Finalmente encontraram a “Terra 2”?

Por , em 25.03.2014

Esta descoberta ainda não foi oficialmente anunciada, mas boatos que correm pelo Twitter dão conta que o astrônomo Thomas Barclay, trabalhando no Ames Research Center da Nasa, na Califórnia (EUA), encontrou, usando dados do telescópio Kepler, uma verdadeira joia: um sistema com cinco planetas, dos quais o mais distante parece muito com a nossa Terra.

O tal planeta estaria quase no limite da zona habitável de sua estrela e teria um raio estimado de 1,1 vezes o raio da nossa Terra, ou seja, cerca de 7.000 km (a Terra tem raio médio de 6.371 km). Ainda não sabemos o nome da estrela, mas ela é uma anã vermelha da classe espectral M1, o que significa que é menor e menos brilhante que o sol.

Os boatos vêm do Twitter do estudante de graduação de astronomia da Universidade do Arizona, e do cientista Jessie Christiansen, também do Ames Research Center, entre outros, todos presentes durante o anúncio preliminar feito por Thomas Barclay na conferência “Search for Life Beyond the Solar System” (de 16 a 21 de março), em Tucson, Arizona.

Este novo planetinha vem bater o recorde anterior de semelhança com a Terra, do Kepler-62f, que tem 1,4 vezes o tamanho do nosso planeta. De Kepler-62f já sabemos mais coisas, como o fato de que ele recebe de sua estrela metade da energia que a Terra recebe do sol, e seu ano dura 267 dias terrestres. Além disso, está a 1.200 anos-luz de distância, na constelação da Lira.

Mais novidades sobre a nova “Terra-2” devem ser anunciadas quando o artigo do astrônomo Thomas Barclay estiver próximo de ser publicado em um periódico. Até lá, teremos que nos contentar com as especulações. Por exemplo, um planeta pouco maior que a Terra, orbitando uma estrela vermelha, poderia ser… Krypton? [Sploid, Discovery]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

15 comentários

  • Alan Fernando:

    são milhões de possibilidades!

  • Francisco Assis Gurgel Gurgel:

    Astrônomos e cientistas imaginam e esperam encontrar planetas parecidos com a terra em tamanho dimensão e orbitando estrela como o sol com perspectiva de albergar vida semelhante a nossa bom seria que isso de fato viessem a acontecer mas existe um elo entre matéria e o religioso que dos quais pode sim haver outros mundos com vida não semelhante a nossa que é mortal mas com outro aspecto

  • Toni Cruz:

    Além de descobrirmos novas terras, iremos descobrir novos seres e espero que sejam bem melhores do que a maioria dos humanos.*

    • Stallone Sylvester:

      já imaginou que legal se tivéssemos imigrações 😀

    • Scarlet Shimizu:

      Agora,temos que pensar como chegar lá.
      “1200 anos lux da Terra”: é raro de ver alguma pessoa chegar aos 100.

  • Marcello Sevach:

    Agora fico a me perguntar como seria os olhos de uma criatura que evoluiu em um planeta cujo o sol é uma anã vermelha???

    • Cesar Grossmann:

      Marcello, considere a imensa variação de olhos neste planeta, todos eles sob o mesmo sol…

    • Ramon De Souza Vieira:

      Acho que eles teriam modificações na pele que é mais exposta… como no filme Avatar, onde a lua Pandora é iluminada por uma estrela de luz azul, por isso os Na’vi possuem pele azulada.

  • Andre Luis:

    Faz sonhar….. Eu acredito que deve haver um planeta realmente igual a Terra, inclusive com as suas principais características, como atmosfera e biodiversidade, pois já que são tantas possibilidades…

    • Cesar Grossmann:

      Em uma das hipóteses de muitos universos, existiriam infinitos universos. Com infinitos universos, devem existir infinitos universos idênticos até a última partícula subatômica. E infinitas cópias com uma partícula subatômica de diferença. E infinitas cópias com duas partículas subatômicas de diferença. E infinitas cópias com… …acho que deu para entender.

      O que nos leva a Nietzsche, e seu eterno retorno…

    • Junior Castro:

      mas no caso da teoria de multiversos, nós não seríamos capazes de identificar a cópia ou a cópia da cópia da original (se é que ha uma original) pelo simples motivo de estar em outra bolha (outro universo). E se a teoria estiver certa também haveriam cópias e cópias de cópias da anã vermelha. Não sei se fui claro.

  • WPantuzzo:

    O que não ficou claro ainda, é se o calculo da zona habitável feito pelo astrônomo, levou em consideração o tamanho e a emissão de energia da estrela em questão. Acredito que sim, mas na afobação da descoberta, será que ele racionalizou corretamente? Vamos aguardar a publicação oficial. Espero que seja divulgada aqui.

    • Cesar Grossmann:

      WPantuzzo, até onde eu sei a zona habitável é calculada para cada tipo de estrela. Não deve ser complicado determinar isso com base na temperatura superficial da estrela (tem mais alguma coisa que influencie o cálculo da zona habitável?)

  • James Gonçalves:

    Krypton? Talvez… Jor-El deve estar bringando com Zod nesse instante! nAHAHAHHA

  • Thiago Corrêa:

    Interessante, será que é o planeta Krypton, Vegeta, ou Tatooine? rsrsrsrs

Deixe seu comentário!