dela – com o espectro da estrela quando um planeta está na frente dela.

Se o planeta em trânsito não tiver atmosfera, ele irá bloquear a mesma quantidade de luz das estrelas em todos os comprimentos de onda.

Por outro lado, se um planeta tem uma atmosfera, os gases irão absorver a luz da estrela em comprimentos de onda específicos. A partir dos padrões de absorção dos diferentes tipos de átomos e moléculas que constituem a atmosfera – como oxigênio e nitrogênio – os astrônomos podem descobrir que elementos existem na atmosfera.

Embora o oxigênio não seja um fator isoladamente determinante para a vida, encontrar esse gás na atmosfera de um planeta, principalmente em grandes proporções, pode ser um bom indicador de vida.

A melhor maneira para pesquisar as super-Terras daqui para frente e encontrar novos indicadores de vida como a atmosfera será com radiotelescópios do projeto SETI.

Olhando para o futuro

Os astrônomos estão buscando novas tecnologias e métodos para auxiliar a busca pela vida extraterrestre, como o Terrestrial Planet Finder (TPF) proposto pela NASA. Essas sondas espaciais poderiam direcionar imagens diretamente para um planeta extrassolar.

Uma das técnicas envolveria um telescópio espacial muito grande, com lentes especiais para bloquear a luz de uma estrela, o que permitiria aos astrônomos estudar as propriedades de qualquer planeta que a orbita.

O projeto foi recentemente cancelado pela NASA. Uma grande decepção para os astrônomos e entusiastas científicos, mas será que o projeto poderia ser retomado? Alguns astrônomos se dizem esperançosos, afirmando que assim que houver financiamento necessário, o TPF sairá do papel. [Life’sLittleMysteries]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

13 comentários

  • enegreiros:

    O planeta terra é algo altamente contaminoso para alienigenas, por isso a “pouca” incidência deles ao redor de nosso sistema.
    Nossa atmosfera pode ser terrivelmente perigosa para eles assim como a atmosfera de marte ou outro planeta para o homem. Para o homem, pode ter sido “fácil” descobrir trajes especiais para enfrentar a lua e a falta de gravidade no espaço com as rajadas do vento solar mas para um alienigena pode ser complicado entender como se proteger de nossa atmosfera. Talvez nao tenham a idéia de proteção corporal.

  • manoel santana:

    nesse planetas existe a quantidade de oxigenio igual o da terra para sobrevivencia humana

  • feio:

    Rumo ao desconhecido.

  • Rock:

    Para quem quer ter uma pequena idéia do tamanho do universo.
    http://www.youtube.com/watch?v=80PQZI8TJzU&feature=related

    Hubble ultra deep field a foto mais importante já tirada.Quem não viu vale a pena ver até o vim 6min

  • Marte:

    Neguinho complica muito, basta dar uma olhadinha nas páginas amarelas.

    (E há furos nessa busca. Por exemplo, porque acreditar que existe vida extraterrena apenas em planetas rochosos? Procure na Wikipedia por Dogons e tire suas conclusões.)

    • Jonatas:

      Impressionante, se não existe nenhuma armação em tudo isso, o fato desse povo conhecer um sistema estelar e suas grandezas antes de qualquer telescopios existirem torna como praticamente certa a vizita de extraterrestres no passado das civilizações. Como canta Zé Ramalho, Herrare Human,,,

      Éram os Deuses Astronautas

    • Cesar:

      Os Dogons tiveram contato com alienígenas: os missionários europeus que ensinaram muita coisa para eles.

    • Jonatas:

      Mas nem os missionários europeus conheciam Sírius em detalhes naquela época.

    • Nik:

      A preferência é a busca nos planetas rochosos na verdade, pois como não achamos “nada” ainda é evidente que devemos procurar nos lugares mais óbvios para DEPOIS nos menos óbvios.

    • André:

      Concordo com você, Marte!
      ___

      Me explica como faço para colocar um avatar? Não consigo.

    • Nik:

      Peguei um guia descaradamente de um site mais descarado ainda.

      ————————————————-

      Como as instruções são universais, peguei descaradamente o manual abaixo do blog recomendocomcerveja.com. Mãos à obra:

      – Entre no site Gravatar e clique em Sing up para fazer um cadastro;
      – Em seguida adicione no campo relacionado o seu email — no caso o email que você utiliza em seus comentários aqui no blog;
      – Você receberá um email, cheque sua caixa. Clique no link que consta no email para ativar sua conta (o primeiro link que aparece);
      – Preencha os dados finais do cadastro;
      – Quando estiver logado, clique no link “Add one by clicking here!“, faça um upload da imagem que você quer como avatar e… fim.

      Com esse cadastro feito, toda vez que deixar um comentário aqui com o e-mail cadastrado no Gravatar, sua imagem personalizada aparecerá automaticamente. Lembrando que se outros blogs também usem este serviço, basta comentar sempre usando o mesmo e-mail e lá estará seu avatar.

    • André:

      Obrigado, vou fazer.

  • Jonatas:

    A existência de planetas habitaveis e vida estraterrestre é para muitos praticamente certa, mas sua descoberta carece de teconologia para métodos mais diretos de observação e as vastas distâncias tornariam esse contato imediato tão desejado e temido algo inviável. Mas nas proximas décadas será possível estudar de forma significativa a natureza dos exoplanetas com novos e mais poderosos telescopios espaciais, neste meio tempo, muitas descobertas e revelações teremos aqui no Sistema Solar. Em fim, duvidarmos das teconologias do futuro seria o mesmo que Colombo em suas caravelas que viajavam pelo atlantico por 3 meses duvidar dos aviões de Hoje que fazem o mesmo em 3 horas.

Deixe seu comentário!